Resenha: Inverno Negro, de Stefano Sant'Anna

11:24 12 Comments A+ a-

Literatura nacional; Fantasia | 352 páginas | Editora Empíreo | Classificação: 3/5 | Ofertas
Leonan Albuquerque é um adolescente de 16 anos que morava com a mãe, Lydia, no morro da Boa Esperança, no Rio de Janeiro. Léo sempre teve conflitos com Lydia, e por ser muito introvertido, nunca conseguiu se enturmar na escola, onde era apelidado de “calça jeans”. Ele vivia uma vida solitária e sem graça até que, após sofrer um ataque epilético durante a aula e ser levado para casa por sua mãe, recebe uma visita que vai mudar completamente a sua vida: um caçador de outro mundo revela que a vida na Terra como Léo conhecia não passa de uma farsa, e sua mãe também.

"A ficha caiu pesadamente, como um eco de receio infinito, como se eu sempre soubesse que alguma coisa errada tinha acontecido em minha história. E eu que sempre escondi o quanto achava que ali não era o meu lugar. No final, portanto, era Lydia quem tinha me traído. Ela tinha mentido para mim desde o começo?"

Confuso diante do que acabara de saber, Léo parte com o caçador para Starlândia, planeta ao qual pertencem. Lá, descobre que faz parte da família real e seu pai, o Rei Heldohan, está desaparecido, e todo o planeta está sofrendo com uma praga chamada de Inverno Negro. Enquanto busca respostas sobre suas origens, o garoto conhece Samyra e Pittsonn,os irmãos Meydym, que o levam ao castelo e aos poucos explicam os perigos que ele está prestes a enfrentar. Léo terá que dominar o poder do Éter para salvar o rei e o seu povo, antes que o Inverno Negro tome conta de tudo. Mas não será uma luta fácil, pois ele também corre perigo, e nem todo mundo é que aparenta ser.

"- Imploro que abra os olhos, senhor. Vossa Majestade ficou muito tempo longe. Não conhece tudo sobre o lugar. Pode ficar muito surpreso quando realmente descobrir quem é o povo do cordeiro."

Inverno negro é o primeiro livro do autor Stefano Sant’Anna, e tudo leva a crer que haverá uma continuação. Na verdade, o autor deixa claro tanto no final quanto nos agradecimentos (sim, eu sempre leio os agradecimentos). O livro é cheio de detalhes. O autor cria um novo universo e tenta ambientar o leitor através de detalhes que fazem de Starlândia um lugar único. 

A diagramação está muito bem feita. Desde a capa, que está intimamente ligada à história e é explicada no decorrer do livro, até as folhas amareladas e a fonte média, que tornam a leitura mais confortável. No início do livro, tem um mapa de toda a cartografia que será abordada no livro, e, no fim, um glossário dos termos utilizados ao longo da história. Pra mim, não funcionou bem, pois só descobri o glossário no final (me julguem!) e acabei tendo certa dificuldade em entender do que se tratavam algumas expressões e palavras utilizadas pelos personagens durante os diálogos. Na minha opinião, esse glossário deveria ter vindo antes do início da leitura para que o leitor pegasse a linha de raciocínio e voltasse para consultá-lo à medida em que as dúvidas fossem aparecendo.

Mapa dos Reinos
O livro é narrado em primeira pessoa por Léo, mas os personagens secundários são bastante participativos, bem elaborados e com personalidade própria. Odiei a Samyra desde o início, ela é extremamente medonha, fria e grosseira, e como ela é bem presente durante a história, senti um certo desconforto em ler as passagens em que a personagem “rouba” a cena. Com relação a Léo, embora pareça um clichê do menino introvertido, ele não paga de vítima em nenhum momento, e isso me fez gostar dele mesmo não conseguindo me arrancar suspiros. Pittsonn sim, ganhou meu coração. Ele é corajoso e engraçado, o único ponto negativo é a submissão que ele tem à irmã.

Para quem curte fantasia, o livro é indicado, mas para que não tem costume de ler, assim como eu, a leitura pode parecer um pouco confusa, tipo Game Of Thrones, porque fala de vários reinos e várias criaturas como elfos, centauros, anões e os curiosos anxius, seres com mais de dois metros, esverdeados, que não tinham olhos, boca, ouvidos ou nariz (eca!).  Espero conseguir me entrosar melhor com todos eles no segundo volume. Apesar da ressalva, a leitura fluiu com mais facilidade do que eu esperava. As cenas de ação foram bem dosadas para não deixar a história cair na monotonia até porque, como é comum do gênero, as paisagens e objetos têm descrições detalhadas e isso geralmente me entedia.

No mais, a Editora Empíreo está de parabéns por acreditar e incentivar autores nacionais. E você já leu? Gostou?

Pisciana, 2.6, humor de 60, dramática, apaixonada por livros e animais.

Instagram: @deebritoo

12 Comentários
Comentários

12 comentários

Write comentários
23 de maio de 2016 13:41 delete

A síndrome Game Of Thrones me assusta. Assim como surgiram milhões de 50 tons de cinza, fico meio apreensiva ao ver livros complexos e cheios de reinos com certa magia envolvida e blá blá blá.
Gosto de fantasia, gosto muito, mas gosto de originalidade.
Agora, te entendo perfeitamente quando falou sobre se incomodar com o personagem . Difícil ler algo quando não vamos com a cara de quem está"roubando a cena" né?
Olha, pela resenha, não sou o público alvo dessa obra. Gostei do seu texto, reforçou os pontos importantes e por isso posso deixar a obra para mais pra frente. Valeu a dica.

>> Vida Complicada <<

Reply
avatar
24 de maio de 2016 18:43 delete

Olha eu amo ler fantasias, mas essa parte que tem vários reinos, criaturas e mais um mundo de coisas acabou me assustando ahahhahaha, quem sabe algum dia eu leia mas não será por agora não haahha.

Reply
avatar
Anna Caroline
AUTHOR
24 de maio de 2016 20:25 delete

Oi, tudo bem?
Eu estou gostando de ver os autores brasileiros escrevendo esse gênero, mas pelo que parece tem informação em excesso, o garoto sofre bullying no colégio, cresceu sem saber que seu pai era um rei em outro planeta, chega lá o pai está desaparecido e ele precisa encontrar. Muitas criaturas, reinos... bom, eu adicionei o livro no skoob para me lembrar dele e, quem sabe um dia irei ler para tirar as minhas conclusões. A capa está linda, gostei de saber que tem um mapa e um glossário para auxiliar na leitura.
Beijos

Reply
avatar
24 de maio de 2016 22:32 delete

Olá, Diana!

Quando você falou que o livro não seria legal para pessoas que tinham dificuldades em entender livros de fantasia, tipo Game Of Thrones, me identifiquei rs Eu tenho duas séries de fantasia favoritos: Harry Potter e Crônicas de Nárnia. Eu espero que um dia eu consiga ler livros como As Crônicas de Gelo e Fogo e O Senhor dos Anéis, mas acredito que irá exigir muito da minha força de vontade. Amei a sua resenha, parabéns! :D

Luz e literatura!

cantaremverso.blogspot.com

Reply
avatar
24 de maio de 2016 23:09 delete

Oi Diana, sua linda, tudo bem?
Eu adoro livros com mapas, não sei explicar o motivo, risos... E o gênero de fantasia é um dos meus preferidos, mas o universo criado pelo autor não deveria ficar confuso, uma pena. Não sei quantas páginas esse livro tem, mas uma solução seria desenvolver melhor cada núcleo ou aumentando a quantidade de páginas ou dividindo o livro em volumes. O enredo chamou muita a minha atenção, por isso, daria uma chance. Vou anotar a sua dica. Sua resenha ficou ótima!!!
beijinhos.
cila.
http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Reply
avatar
D e s s a
AUTHOR
26 de maio de 2016 21:27 delete

Eu amo fantasia, então não me confundi nem um pouco, estou acostumada com vários nomes e tudo o mais! Eu achei a leitura cheia de reviravoltas e muito bem escrita. Gostei muito mesmo, não conhecia o autor, mas ele já tem uma fã! rs
beijos
www.apenasumvicio.com

Reply
avatar
26 de maio de 2016 23:37 delete

Oi, Diana!
Pausa para dizer o quão incrível é essa capa, nossa! Se não soubesse nada da história, talvez ainda a conferisse por causa dela, rs.
Mas mesmo parando agora para conhecer a história, não acho que seja muito para mim. Por mais que eu venha me interessando e gostando de muitos livros de fantasias no decorrer desses anos (principalmente entre os nacionais), acho que ficaria perdida entre toda essa gama de personagens que você citou, apesar de ser muito bom saber de antemão que o protagonista consegue fugir do estereótipo do 'mocinho tímido e vítima', mas vem cá, essa Samyra é tão chata assim? Vish, já fiquei com um pé atrás, rs, me irrito fácil com personagens assim. Mas se um dia surgir alguma oportunidade de leitura, talvez eu faça. ;)
Beijos!

♥ Sâmmy ♥
♥ SammySacional ♥

Reply
avatar
27 de maio de 2016 03:15 delete

Oi! Então eu ainda não tinha visto esse livro e apesar da sua resenha está muito boa, devo admitir que esse tipo de gênero não é o meu, não curto coisas muito fantasiosas e pra você ter uma ideia, deve ser uma das poucas pessoas que não conseguiu gostar de GOT.
Espero que você goste do segundo livro assim como gostou do primeiro. A capa do livro é muito linda mesma e esse mapa é incrível.

Um beijo Lyh

Blog Rascunhos da Lyh

Reply
avatar
Neyla Suzart
AUTHOR
27 de maio de 2016 16:28 delete

Oi Diana!
Não conhecia o livro, mas achei a história bem interessante.
No geral, não sou muito fã de fantasia, mas achei essa trama interessante. Imagino o choque que deve ter sido pro Leonan descobrir que tudo que acreditava era uma farsa. Se eu recebo uma notícias dessa vou pirar na batatinha. hahaha
Que bom que curtiu a leitura, espero que goste dos próximos (se realmente tiver). Se tiver oportunidade, com certeza, lerei!
Beijos

Reply
avatar
Karla Samira
AUTHOR
27 de maio de 2016 16:49 delete

Olá. Achei super legal a sua resenha, apesar de fantasia não ser o meu estilo favorito de leitura. Cheia de ação e revira voltas, parece uma trama bem escrita e que não deixa o leitor entediado. Vou procurar para leitura e indicar aos amigos que curtem fantasia.
Beijos.
Karla Samira
www.pacoteliterario.blogpsot.com.br

Reply
avatar
Karla Samira
AUTHOR
27 de maio de 2016 16:49 delete

Olá. Achei super legal a sua resenha, apesar de fantasia não ser o meu estilo favorito de leitura. Cheia de ação e revira voltas, parece uma trama bem escrita e que não deixa o leitor entediado. Vou procurar para leitura e indicar aos amigos que curtem fantasia.
Beijos.
Karla Samira
www.pacoteliterario.blogpsot.com.br

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
28 de maio de 2016 16:43 delete

Oi adoro seu blog!! eu comprei o livro e adorei nossa uma leitura que prende vc super atual..E vc embarca mesmo na historia que tem uma licao muito filosofica entre linhas .. GRANDE POTENCIAL tem a história e é nacional cara!! acho que dar o apoio aos autores nacionais é muito bom.amei a dica super indico..nao sou blogueira mais sou uma fa de livros e mera visitante..rs..Li primeiro para depois vir aqui comentar..rs...obg pela dica
Alessandra Lima..bjusss amo tudo aqui

Reply
avatar