Resenha| Jogos Macabros, de R.L. Stine

12:39 15 Comments A+ a-

Literatura Estrangeira, Terror | 280 páginas | Editora Globo Alt | Classificação 3/5Ofertas 
Rachel Martin é uma adolescente bastante comum que trabalha em uma lanchonete que, inclusive, serve como ponto de encontro para os estudantes do seu colégio. Em um dia normal de expediente, Brendan Fear, o cara por quem ela sempre teve uma quedinha, a convida para a sua festa de aniversário de dezoito anos na mansão de veraneio da sua família, localizada na Ilha do Medo. Porém, a família Fear está longe de ser uma família comum.

"Todos na agradável e suburbana Shadyside conhecem a família Fear, primeiros colonizadores da cidade, amaldiçoados e praticantes de magia negra."

Brendan Fear parece um garoto normal e até mesmo popular, mas carrega o peso de fazer parte de uma família marcada por mortes, vinganças e MUITOS boatos. Será? Rachel não pensa assim. Após sair de um relacionamento conturbado com Matt, tudo o que ela precisa é de um pouco de distração, e nada melhor do que uma festa na casa do carinha que ela sempre foi a fim. Por isso, quando o seu ex-namorado e sua melhor amiga, Amy, tentam convencê-la a não ir para a festa, Rachel não leva a sério. O que de tão ruim pode acontecer em uma noite?

"Talvez eles saibam das histórias de duas meninas que foram encontradas na floresta sem nenhum osso no corpo."

Acontece que Brendan preparou uma surpresa para os seus convidados. Uma espécie de jogo que promete aterrorizar seus participantes durante toda a festa. Mas o que era brincadeira se tornou real, e agora a única maneira de vencer esse jogo é manter-se vivo.

"Continuei correndo até que vi algo ou alguém."

Jogos Macabros é um livro que faz parte da aclamada série do autor Robert Laurence Stine, Rua do Medo. A série conta com 52 livros no total, tendo 16 traduzidos para o português. As histórias se passam na cidade de Shadyside e protagonizadas pelos estudantes da escola local. Talvez, a referência a Stephen King tenha feito com que eu esperasse mais do livro. Talvez, eu tenha feito vista grossa para o fato de se tratar de um livro indicado para o público jovem (eu até gosto disso). Ou, talvez, ainda, tenha sido a quantidade de clichés com os quais eu me deparei durante a leitura, mas infelizmente jogos macabros não me convenceu.

A personagem principal e narradora, Rachel, faz tudo aquilo que leva a gente xingar as mocinhas dos filmes de terror. Pior! Ela mesma faz referências a filmes de terror e seu clichês, mas sempre acaba fazendo tudo igual. ~Miga, sua louca, você não aprendeu nada com os filmes? Assim você vai morrer!~ Os personagens secundários tiveram pouca vida, até mesmo o Brendan Fear, coadjuvante e dono da festa, teve uma participação morna na trama. Não sei se foi a intenção do autor inserir esteriótipos de filmes na história, pois até o cara gordinho e metido a engraçado ~chato pra c#$@*~ tinha no enredo.

De toda forma, é preciso reconhecer que a narrativa é fluída e consegue prender o leitor até o fim. No decorrer da leitura, uma surpresa ou outra te fazem achar que a coisa vai decolar, mas não... Talvez, seja exatamente por isso, a gente espera um desfecho surpreendente, que acaba não vindo, embora não deixe de ser bizarro. Como fã de carteirinha do gênero, parei de criar expectativas, de sentir medo numa leitura e talvez, por isso, tenha ficado muito exigente. A história é boa? Sim. O cenário é bom? Sim. Então, por que é um livro é mediano, Diana? Porque tudo isso poderia ter sido melhor explorado.

A diagramação é simples, mas legal. Cada capítulo tem um título, que é uma frase que faz parte do contexto que é abordado na sequência. A fonte tem um tamanho regular, as páginas são amareladas e a capa é belíssima e assustadora, além de fazer menção à mansão dos Fear. Eu indico a leitura para os iniciantes e os medrosos que querem se aventurar no gênero, mas acredito que o leitor sanguinário, tipo, eu, vai sentir que deixou a desejar. Porém, cuidado... nesse jogo nada é o que parece ser! Bom jogo, ops, Boa leitura!

Pisciana, 2.6, humor de 60, dramática, apaixonada por livros e animais.

Instagram: @deebritoo

15 Comentários
Comentários

15 comentários

Write comentários
F
AUTHOR
11 de novembro de 2016 14:37 delete

Olá
Eu também já fiz essa leitura, e gostei bastante, especialmente por conta do gênero e pela forma do desenvolvimento trabalhado pelo autor. A narração é mesmo fluente, e suas considerações expressam um pouco das minhas próprias impressões (acho que poderia ser mais explorado sim). De qualquer maneira, é uma pena que a obra não tenha lhe convencido.
Beijos, Fer
www.segredosemlivros.com

Reply
avatar
Manoel Alves
AUTHOR
11 de novembro de 2016 15:21 delete

Olá
Eu estou louco para ler esse livro, mas o preço dele é o que mais me irrita, pois nunca cabe em meu orçamento rsrs. Sobre esse cliches fé filmes de terror, é quase como um ritual essas cosias acontecerem! Sobre a diagramação eu achava que ela devia ser mais caprichada, mas a capa já compensa tudo, pois ela é show de bola. Enfim, espero amar a leituram até mais vê
Bjs

Reply
avatar
11 de novembro de 2016 17:38 delete

Oi Diana.
Então esse livro é indicado para mim. Sou iniciante no gênero e busco algo mais leve para começar. Eu me considero medrosa, mas tem algo nesse gênero que me fascina, então vou me aventurar.
A sinopse me intrigou, gostei bastante.

Reply
avatar
Marcia Lopes
AUTHOR
12 de novembro de 2016 23:14 delete

Olá!
Eu amo livros de terror, mas o fato de ler só feras como King, koontz, Lovecraft ... Me deixaram exigente rs
É tão chato quando terminamos um livro insatisfeito né?
Bjs

Reply
avatar
Dryh Meira
AUTHOR
13 de novembro de 2016 11:07 delete

Oiee ^^
Série com 52 livros? Uau kkkk' É uma pena que o livro não tenha sido 100% perfeito, mas pelo menos algumas coisas foram boas, como a narrativa, né? Eu não leria, porque não gosto de terror, e sempre que posso, fujo de histórias que possam tirar o meu sono à noite...hehe'
MilkMilks ♥

Reply
avatar
Nayara Borges
AUTHOR
13 de novembro de 2016 13:15 delete

Ahhh estava tão animada com a leitura no início da resenha, achando que era uma leitura incrível e tudo mais, mas quando você disse que a história não é tudo isso, desanimei. Eu sou fã de carteira de livros de terror e também acabo sendo muito exigente com as leituras. Apesar de que achei bem interessante essa coisa de um jogo na festa, fiquei mega curiosa. Vou procurar pelo livro, mas vou sem muitas expectativas.
Beijos,
Nay

Traveling Between Pages

Reply
avatar
13 de novembro de 2016 15:44 delete

Oie Diana!
Confesso que não costumo ler livros com essa pegada mais assustadora kkk, sou medrosa demais para isso. Porém, Jogos Macabros me deixou curiosa. Acompanhei a campanha de divulgação da editora, e eles conseguiram me deixar instigados com a obra. Pretendo dar um chance para ele futuramente. Foi bom ler sua resenha, já sei o que esperar agora.
Bjs

Reply
avatar
13 de novembro de 2016 16:41 delete

Olá Diana,
Gosto muito de livros de terror e tinha uma ideia diferente sobre esse livro, confesso e meio que me decepcionei com o que a obra é de verdade.
Achei muito ruim a mocinha fazer referência aos clichês do filme de terror e fazer o mesmo que elas fazem, sério, bem ridículo :(
Mesmo a narrativa sendo fluída, vou deixar a dica passar, pois acho que essa obra não é pra mim hahah.
Beijos

Reply
avatar
Dayane Reis
AUTHOR
13 de novembro de 2016 16:44 delete

Olá Diana =)
A série conta com 52 livros no total???? OMG! Acho que é a série com mais livro que já vi! O livro parece ser bem legal. E sua resenha ficou sensacional! Mas acredito que não sou o publico alvo desse gênero, por isso dessa vezes eu passo a dica. Beijos'

Reply
avatar
Ivi Campos
AUTHOR
14 de novembro de 2016 07:30 delete

O nome do livro e a capa, já me manteriam longe do enredo por uns 15 quilômetros ... rs Mas você colocar na resenha que o final não é surpreendente e embora a narrativa seja envolvente, o livor não tem reviravoltas, me faz entender que o livro realmente não é pra mim.
Valeu pela sinceridade
MEU AMOR PELOS LIVROS
Beijos

Reply
avatar
14 de novembro de 2016 15:15 delete

Olá. Se eu gostasse de livros de terror, mas se eu gostasse já teria desistido só por saber que são 52 livros. Que série grande!!!!!!! Acho que deixarei a dica passar. Beijos

Reply
avatar
Diane
AUTHOR
15 de novembro de 2016 18:01 delete

Oie...
Sou medrosa demais para ler livros de terror, portanto, passo a dica! Mas, gostei de saber que a leitura é fluída e capaz de prender o leitor até o fim, pra quem gosta do gênero é uma boa pedida.

Reply
avatar
16 de novembro de 2016 05:47 delete

Oi, Di. Tudo bem?
A proposta do livro já me lembra muito Jogos Mortais, Jogos Sangrentos e afins, então provavelmente eu já não leria :( E com todos esses clichês juntos, daí que não leria mesmo ahahhahah
Sou super medrosa, mas de livros não tenho medo. Então não assisto filmes, mas conheço um pouco desses clichês por causa das paródias como todo mundo em pânico. Então acho que iria me irritar com a personagem também hahahah
Beijoooos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Michele Lopez
AUTHOR
16 de novembro de 2016 10:37 delete

Olá,
Ainda não li a obra, mas confesso que fiquei bem curiosa para conferir a surpresinha que Brendan aprontou para seus convidados e tenho certeza que iria ficar com bastante raiva da Rachel por causa das atitudes que terá no decorrer da trama mesmo sabendo que isso pode ferrar com ela, afinal ela já tem uma experiência com filmes e ainda assim faz a mesma coisa rsrs
Adorei saber suas impressões e saber que a leitura é fluida.

http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Livros & Tal
AUTHOR
5 de dezembro de 2016 17:40 delete

Oie!
Quando se refere a esse gênero eu sou meio que uma desatualizada total... não conhecia o autor e confesso para você que mesmo vc falando bem da obra , ela não me chamou em nada a atenção pq só de ler o nome do livro e a capa eu já corro haha

beijos
Mayara
Livros & Tal

Reply
avatar