Resenha| Amor Imenso, de Penelope Ward

14:06 1 Comments A+ a-


Amélia e Justin se conhecem desde muito novos, quando ele se mudou para a casa vizinha a que ela morava com sua avó. Aos poucos, eles foram crescendo e os segredos entre os dois também. Até o ponto em que Amélia decidiu fugir, deixando Justin para trás com seu coração despedaçado, mas, agora, anos depois, eles se reencontram da pior forma possível: na casa que a avó de Amélia deixou de herança para que ambos a dividissem. Depois de anos, sem se ver e com um desejo reprimido por tanto tempo, eles precisam descobrir se vão se dar uma chance ou se as amarguras do passado são muito pesadas para carregarem, porém, mesmo que seus medos do passado sejam esquecidos, o presente pode não ser tão bondoso assim.

Amor Imenso, para os mais íntimos Roomhate, é um romance delicioso de se ler. Justin e Amélia são personagens que te prendem desde a primeira página até a conclusão do enredo, e foi isso que aconteceu comigo, de novo. Eu já tinha lido a obra em inglês, mas não resistir, por isso resolvi lê-lo novamente em português, e não me arrependi! Assim como na primeira leitura, me vi surpresa, pois a autora consegue fazer personagens e situações tão reais. Por isso, se vocês está procurando um livro fantasioso onde tudo só dá certo após o casal se encontrar, Amor Imenso não é para você. Mentira, é para você, sim, pois todo mundo precisa ler esse livro.

"Eu nunca te odiei. Eu não podia odiar você nem se eu tentasse. Acredite em mim, eu tentei."
De verdade, o que precisa ser exaltado nessa obra é o realismo que a autora escreve, mesmo depois que Amélia e Justin decidem se acertar e seguir bem com a vida. E a autora consegue mostrar que nem tudo são flores, que as coisas não são sempre como queremos e nem como esperamos que seja. A vida tem suas vontades e as impõem em nós, e isso acontece várias vezes com esse casal, que parece ser atrapalhado uma e outra vez por tantas situações que nos deixa de coração partido. E por causa de tudo isso, posso afirmar que a Penelope Ward consegue criar uma das personagens feminina mais fortes que já li.

Amélia é simplesmente maravilhosa! Mesmo acabada, derrubada e destruída pela vida, ela se mostra sempre tão forte e não reclama, não se deixa abater, sempre dando seu melhor, e isso não é fácil! Muitas vezes, senti tão profunda tristeza por Amélia que queria sair e pedir para alguém ajudá-la, olhar para ela e ter piedade, mas ela nunca se abalava perante sua queda, e sempre estava se levantando. Já Justin... Deus! No começo ele é um babaca, mas não qualquer babaca, um babaca que me machucava como leitora. E mesmo quando é um babaca, ele consegue ser fofo, sempre preocupado com Amélia e querendo fazer o melhor para ela. E fora que ele também tem sua parcela de sofrimento no livro. Nossa senhora, como esses dois sofrem por causa de um amor!

Como vocês podem ver, apesar de ter uma capa de um homem gostosão e um título que te remete a algo meloso, Amor Imenso é um romance muito mais sobre superação, sobre a vida e sobre como somos incapazes de fugir do nosso destino. Não deixem de ler, por favor! Com tudo isso, não posso deixar de registrar que, mais uma vez, a obra ganhou 5 estrelas, e que a Planeta fez um trabalho maravilhoso na tradução, fonte e tudo mais.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

1 Comentários
Comentários

1 comentários:

Write comentários
16 de março de 2017 16:05 delete

Oi, Ray. Eu também li Roomhate e gostei profundamente, eu amei a reviravolta que a autora deu e passei a amar a Penelope. Porém, meu livro favorito dela vai continuar sendo Meu querido meio-irmão, que conseguiu me encantar profundamente. Espero que leia e goste!
Beijo, Leitora Encantada

Reply
avatar