Porre de Filmes| Silêncio, de Martin Scorsese, é um drama histórico cheio de reflexão que vale a pena ser visto

09:57 7 Comments A+ a-


No Ano de 1620, dois padres jesuítas decidem partir para Japão em busca de seu mentor perdido, mas sua missão não é tão simples, pois o Japão passa por um forte período de banimento do catolicismo. Entre perigos, ameaças, torturas e questionamentos, Sebastião e Francisco tentam se esconder e passar despercebidos por um governo ditador enquanto vêm um povo sofrido ser dizimado apenas pela sua fé. Porém, passar por tudo isso pode não os preparar para a verdade sobre o destino do seu mentor, o Padre Ferreira.

Martin Scorsese, eu te amo! Silêncio não é um filme fácil de ser assistido, assim como todos os outros do diretor, ele traz uma carga dramática e filosófica muito alta, mas, ao mesmo tempo, é tão cativante que não te faz querer desgrudar os olhos da tela nem por um minuto. Com uma trama toda narrada por Sebastião, interpretado por Andrew Garfield (o Peter Park, em O espetacular Homem-aranha 1 e 2), somos levados desde Portugal até o Japão, conhecendo vários lados dessa mesma história, pois, apesar de ser narrado por apenas um personagem, Scorsese consegue passar todos os pontos de vista diferentes que se encontram ali.

A princípio, achei que seria um filme apenas sobre a defesa do cristianismo e todos os percalços que a Igreja sofreu para "pregar" o evangelho dentro de um país budista, mas tudo vai se transfigurando, e podemos também enxergar a verdade do país budista que tem que se submeter aos desejos da Europa apenas porque assim eles querem. Sebastião é um personagem complexo, profundo e bem figurado que no auge de sua loucura, fugitivo, faminto e sedento, acha que sua provação o transforma em um Deus, principalmente por sua jornada se igualar tanto com a de Jesus, até mesmo no Silêncio de seu Pai perante as suas orações.

Nem tudo é tão filosófico e bonito, teve momentos que me peguei pensando no quanto a religião é pouco de fé e mais de política, o governo do Japão faz de tudo para banir o catolicismo, inclusive matar os seus por se declararem cristãos. Essa situação me fez questionar humanidade e bondade para com o próximo, e mesmo sabendo que o Budismo venera outros Deuses, também é de conhecimento que não prega a violência nem o assassinato dos que não seguem sua filosofia.

E, quando eu achava que não poderia ser mais reflexivo, vem o final do filme que te faz parar para refletir tudo, tudo que te foi apresentado até ali, tudo que te ensinaram a vida inteira, e até onde seus valores suportam as atribulações da vida. E o que o filme te deixa é um incrível silêncio, pois você se torna incapaz de discutir sobre o que é certo e o que é errado. Sua visão se torna imparcial, você se coloca em todos os lugares e descobre que não existe certo e errado, o que há são apenas visões diferentes que merecem ser silenciosamente respeitadas.

Abaixo, você pode conferir o trailer legendado de Silêncio:

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

7 Comentários
Comentários

7 comentários

Write comentários
14 de março de 2017 22:23 delete

Uau, nunca ia imaginar a história desse filme. Confesso que a história não chamou muito a minha atenção, mas acho que as reflexões e as questões que ele levanta merecem um voto de confiança. Vou anotar a dica :)

ourbravenewblog.weebly.com

Reply
avatar
Lilian Farias
AUTHOR
15 de março de 2017 10:18 delete

'A princípio, achei que seria um filme apenas sobre a defesa do cristianismo e todos os percalços que a Igreja sofreu para "pregar" o evangelho' eu também imaginei que fosse um filme meramente cristão, mostrando como a igreja católica matou, dizimou, torturou, estupro, roubou em nome de uma crença que nasce do próprio budismo. não gosto dos jesuítas, e a história da igreja católica está cheia de sangue no intento de silencia a cultura e outros religiões. 'Japão faz de tudo para banir o catolicismo' ainda bem!

Reply
avatar
15 de março de 2017 19:34 delete

Oi, esse filme foi uma surpresa para mim, mas como sou fã do diretor: sabia que ia gostar dele.

Reply
avatar
Aline Silva
AUTHOR
15 de março de 2017 20:09 delete

Oie, tudo bom?
Geralmente quando vejo esses trailer não me chamam a atenção, mas com a sua resenha fiquei curiosa para conferir este filme, e já vi alguns comentários por aí elogiando este filme.
Não conhecia o blog, mas agora vou ficar ligada aqui.

Bjux ;)
Entrelinhas

Reply
avatar
LiteraKaos
AUTHOR
19 de março de 2017 13:22 delete

Não conhecia o filme, mas me pareceu ser bem legal.
Confesso que não é muito meu estilo, mas meu marido com certeza vai adorar.
Vou indicar ainda hoje a ele.
Quem sabe não vemos mais tarde??
Obrigado pela dica.
A resenha está muito boa.

Ana Souza
https://literakaos.wordpress.com/

Reply
avatar
Emily Abreu
AUTHOR
19 de março de 2017 14:30 delete

Vi que você curtiu bastante o filme, e isso é bom, mas eu não sei se assistiria. Não gosto muito de filmes e nem séries, na verdade série não gosto nada. Porém o ponto positivo que percebi é a parte reflexiva do filme, gosto de tudo que me faça refletir sobre um assunto e relacioná-lo com o cotidiano. Ótimo post.
Beijos
Livrofilia | Fan page Livrofilia

Reply
avatar
Michele Lopez
AUTHOR
20 de março de 2017 15:39 delete

Olá,
Não conhecia o filme e mesmo com todas as reflexões que ele levanta, infelizmente não consigo me sentir atraída por assisti-lo.
Mas claro que adorei conhecer um pouco mais sobre ele.

LEITURA DESCONTROLADA

Reply
avatar