Resenha| Never, de Jeanne Ryan

16:16 5 Comments A+ a-

Ficção internacional | Editora Planeta de Livros | Classificação: 3/5 | Ofertas
Créditos: Aquele clichê
Em Never, vamos conhecer a Vee, uma garota que está cansada de viver nos bastidores da vida. Ela está cansada de ver sua melhor amiga brilhando e sendo aplaudida, está cansada de ver o seu crush ser o cara lindo e talentoso, enquanto ela fica nos bastidores ajudando-os a aparecer lindos na frente de todos, quando entrarem em cena. Ela deseja fazer parte dos holofotes, de ser lembrada por todos, mas não tem essa oportunidade. Até resolver sair da sua zona de conforto.

Quando o jogo online chamado NEVER abre inscrições, Vee vê a oportunidade bater em sua porta. Ela até pensa se, de fato, se inscrever é a coisa certa, afinal o jogo consiste em realizar desafios e, assim, o ganhador, caso consiga cumpri-los, levará alguns prêmios. Todos podem ser observadores e, consequentemente, observar tudo o que acontece para a realização do desafio. E saliento que são VÁRIOS observadores, ou seja, o participante logo fica reconhecido por todos. O jogo virou febre entre os jovens que fazem de tudo para levar todo os prêmios para casa. Mas será que vale a pena se expor e realizar todos os desafios, podendo ser dos mais simples aos mais perigosos, para torna-se famoso?

Começo essa resenha com um ponto fraco: não superou minhas expectativas. Infelizmente. Ao ler a release do livro, imaginei algo que prende o leitor com um enredo inovador, além de bastante crítico. E a crítica está presente, porém sobre prender o leitor... Achei a trama rasa demais, faltou algo que mostrasse de fato as consequências de se expor na internet a consequência pela busca a qualquer custo da notoriedade, e saliento: brigar com o melhor amigo é o de menos, comparando o sucesso de observadores e a proporção de como as coisas tomam forma dentro da história. Em diversas partes da leitura, eu esperei as coisas chegarem a uma proporção maior do que eu esperava, mas não vi isso.

Outra coisa que me incomodou foi os personagens: fúteis e rasos. Os desafios não são tão assustadores e difíceis quanto a gente, leitor, imagina. Me respondam: ir a um bar, beijar um cara desconhecido e ir embora. Qual é a dificuldade em fazer isso? Para uma pessoa que quer aparecer, não há dificuldade. No fim, sim, aí teve um desafio mais, digamos, complicado. Porém, para chegar até ele, tivemos que passar por muita enrolação. Isso me incomodou um pouco.

O ponto forte ~ou nem tão forte assim~ é a crítica que subjaz a história. Afinal, será que para sermos felizes precisamos ser famosos e reconhecidos? Se expor é bom? Trocar amizades, relação duradouras, pessoas de confiança por fama é realmente a prioridade que você quer para sua vida? Esses são questionamentos que fiz durante toda a leitura, e vi que nem a Vee sabia direito o que queria. É uma leitura boa? Não é ruim, só não podem ir com muita sede ao pote. Para um público mais infantil e menos adulto talvez funcionasse a ideia, mas, para mim, esperava um enredo mais denso com uma crítica bem marcada, afinal é um assunto que sabemos que há consequências sérias, mas que não é muito discutido. Por isso, hoje, tanta gente quer ser famoso e faz de tudo, inclusive se autodepreciar. 

Pernambucano, blogueiro e bailarino nas horas vagas. Para ficar mais próximos dos livros, escolheu ser revisor textual. Instagram/Twitter: @Jadsongomees

5 Comentários
Comentários

5 comentários

Write comentários
15 de dezembro de 2016 11:32 delete

Personagens: fúteis e rasos? Aí não! Pior que eu pensei que o livro era maravilhoso! E a capa é tão linda! hahaha Mas por conta da sua resenha vou deixar o livro passar, pois estou cansada de personagens fúteis e de outras características que você citou no livro.

Reply
avatar
18 de dezembro de 2016 23:03 delete

Oiii!!

Eu tô bem curiosa para conhecer esse livro. Gostei do enredo e estava ansiosa desde o lançamento do filme.
Gostei de saber dessa crítica presente na obra.

Beijinhos

Reply
avatar
19 de dezembro de 2016 00:17 delete

Oi, Jadson!
Esse livro até que fez um bom burburinho logo que foi divulgado e lançado, principalmente devido ao filme e tal, e realmente muitos colocaram expectativas nele. Eu mesma, apesar de não ser uma leitura que me atraia, tinha até curiosidade em imaginar que poderia ser uma grande história mesmo, mas que pena saber que não é tudo isso que se espera. O ponto das críticas sobre exposição é mesmo ótimo, mas no meio de tantos personagens rasos e fúteis como você citou já complica, principalmente porque não aturo personagem chato e isso costuma afetar muito minha leitura, infelizmente.
Beijos!

♥ Sâmmy ♥
♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

Reply
avatar
19 de dezembro de 2016 15:48 delete

Oi Jadson.

Eu li este livro tem pouco tempo e achei a história leve,mas concordo com você é enrolada mesmo. O que achei bacana foi leve crítica sobre a exposição da imagem. Até onde as pessoas estão dispostas à ir por alguns minutos de fama. Sua resenha está muito boa.

Bjos
Histórias Existem Para Serem Contadas

Reply
avatar
19 de dezembro de 2016 23:37 delete

Olá,
Já tinha ouvido diversos comentários positivos sobre o livro, porém como odiei a capa, não tive a menor vontade de ler ou saber o tema abordado. Sinceramente foi a melhor coisa que fiz. Após ler a sua resenha, vi que só me irritaria com o livro. Observei que o tema abordado, fama, poderia ter sido muito abordado, já que é um tema que deve ser discutido na sociedade.
Beijos,
Delírios Literários da Snow

Reply
avatar