Resenha| Três coroas negras

12:32 0 Comments A+ a-


Em Três coroas negras, conheceremos a histórias de 3 trigêmeas, a Katherine, a Arsinoe e a Mirabella. Apesar de serem trigêmeas, elas são bem diferentes entre si. Todas foram separadas ainda quando crianças, todas tem dádivas (espécie de poder, digamos) diferentes, por exemplo, a Katharine é uma envenenadora, a Arsinoe é uma naturalista e a Mirabella é uma elemental. Apesar da diferença, elas têm um único propósito: governar o trono, pois, segundo a tradição, elas deverão duelar entre si, afinal somente 1 rainha poderá governar. 

"Três rainha sombrias
Num vale vêm ao mundo,
Pequenas doces trigêmeas
Nutrem um ódio profundo
Três irmãs sombrias
Lindas de se ver
Duas a serem devoradas
e uma Rainha por ser."
O que falar desse livro? Posso dizer que é uma incógnita, pois ele promete uma ficção fantástica bastante empoderada e sombria, mas não cumpre isso totalmente. Mesmo assim, é importante dizer, a história não deixa de ser boa e prende o leitor muito bem. Como há outros livros, é claro que nós, leitores, esperemos que isso aconteça nos próximos, por isso não dá pra desistir no primeiro. E, sério, não desistam! Pelo menos, não nesse primeiro livro.

Tudo bem que a parte sombria e cheia de ação não acontece, mas ver o desenvolvimento da história é o motivo pelo qual você precisa ler esse livro. Imaginem: 3 irmãs, só uma poderá governar, uma sociedade extremamente matriarcal e personagens com "poderes mágicos" (achei superinteressante essa divisão: naturalistas, elementais e envenenadores). Agora, juntem tudo. Por isso, volto a dizer, apesar do que disse anteriormente, não dá pra desistir no primeiro livro.  

Um fator bastante positivo na leitura é que as personagens são bem construídas e suas dádivas combinam bem com sua personalidade, além de conhecermos a história sob o ponto de vista das 3 personagens. Por exemplo, a Katharine é a oprimida pelo seu clã, principalmente pelo fato de ela ser fraca e da rainha anterior ser uma envenenadora. Ou seja, tem toda uma pressão sobre ela. A Mirabella é confusa, ela é aparentemente a mais forte das 3 irmãs, sofre uma pressão por isso, pois todos acreditam que ela ganhará o trono, mas ela teme se tornar rainha e tem ações que mostram que ela nutre algo pelas irmãs, mesmo sabendo que ela não deve ter afeição nenhuma. Afinal, elas vão duela entre si. E, por fim, mas não menos importante, temos a Arsinoe, com seus medos. Afinal, sua "melhor amiga e protetora" é bem mais forte que ela, que está prestes a ser rainha. Então, ela não sabe lidar com isso. E a autora, nesse primeiro livro, deixou bem claro as fraquezas das personagens. Afinal, todos pregam que elas são fortes, poderosas e invencíveis, mas não é bem por aí.

Não vou mentir, lerei os próximos livros e espero que sejam mais sombrios que esse. A história me lembrou um pouco Game of thrones. Então, quem curte a série, provavelmente vai gostar da história. No fim, não posso dizer que superou minhas expectativas, mas garantiu uma boa leitura e a esperança de que os próximos livros sejam muito, mais muito melhores que esse.

Editora Globo | Classificação: 4/5 | Ofertas 
Foto: Melina Souza

Perfil do blog Porre de Livros. Se gosta de ler, você está no lugar certo. 

Acompanhe-nos em nossas redes sociais: 
Twitter: @_raypereira / Instagram: @PorreDeLivros / Facebook: Porre de Livros

0 Comentários
Comentários