Resenha: Forrest Gump, de Winston Groom

10:42 18 Comments A+ a-

[ Editora Aleph | Classificação: 5/5 | Ofertas ]
Forrest Gump é um gigante de 2 metros de altura e 110 quilos cujo cérebro não acompanhou o crescimento. Ele perdeu o pai muito cedo e vivia com a sua mãe, que sempre fez questão de chamá-lo de idiota e tratá-lo como tal. Durante toda a sua vida, Forrest foi tratado com zombaria e até mesmo hostilidade por todas as crianças da sua idade, com exceção da sua melhor amiga Jenny Curran.

Ainda na escola, algumas habilidades dele foram observadas, por isso ele passou a integrar o time de futebol americano. Forrest também serviu ao exército na guerra do Vietnã, onde conheceu Bubba, traçou sua trajetória de vida e, do seu jeito, mudou para sempre a história americana.

Muitas pessoas já assistiram ou pelo menos ouviram falar de Forrest Gump. O filme, dirigido por Robert Zemeckis, atualmente integra a programação cult da tevê e está entre os clássicos do cinema mundial. Ganhador de seis Oscars e famoso pela interpretação majestosa de Tom Hanks, a verdade é que, embora Forrest tenha se tornado mundialmente conhecido em 1994, o filme foi inspirado na obra de Winston, originalmente publicada em 1986. 

Em novembro de 2016, a história que também virou um marco da cultura pop completou 30 anos e, pensando nisso, a Aleph lançou uma edição comemorativa especialmente para os fãs, como uma forma de homenagear esse personagem histórico e que tem um cantinho especial reservado nos nossos corações. Talvez a maioria das pessoas achem que o filme é uma cópia fiel do livro, mas essa adaptação sofreu inúmeras e significativas mudanças. Preocupada em deixar o leitor por dentro de toda essa trajetória, a editora disponibilizou ao final da edição um ensaio comparativo entre o filme e o livro e várias são as diferenças, não só com relação ao próprio protagonista como também à algumas passagens e até mesmo importantes personagens secundários.

A edição está maravilhosa com acabamento em capa dura e dupla face: uma sobrecapa de papel com impressão dos dois lados e de designs diferente, do mesmo artista que fez a capa da edição comemorativa de Laranja Mecânica, o Pedro Inoue. A edição também conta com dez ilustrações coloridíssimas, do desenhista e fã da obra Rafael Coutinho, que deram todo um charme ao livro. 

O Forrest do livro é bem diferente do ingênuo Forrest interpretado por Tom Hanks. No livro, Forrest é realmente atrapalhado, mas não é de todo idiota como no filme. Aqui, embora ele não tenha malícia, ele consegue entender bem as coisas que acontecem ao seu redor. As participações de Jenny Curran e Bubba também têm suas peculiaridades e se diferenciam bastante do que vimos no filme. As frases são curtas e sem nenhuma complexidade, o que torna a leitura ainda mais fluída. A linguagem utilizada pelo autor é propositalmente errada e dá a impressão de estar sendo narrada por um caipira e expressões como "pro", "pra", "auguns" e "entendeno" são comuns durante a narrativa.

"Deixa eu te dizer uma coisa: ser idiota não é nenhuma caixa de chocolate. As pessoas dão risada de você, perdem a paciência, te tratam com desprezo(...) Sou idiota de nascença. Meu QI é de quase 70, então eu me encaixo na definição, pelo que falam."

Eu definitivamente não sou fácil para sorrir e nem sou uma boa companhia para comédias, então eu realmente tenho que falar isso: em algumas passagens do livro eu tive CRISES de riso. Na verdade, eu ri de chorar e a barriga doer. E eu não me lembro agora quando outro livro conseguiu me arrancar boas e espontâneas gargalhadas. Indico a leitura não só para os fãs do imortal Forrest das telinhas, mas para quem deseja conhecer um "novo" Forrest e ter uma visão diferente dessa história que mescla drama e humor em proporções simétricas.

Pisciana, 2.6, humor de 60, dramática, apaixonada por livros e animais.

Instagram: @deebritoo

18 Comentários
Comentários

18 comentários

Write comentários
F
AUTHOR
24 de abril de 2017 13:22 delete

Ola
Adorei sua resenha, especialmente porque tenho muita curiosidade em ler esse livro. Pelo que pude compreender, deve ser uma ótima leitura e divertida, diante de suas crises de riso né?! Não tenho dúvida sobre a maravilha que deve ser essa edição, a Aleph sempre se destaca muito em suas obras ♥
Beijos., F

Reply
avatar
24 de abril de 2017 16:36 delete

Olá,

Eu não conhecia essa obra e fiquei bem intrigado com ela. Achei a capa linda, a premissa chamou muito a minha atenção e o fato do livro ter um humor muito bacana me deixou totalmente interessado. Nunca li histórias que tem gigantes, então, vou dar uma oportunidade pelos fatos que disse e também por querer ter uma nova experiência literária! ♥

→ desencaixados.com

Reply
avatar
Carla
AUTHOR
25 de abril de 2017 21:20 delete

Oie!
A resenha está ótima!
E ainda você comenta que em vários momentos, teve crise de riso, o que é que eu estou precisando no momento!
Uma ótima dica que preciso conferir!
Bjks!
Histórias sem Fim

Reply
avatar
26 de abril de 2017 13:00 delete

Oi. :)
Adorei sua resenha, mas não sabia que tinha livro. Só assisti o filme há muito tempo atrás, e gostei um pouco rs.
Nada como uma boa estória que nos faça rir, sempre me agrada muito.
Talvez dê uma chance qualquer dia desses pra esse livro, que pela sua resenha me deixou curiosa.
Blog As Meninas Que Leem Livros.
Bjs.

Reply
avatar
26 de abril de 2017 14:58 delete

Olá!!

Assisti ao filme e adorei ! Na verdade não sabia que tinha livro , estou bem surpresa agora!

Não costumo ler livros que me fazem rir da barriga doer, tô precisando! haha obrigada pela dica gostei muito da resenha!

Beijos
Jess
www.pintandoasletras.com.br

Reply
avatar
Ivi Campos
AUTHOR
28 de abril de 2017 08:03 delete

Adorei a sua consideração sobre o humor do livro e te imaginei rindo com as cenas que leu. Só esse comentário, me fez desejar ler o livro e espero rir ainda mais, porque ao contrario de você, tenho a risada solta.
MEU AMOR PELOS LIVROS
Beijos

Reply
avatar
28 de abril de 2017 15:08 delete

Oi, essa hitória não tem gigantes, só foi falado isso porque o personagem é muito grande! :)

Reply
avatar
Livreando
AUTHOR
28 de abril de 2017 22:58 delete

Nunca tive muita curiosidade em saber a história da versão do livro, até agora a versão cinematográfica era suficiente, até agora. Primeiro, essa edição me ganhou, sério! Todos os detalhes que você expôs desde a diagramação até os personagens com características diferentes me encantaram. Adorei!
Bjim!
Tammy

Reply
avatar
29 de abril de 2017 01:51 delete

Olá, Di

A tipografia dessa capa está maravilhosa! Eu assisti ao filme há muiiiitos anos, nem me recordo!
E eu também sou difícil de rir com leitura, eu choro muito, mas rir é bem raro. Que bom que esse livro lhe fez rir!
Não sei se leria o livro no momento, mas a edição está tão maravilhosa que vou ver quanto está custando para talvez comprar.

Beijos

Reply
avatar
Wesley Italo
AUTHOR
29 de abril de 2017 14:14 delete

Estou me sentindo péssimo por não conhecer essa história!
Eu já anotei! Rsrsrs Saber que o livro te fez rir tanto já foi um ponto alto para eu desejasse a obra , e com esse enredo bem diferente do que estou acostumado , me convida para uma nova aventura e eu gosto disso. Que bom que a Editora Aleph caprichou na edição comemorativa me deixa muito curioso para tê-lo(eu amo edições comemorativas). Já vou procurar o filme! Beijos !!

Reply
avatar
Duda Almeida
AUTHOR
29 de abril de 2017 18:01 delete

Olá!
Eu assisti o filme há séculos atrás e só por causa da sua resenha vou assistir novamente. O livro eu nunca li, mas bateu uma curiosidade. O filme é ótimo, o enredo e a atuação do Tom Hanks é maravilhosa. Depois que você disse que teve crise de risos com o livro, eu realmente preciso ler, porque sempre acabo rindo mais quando leio.
Beijos!

Reply
avatar
29 de abril de 2017 21:51 delete

Olá! Tudo bem?
Acredita que eu só fui descobrir a existência desse livro quando a Aleph anunciou o lançamento dessa edição? Eu já tinha assistido ao filme, porém, não sabia que era uma adaptação.
Confesso que não morro de amores pelo filme, mas sua resenha me deixou curiosa para conferir o livro. Parece ser uma leitura realmente divertida e fluida, e acho que vou gostar mais do que do filme.
Amei sua resenha e já adicionei o livro na minha lista de desejados.
Beijos!

Reply
avatar
3 de maio de 2017 10:57 delete

Oi, Diana!
Acho essa edição tão bonita :3 Para falar a verdade, esse não é um livro (nem um filme) que eu goste muito. Acho a história ótima, e a atuação do Tom Hanks no filme é impecável, mas só não faz muito o meu estilo sabe? Anyway, sua resenha faz a gente se empolgar enquanto lê haha Bjus!

Reply
avatar
Diana Brito
AUTHOR
4 de maio de 2017 15:12 delete

Super divertido!!!! Leia, você vai adorar. A Aleph é senscional! Bjosss

Reply
avatar
Diana Brito
AUTHOR
4 de maio de 2017 15:14 delete

Então você está diante do livro certo kkkk Leia, você vai adorar! Bjosss

Reply
avatar
Diana Brito
AUTHOR
4 de maio de 2017 15:16 delete

Eu particularmente não daria 5 estrelas ao filme, mas o livro é fantástico. Na verdade o filme é BEM diferente do livro então talvez, assim como eu, você curta a leitura!Bjossss

Reply
avatar
Diana Brito
AUTHOR
4 de maio de 2017 15:18 delete

Eu nunca tinha lido um livro que me fizesse rir assim, acredita? Você vai adorar a leitura, bjosss!!!

Reply
avatar
13 de maio de 2017 18:21 delete

Oi querida,
Ainda não assisti o filme, mas adorei a nova edição do livro. A história é bem tocante, com um personagem extremamente bem construído e desenvolvido. Mas como você disse que é um ótimo livro parecido com o filme, acho que posso assistir primeiro o filme e depois ler.

Beijoss, Enjoy Books

Reply
avatar