Resenha| O menino no alto da montanha, de John Boyne

15:02 3 Comments A+ a-

Romance, drama | Editora Seguinte | Classificação: 4/5 | Ofertas
Em O menino no alto da montanha, vamos conhecer Pierrot, um garoto de 7 anos, que perde seus pais e, sem ter para onde ir, acaba indo parar na casa da tia Beatrix em um casarão no alto da montanha, onde ela trabalha como governanta. Poderia ser um ótimo lar se Pierrot não precisasse esconder parte de seu passado, pois ele tinha uma mãe francesa, seu melhor amigo era judeu e para se manter no casarão, que, inclusive, era uma das casas do Hitler, ele precisava ser uma alemão, assim como seu pai. Por isso, ele abandonou seu nome, a pedido de sua tia, e passou a ser chamado de Pieter.

"Por favor, confie em mim. Você pode continuar sendo Pierrot no coração, claro. Mas, no alto da montanha, quando houver outras pessoas por perto e, principalmente, quando o senhor ou a senhora estiverem lá, você será Pieter."

No início, Pierrot tem receio do dono da mansão, mas quando a criança começa a se aproximar de Hitler, o líder nazista começa a usar o seu poder de retórica para fazer com que Pierrot pense, aja e concorde com a ideologia nazista. A partir daí, Pierrot se afasta da pureza que tinha quando estava longe daquela vida e passa a se aproximar do ódio, do preconceito e das maldades cometidas pelas pessoas que eram a favor do movimento. Com o declínio do império de Hitler, Pierrot saíra como vítima, assim como os judeus? Essa é uma pergunta que, com toda a certeza, só você poderá responder ao terminar essa leitura.

Assim como O menino do pijama listrado ~que é um dos meus livros favoritos~, esse livro tem algo muito semelhantes ao livro citado: lemos uma história sendo contada pela percepção de uma criança, mas a diferença é que, em determinado momento, a criança deixa de ser pura e inocente, nos mostrando o quanto o poder e a ambição destroem sua essência. No livro, a história é dividida e apresentada em 3 partes, onde, no inicio, vemos um Pierrot e, no final, um Pieter sendo destruído por suas próprias escolhas. Um ponto positivo para o livro, ao meu ver, é a ambientação e o período em que a história acontece. Sem dúvidas, John Boyne consegue tocar na ferida quando traz assuntos reflexivos sendo mostrando numa época difícil, onde faltava empatia, amor pelo próximo, e o egoísmo e a maldade prevalecia.

O protagonista, o Pierrot, não me cativou do jeito que esperava, diferente do menino Bruno, de O menino do pijama listrado. Acho que isso foi devido às atitudes detestáveis e as escolhas erradas do garoto. Porém, os outros personagens, como, por exemplo, a tia Beatrix, a mãe do garoto, o amigo de infância e outros personagens secundários que aparecem no decorrer da leitura são tão bem construídos que é impossível não gostar deles. Ao longo da leitura, Pierrot torna-se uma péssima pessoa, assim como seu pai que encontrava conforto batendo na esposa, pois, para ele, ser um marido abusivo e virar um bêbado era uma forma de esquecer da guerra.

Definitivamente, se você gostou de O menino do pijama listrado, vai gostar de O menino no alto da montanha, pois além de ser o mesmo tema, mas sendo abordando de uma forma diferente, a narração também é feita por uma criança que é/foi inocente e sensível. Uma história que deixa uma boa reflexão para o leitor, além de nos apresentar uma época bastante, digamos, desumana. 

Pernambucano, blogueiro e bailarino nas horas vagas. Para ficar mais próximos dos livros, escolheu ser revisor textual. Instagram/Twitter: @Jadsongomees

3 Comentários
Comentários

3 comentários

Write comentários
6 de fevereiro de 2017 18:03 delete

Nunca li nada do John Boyne e, depois da sua resenha, pretendo começar por este. Gosto muito de livros sobre a 2ª Guerra Mundial e, pelo que eu me lembre, esse é muito diferentes dos outros, já que normalmente é sempre o relato do sobrevivente do Holocausto. Já está na minha wishlist!

https://blogabstraindoideias.blogspot.com.br/

Reply
avatar
7 de fevereiro de 2017 07:25 delete

eu ainda não consegui ler, mas ja faz tempo que esta na minha lista de desejados! quero tanto ler, pois além de gostar da 2ª guerra em quesito de estudo, os enredos que tratam essa temática são sempre muito verdadeiros
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Clara Assis
AUTHOR
7 de fevereiro de 2017 14:22 delete

Já vi muitas resenhas desse livro e sou louca pra ler!!! Gosto de livros assim <3

xox
Próxima Primavera
Participe do sorteio de 1 ano do blog (2 livros + brinde)

Reply
avatar