Resenha| A maldição do vencedor, da Marie Rutkoski

14:59 15 Comments A+ a-

Fantasia, Ficção internacional | 325 páginas | Editora: Plataforma21 | Classificação: 4.5/5 | Ofertas
Em A maldição do vencedor, conhecemos Kestrel, a filha do general de Valória. Ela vive num impasse pois, antes de completar 20 anos, terá que fazer uma escolha: casar-se ou servir ao exército valoriano. No entanto, o casamento é uma coisa que ela não almeja, e a garota não possui talento nenhum para lutas corporais nem para o manuseio de armas.  

"- Essas não são as minhas regras. São do império. Lute por ele e você terá sua independência. Senão, aceite suas limitações. Seja como for, você vive de acordo com as nossas leis. - Ele [o general Trajan] ergueu o dedo. - E não reclame."

Contrariando seu pai, o poderoso general Trajan reconhecido por liderar batalhas e conquistar - lê-se: escravizar - povos, Kestrel não escolhe nenhuma das opções. Ela resolve gastar um valor alto na compra de um escravo. (Isso seria rebeldia? Talvez. Porém, ela é rica. A última preocupação de Kestrel e família seria  com dinheiro...) A moça havia comprado Arin. Ele era considerado um bom ferreiro, por isso começou fazendo ferraduras para os cavalos e depois estava fazendo armas para o exército valoriano. Kestrel começou a usá-lo como acompanhante, pois uma dama não poderia ser vista só. Também começou a dar a ele um pouco mais de liberdade, o deixando visitar sua (pseudo) namorada, ir à cidade sozinho etc. Porém, toda a cidade já estava achando isso bastante estranho. Afinal, como uma senhora deixava o seu escravo tão solto? 

Aos poucos, Kestrel começa a descobrir alguns segredos sobre Arin, além disso uma atração surge entre eles. Porém, Ari não é só um escravo. Nem um ferreiro. Ele é muito mais que isso. Ele é o certo e o errado; ela, para Arin, também era. Em meio a uma guerra iminente entre dois povos inimigos, os Valorianos e os Herranis, eles teriam que fazer uma escolha: o povo ou o amor. 
"Era impossivel amar uma valoriana e também seu próprio povo [os herranis]."
Nesse livro, somos apresentados a uma possível guerra entre dois povos, uma garota que não quer obedecer as regras de seu povo e um romance. Deveria ser assim, acho. O romance é o que mais prevalece. E os outros pontos demora um pouco a serem desenvolvidos. Isso incomoda? Sim. Um pouco. Em alguns momentos, deixou a leitura um pouco lenta e sem muitas expectativas para o leitor. Além do mais, um super clichê. Afinal, a senhora - lê-se: dona - se apaixona pelo escravo. Porém, eles não podem ficar juntos por motivos óbvios: são povos inimigos. A história é basicamente isso. No entanto, chegando do meio para o final do livro, as coisas começam a fica mais interessantes, pois somos apresentados a uma possível guerra, sendo que Arin está muito mais envolvido do que nós, leitores, achávamos. Isso foi o que me motivou a ler até o fim.

Ao meu ver, Kestrel pode não ser boa em outras coisas, mas em planos... Um conselho: desconfie dela. Ela é bastante estrategista Já o Arin não me convenceu. Na realidade, o amor entre eles, para mim, foi um pouco forçado: (1) Num momento ele tinha que ser vendido para Kestrel com o objetivo de saber das falhas do exército valoriano; (2) Noutro momento, ele estava completamente apaixonado por ela. E era recíproco. Talvez, Kestrel fosse somente inocente demais, e Arin? Para guerreiros, Arim era fraco. E, sinceramente, concordo um pouco. Diferente dele, Kestrel soube o que fazer. Os personagens secundários não são tão legais assim. Fiquei pensando: como uma pessoa como a Kestrel fica amiga de uma garota fútil e sem preocupação? Vai saber, não é!

A parte visual do livro está impecável. A capa é maravilhosa e tem tudo a ver com a história. Os detalhes contidos no livro, o mapa da região, a Plataforma 21 trouxe um livro com uma qualidade excelente. O trabalho ficou bom mesmo.

O livro possui temas interessantes: um romance mesclado com uma guerra e a busca pela independência feminina. No fim, a autora deixa um gancho para um próximo livro. Talvez, toda a história pudesse ser escrita num único exemplar, mas já que terá outro livro, lerei. Espero que o próximo livro foque na guerra, e deixe o romance um pouco de lado. Eu recomendo o livro. Se você o leu, deixe o qu achou nos comentários. Boas leituras. 

Pernambucano, blogueiro e bailarino nas horas vagas. Para ficar mais próximos dos livros, escolheu ser revisor textual. Instagram/Twitter: @Jadsongomees

15 Comentários
Comentários

15 comentários

Write comentários
21 de julho de 2016 12:44 delete

Hummm, amo histórias com romances improváveis e que desafiam tudo e todos. Acho que este deve ser bem o tipo de livro que me refiro. E se o livro tiver um pouco de intrigas então, aí mesmo que quero ler!!

Bj, Van - Retrô Books
http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

Reply
avatar
21 de julho de 2016 12:51 delete

Acho a capa desse livro muito linda, mas nunca peguei para ler. Já tinha lido algumas vezes a sinopse e não tinha me interessado tanto, mas agora olhando sua resenha, achei alguns pontos que até me deixaram curiosa, talvez em breve adquira para leitura :D

www.vivendosentimentos.com.br

Reply
avatar
21 de julho de 2016 18:25 delete

Oi, Jadson!
Tenho visto vários comentários sobre esse livro pelo instagram... e confesso que a capa é o que mais me chamou a atenção nele até agora. Depois de ler a sua resenha pude ter uma ideia melhor de como a história se desenvolve, e por isso acho que talvez eu espere um pouco mais para lê-lo (a narrativa não focar tanto na guerra me deixou um pouco decepcionada, tbh). Anyway, ótima resenha!
bjus

Reply
avatar
Camila Coelho
AUTHOR
21 de julho de 2016 18:27 delete

Oi, realmente achei a capa desse livro mas confesso que foi a única coisa que me atraiu nele. Até estava curtindo o enredo mas quando você disse que o romance è o que mais prevalece na história fiquei um pouco desanimada.
Fica para a próxima.
Bj

Reply
avatar
22 de julho de 2016 13:05 delete

Oiii, como vai?
Gente que capa mais linda é essa? Fiquei completamente encantada e feliz por ver que alem disso a história se passa em outros momentos, mas mesmo assim esperarei um certo tempo para ler, parabéns pela resenha que está incrível.
Beijinhoss

Reply
avatar
PorredeLivros
AUTHOR
23 de julho de 2016 17:43 delete

Acho que você va gostarm então. Soube que no livro 2 a guerra é muito mais abordada. Então, segura esse forninho, vanessa!

Reply
avatar
Karla Samira
AUTHOR
23 de julho de 2016 18:20 delete

Olá. Adorei a sua resenha. Apesar de não ler muito este estilo de livros, gostei do envolvimento entre dona e escravo e fiquei interessada pela leitura. Amei a capa e vou ver se procuro para leitura.
Beijos.

Karla Samira
www.pacoteliterario.blogspot.com.br

Reply
avatar
Karla Samira
AUTHOR
23 de julho de 2016 18:20 delete

Olá. Adorei a sua resenha. Apesar de não ler muito este estilo de livros, gostei do envolvimento entre dona e escravo e fiquei interessada pela leitura. Amei a capa e vou ver se procuro para leitura.
Beijos.

Karla Samira
www.pacoteliterario.blogspot.com.br

Reply
avatar
24 de julho de 2016 12:07 delete

Achei a capa linda mesmo!
Ando um pouco enjoada de livros com continuação, pois quase sempre tudo pode ser resolvido em um único livro, mas sempre tem aquela "pontinha" sobrando e isso acaba enchendo um pouco o saco, suahsuahsa.
Beijinhos =)
@Laymach_
Blog Starbooks (http://www.starbooks.com.br/)

Reply
avatar
Tania Bueno
AUTHOR
24 de julho de 2016 20:50 delete

Jadson, como uma romântica incorrigível me animei muito ao ler que este livro tem muito romance e quero saber o que acontecerá entre Arin e Kestrel, que coisa em uma possível guerra ter escolher entre o povo e o amor, oh! Complicado.
Mesmo sabendo que teve uma parte da leitura mais lenta e os personagens secundários mais ou menos, e o amor dos dois forçado, como você colocou, quero ler o livro. Você espera que o próximo livro foque a guerra e eu espero que o romance ainda esteja em alta. Hahaha.

Bjo
Tânia Bueno

Reply
avatar
25 de julho de 2016 12:31 delete

Acho super interessante colocar um romance no meio de uma guerra, mas não uma guerra no meio de um romance, deu pra entender né? hahaha Um foco maior na guerra talvez me atraísse mais!

Reply
avatar
PorredeLivros
AUTHOR
25 de julho de 2016 14:13 delete

Oi, Monique. Que bom que você gostou. Quando conseguir ler o livro, volta pra gente trocar figurinhas. Beijos!

Reply
avatar
PorredeLivros
AUTHOR
25 de julho de 2016 14:15 delete

Oi, Tania. "Fontes" confirmaram que a guerra é um foco principal no próximo livro. Já queremos ler! <3

Reply
avatar
Neyla Suzart
AUTHOR
25 de julho de 2016 20:16 delete

Oi Jadson!
Ainda não li, mas uma amiga minha leu há um tempinho em inglês e elogia demais a história! É justamente por causa dela que quero tanto ler.
Realmente essa parte do romance no meio da guerra é meio nada a ver, mas ao que tudo indica não fica tão ruim assim, né?
Estou esperando baixar o preço pra poder comprar. Acho que vou gostar bastante!
Beijos

Reply
avatar
25 de julho de 2016 23:24 delete

Oi Jadson, tudo bem?
Uma pena que o livro não tenha lhe agrado por completo. Eu gostei bastante da trama que os envolve, que tudo na verdade, não passou de uma estratégia, que há um objetivo por trás das atitudes deles. E com certeza essa guera irá agitar o enredo. Mas confesso que desanimei um pouco quando disse que o romance pareceu forçado. Eu preciso acreditar na história para conseguir me envolver. Por isso dessa vez irei passar a dica.
beijinhos.
cila.
http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Reply
avatar