Resenha | O despertar do lírio (Flores da temporada #2), de Babi A. Sette

11:37 2 Comments A+ a-

Romance de época | Editora Novo Século | Classificação: 4/5 | Ofertas
Lilian Radcliffe é uma viúva, apesar de ser muito jovem, ela escolheu seguir o caminho recatado, por isso honra seu marido mesmo após a morte. Ela dedica todo o seu tempo ao seu pequeno filho, ao bordado e à administração da fortuna que um dia será de seu filho. A vida de Lady Radcliffe parece ser um eterno pesar e martírio, até que a mãe de sua melhor amiga a implora para que ela venha com elas para uma temporada no campo, assim ela pode exercer um bom exemplo para sua filha, que recentemente apaixonou-se por seu tutor de piano. Porém, ao chegar lá, Lilian se vê confrontada com o maior libertino de Londres, Simon Thorn, que, além disso, tem uma fama de assassino por ter jurado matar sua ex-esposa. Mas o que Lilian sabe é que esse encontro guarda segredos de seu passado, e que Simon não está ali a passeio, ele quer vingança. Vingança sobre a esposa de Rafael, o homem que destruiu sua vida, sua reputação e seu casamento, sendo assim nada mais justo que ele destrua a reputação da sua viúva perfeita.

Comecei a leitura de O Despertar do lírio com um pensamento na cabeça: que livro enorme, há mesmo a necessidade de um romance de época ter quase 400 páginas?!. E assim eu fui, sem esperar muito, aliás, esperando odiar o livro. Porém, eu não poderia estar mais enganada. Em apenas algumas páginas, a Babbi A. Sette conseguiu me fisgar e me fazer não querer largar o livro até descobrir todos os mistérios dessa incrível trama. O livro é todo narrado pela Lilian, que tem uma mania de fazer listas, então, todo começo de capítulo, lemos um devaneio dela que termina sempre com uma lista. Ainda falando de Lilian, que personagem maravilhosa, hein! Bem sabemos que a sociedade do século XIX era repugnante e que mulheres eram tidas como meros aparelhos reprodutores, e é basicamente isso que Lilian é, no começo do livro, uma sombra que se esconde e que acha que já cumpriu seu papel na sociedade, mas quanto mais as páginas passam, mais percebemos o crescimento dela como pessoa e como mulher. E não, não estou falando apenas no sentido sexual.

Acho que leitores vorazes sabem como as autoras amam colocar mocinhas em perigo e em necessidade (muitas vezes financeira) do mocinho, mas isso não acontece com Lilian, e acho que o melhor ponto desse casal é que eles se ajudam em coisas que nem sabiam que precisavam ser ajudados. Isso faz com que cresçam juntos e evoluam como pessoa, dando assim uma base mais do que sólida para aquele romance de suspirar. E por falar em suspirar, Simon... Como começar a falar sobre Simon? O personagem tem uma complexidade que o leitor só vai percebendo no decorrer do livro. Ele tem mistérios e traumas que a primeira vista você jamais diria que estão lá, e é isso que o deixa tão fantástico. Uma coisa na escrita da autora que vale uma ressalva é isso, ela consegue entender tão bem os traumas do personagem e, mais ainda, entende que traumas levam tempo para sair, e várias vezes você se pega odiando ela por não deixar que ele fale logo sobre isso. Mas, novamente, o ser humano não é assim tão simples. Ponto para a Babi!

Apesar de tudo isso, tenho uma ressalva MUITO grande, sobre minha opinião acerca do livro: ele é o segundo da série Flores da Temporada, e eu não sabia desse detalhe, e, para mim, não faria muita diferença, mas acredite, faz! Se você, assim como eu, ainda não leu o primeiro volume da série, não leia O Desperta do lírio, procure A promessa da rosa e comece a série certinho. (Mas, Ray, porquê? Simples, o segundo livro é TODO entranhado com segredos do primeiro livro que me fez perder totalmente a vontade de ler A Promessa da Rosa. Mas, se você já ler A promessa da Rosa, ou planeja ler, apesar de não ter lido, eu indico muito começar essa série.)

Bem, no mais, quero dizer novamente que Simon e Lilian são um casal maravilhoso que me ensinou algumas boas lições. Reafirmo que Babi seja talvez a única autora dos últimos tempos que conseguiu construir personagens tão reais para mim. Classifiquei o livro com quatro estrelas, pelos spoilers que contém do primeiro livro, mas, a não ser isso, o livro é só amor! A diagramação está linda, apesar das letras serem um pouco pequenas e conter alguns erros que devem ter passado no processo de revisão. E, sim, eu vou continuar a série, mas não, não irei ler o primeiro volume, ou pelo menos não agora.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

2 Comentários
Comentários

2 comentários

Write comentários
Ana Karla
AUTHOR
19 de novembro de 2016 10:40 delete

eu também não sabia que ele era o 2 livro, foi bom você falar, adoro livros de época! Amei tua resenha, fiquei curiosa!
www.byanak.com.br

Reply
avatar
19 de novembro de 2016 21:08 delete

Não leio muitos romances de época, mas esse me interessou. Uma das coisas que eu mais procuro em uma história são personagens bem desenvolvidos, e é exatamente o que esse livro traz. Vou ler ele com certeza <3

Reply
avatar