Resenha| Lobo por lobo (#1), de Ryan Graudin

13:02 4 Comments A+ a-

Ficção estrangeira | 358 páginas | Editora Seguinte | Classificação: 5/5 | Ofertas 
"E se" as potências do eixo (Alemanha e Japão) tivessem ganhado a Segunda Guerra Mundial? Em Lobo por lobo, da autora Ryan Graudin, somos apresentados a um futuro terrível, mas não impossível. Porém, nunca imaginado. 

O Eixo (Alemanha e Japão) saíram vitorioso na Segunda Guerra Mundial. Dessa forma, o mapa, agora, é dividido em duas cores: uma para Alemanha e outra para o Japão. Para comemorar a vitória, todo ano os países organizam uma corrida denominada de Tour do Eixo. A corrida consiste em: 1) atravessar de Europa a Ásia numa motocicleta, 2) ter fama e dinheiro e 3) participar do baile onde é apresentado o vencedor e, por fim, mais não menos importante, 4) ter a chance de conhecer o Adolf Hitler. 

Entrando na disputa de ter a chance de se aproximar de Hitler, conhecemos Yael, uma jovem que fugiu do campo de concentração. Lá, ela era usada como cobaia para testar uma maneira cientifica de purificar a raça "suja". Porém, essa experiência não funciona tão bem, pois Yael adquiriu o metamorfismo. Ou seja, ela consegue transforma-se em quem ela quiser. Por isso, ela consegue fugir e, após alguns anos, acaba indo fazer parte da Resistência. 

A Tour do Eixo não permite a participação de mulheres, até que Adele Wolf disfarçada de seu irmão gêmeo resolve disputar a corrida. Ela vence e, após todos descobrirem sua verdadeira identidade, tem não só a chance de chegar perto do Adolf Hitler como também tem a chance de dançar com ele. Um ano depois, após muitos treinos, testes e aulas, Yael tem uma missão dentro da Resistência: 1) sequestrar Adele Wolf, usar a identidade dela através do seu poder de metaformismo, 2) vencer a disputa e 3) dançar com o Hitler. 4) E matá-lo quando todos estiverem vendo ao baile ao vivo pelas televisões de todo o mundo.

"Era uma vez, em outra época, uma garota que vivia no reino da morte. Lobos uivavam em seu braço. Uma matilha inteira - feita de tinta e dor, memória e perda."

O que falar sobre Lobo por lobo (título original: Wolf by wolf)? Original. Eletrizante. E muito, muito bom. O que mantem a história original é o fato de a autora usar esse "e se" para construir a trama. E não há pontas soltas. Ela consegue relacionar fatos que realmente aconteceram com fatos imaginários. Fazia algum tempo que não lia um livro tão bom. Tentei descobrir a receita para fazer esse livro ~não foi a autora que me disse, hein~. Segundo minha leitura, a Ryan Graudin usou: um leve toque de ficção científica ~sem usar termos técnicos, nem nada~, um pouco de História, uma pitada de mistério, ação e drama e, além disso, ainda temos características de uma história distópica. E o resultado foi: 5 estrelas e a ansiedade de ler os próximos volumes da série.

Outro fator positivo para a história são os personagens. Inclusive, mesmo sabendo que a Yael é a protagonista, percebemos que, em diversas partes da leitura, outros personagens também ganham o status de personagem principal. E o melhor: a autora criou uma personagem feminina diferente dos moldes que estamos acostumados a ver/ler, pois, durante a leitura, podemos perceber a coragem, a determinação, o desejo de vingança de Yael. Apesar de todos os desafios que ela enfrentará, ela não se fará de vítima, pelo contrário, ela se mostrará mais forte do que nunca. Temos outros personagens também, como, por exemplo, o fiel irmão de Adele Wolfe, que acredita que Yael é sua irmã, o misterioso Luka e o traiçoeiro Katsuo. Porém, se transformar em Adele não será tão fácil, pois ela não sabe de tudo da vida da garota. Assumir a identidade é o de menos. O importante é mantê-la.

Outra coisa importante que deve ser salientada é que, ao longo da leitura, é apresentado para os leitores o motivo de o título do livro ser "Lobo por lobo" e o porquê de Yael ter 5 lobos tatuados. Isso tem relação com o passado da personagem. E garanto a vocês que a autora não se perdeu nesses flashbacks. E, por fim, mas não menos importante, a autora deixa o gancho para os próximos livros que, inclusive, já quero na minha estante.

Lobo por lobo é uma história que deveria ser lida por muitos. A autora fala sobre identidade, sobrevivência e determinação. Além de falar sobre esperança. A autora escreveu A cidade murada ~já fica a dica de próxima leitura~, uma história distópica bem elogiada. Ou seja, podemos esperar mais para os próximos livros? Sim. Só digo uma coisa: a expectativa para o segundo livro está alta. E a ansiedade também. 

Pernambucano, blogueiro e bailarino nas horas vagas. Para ficar mais próximos dos livros, escolheu ser revisor textual. Instagram/Twitter: @Jadsongomees

4 Comentários
Comentários

4 comentários

Write comentários
Déborah
AUTHOR
23 de outubro de 2016 21:06 delete

Jadson, já ouvi falar de cidade murada e ouvi falar muitoooooo bem.
Não sou muito de ler livro nesse estilo, mas sua resenha conseguiu chamar muito minha atenção e gostei de como e o que falou da Yael.
Espero ter a oportunidade de ler e curtir tanto quanto você.

Reply
avatar
24 de outubro de 2016 02:47 delete

Nossa, e de saber que eu tive a chance de ter esse livro e não aproveitei. Estou me sentindo trouxa agora hahaha. Essa capa é LINDA e esse clima de "e se" é bem bacana. Gostei de como você descreveu a receita e ta na cara que deu bastante certo. Vou ver se começo a ler com os volumes lançados, para não morrer de ansiedade hahaha.


ourbravenewblog.weebly.com

Reply
avatar
Licavargas
AUTHOR
24 de outubro de 2016 04:03 delete

UAU!!!!
É tudo o que me vem na cabeça ao terminar de ler sua resenha. E olha que eu não comecei ela colocando muita expectativa de que iria querer ler o livro. Não curto muito livros com o assunto da guerra e nem muito as distopias, mas esse lance todo do 'e se' me ganhou de jeito e fiquei mais do que curiosa.
E não ficaram pontas soltas? E a história tem um toque de várias coisas que deram super certo???
Mal posso esperar para realizar a leitura desse livro e espero gostar pelo menos um tanto do que você gostou :)
Beijinhos,
Lica
Amores e Livros

Reply
avatar
25 de outubro de 2016 20:52 delete

OOi!
Confesso que pelo nome e capa imaginei algo diferente, tanto que nem chamou minha atenção. Mas após ler sua resenha!!!
Parece ser ótimoooooo! Amo os gêneros e a história parece ser muito envolvente. Espero ter a oportunidade de lê-lo. dica mais que anotada!

Beijoos!
Estante Mineira

Reply
avatar