Crítica| 'Homem-Aranha: De volta ao lar' é tudo o que os fãs do herói esperavam

17:26 0 Comments A+ a-


Em Homem-aranha: de volta ao lar (Spiderman: Homecoming), não vamos ser rever a história do garoto que foi mordido por uma aranha e ganhou superpoderes. Afinal quem não sabe o início da história desse herói? Aproveitando o sucesso das histórias de super-herói, a Marvel resolveu recomeçar, voltar para casa, assim como nos diz o título de filme.

Nessa nova “versão” do Amigão da Vizinhança, vemos um Peter Park (interpretado por Tom Holland) adolescente, imaturo e que, entre uma aula e outra ou uma festa e outra, procura usar seus poderes com responsabilidade. Porém, nem sempre isso acontece, e acaba arrancando boas risadas dos telespectadores. O Tom Holland nos presenteou com um herói que poderia ser qualquer um de nós. E isso é um ponto muito positivo, pois assim não só conseguimos nos identificar com o personagem, mas também ver a história como sendo algo verossímil.


E quem disse que somente o Aranha brilhou no filme? Se engana quem acha isso. Não estamos falando do Tony Stark (interpretado por Robert Downey Jr.) ainda. Estamos falando do “vilão” Abutre (interpretado por Michael Keaton). Em nenhum momento do filme, vilanizaram o personagem, muito pelo contrário. Nos foi mostrado o(s) motivo(s) de ele ter se tornado o vilão. E, no fim, fica a reflexão: o que faríamos se estivéssemos nas mesmas situações que ele? Será que optaríamos pelas mesmas escolhas? Faríamos diferentes? Com toda a certeza, somos apresentados a um Abutre humano, complexo e que pode ser facilmente compreendido pelos fãs do Aranha. Afinal, até para dominar o mundo tem que ter uma motivação plausível.

Até agora, só elogios. Por isso, vamos falar do Tony Stark (Robert Downey Jr.). Não se preocupem. Definitivamente, ele não rouba a cena. O personagem que interpreta o Iron Man tem uma participação especial, nada mais que isso. E detalhe: muitas das cenas com o ator garantem boas risadas e referências aos Vingadores (Avengers, 2012). Então, até com um “recomeço”, o universo compartilhado da Marvel está presente. Antes de terminar, queria lembrar que não só tem 1 cena pós-crédito, mas 2 cenas. Então, ao terminar o filme, continuem sentados e tenham paciência. (Entendedores entenderão).

Com muito bom humor, boas cenas de ação, personagens reais - gente como a gente, com dramas pessoais, dificuldades familiar e a busca pela aceitação -, os estúdios Marvel nos trouxe o clássico Homem-Aranha com uma pegada bem moderna. O filme não só cativará os fãs do personagem, mas pretende também trazer uma nova geração que se identificará com o Amigão da Vizinhança. Sabe o gosto de nostalgia? Pronto, no fim da sessão, você sentirá. Bem-vindo de volta, Homem-Aranha.

Pernambucano, blogueiro e bailarino nas horas vagas. Para ficar mais próximos dos livros, escolheu ser revisor textual. Instagram/Twitter: @Jadsongomees

0 Comentários
Comentários