Resenha: Sangue na Neve, de Lisa Gardner

14:32 8 Comments A+ a-

Suspense; Romance policial | 416 páginas | Editora Novo Conceito | Classificação: 4,5/5 | Confira as ofertas | Skoob
Tessa Leoni é uma mãe dedicada e uma trooper (como são chamados os policiais estaduais nos EUA) respeitada. Criou Sophie, sua filha, sozinha até o dia em que conheceu Brian Derby, um engenheiro bem sucedido, que amou tanto ela quanto sua filha, desde o primeiro momento em que as conheceu. Tudo parecia perfeito, até que um dia, após voltar do trabalho, Tessa mata seu marido, e sua filha desaparece. Aparentemente, era só mais um caso de violência doméstica e legítima defesa, os machucados e lesões profundas da trooper estadual confirmam isso, e ela própria chamou a polícia para comunicar o acontecido.

“Deitada sozinha na mesa, imaginei o quão profundo o escaneamento podia ir. Imaginei se ele veria todas as coisas que eu via quando fechava os olhos. Sangue aparecendo na parede atrás do meu marido, depois escorrendo até o chão da cozinha. Os olhos do meu marido abrindo-se de surpresa quando ele olhou para baixo, parecendo notar as manchas vermelhas surgindo em seu peito musculoso. ”

A detetive D.D Warren, embora estivesse no seu dia de folga, foi chamada para atender a ocorrência junto com Bobby Dodge, parceiro de longa data e com quem teve um rápido romance, para desvendar o desaparecimento de Sophie. Seria um caso simples, se Brian, a única pessoa que pudesse indicar o paradeiro da menina, não estivesse morto. As circunstâncias em que o crime ocorreu logo começam a se mostrar duvidosas, e D.D e Bobby se vêem correndo contra o tempo numa busca desenfreada para salvar a vida de Sophie, se ela ainda estiver viva...

D.D começa a desconfiar que faltam muitas peças para completar aquele quebra-cabeça: Bryan era um pai/marido atencioso e gentil que não se enquadrava no perfil de marido agressor. Tessa não tinha amigos e tinha uma relação conturbada com seu pai, que era sua única família. Além disso, já havia se envolvido em um assassinato anteriormente e parece não querer cooperar com as investigações. 

“[...] O que ela mais queria, porém, era viver e respirar as últimas horas da vítima. Queria absorver a cena do crime em seu DNA (...) Essa casa, essas três vidas, essas últimas dez horas. Tudo se resumia a isso. Uma casa, uma família, um curso de colisão de múltiplas vidas com consequências trágicas.

Quando a vítima passa a ser suspeita, D.D sabe que tem algo de muito estranho por trás da contraditória cena do crime, e não medirá esforços para solucionar o caso, mas Tessa tem seus próprios planos e não deixará que nada e nem ninguém fique no seu caminho.

“Desci do carro. Pensei ter sentido cheiro de fumaça. Ergui a espingarda. E ouvi minha filha gritar.”

Sangue na Neve é o quinto livro da série da detetive D.D. Warren, que conta com oito exemplares. Os volumes podem ser lidos de forma independente, pois cada livro conta uma história diferente. Aqui, no Brasil, a Editora Novo Conceito publicou três livros da série: Viva para contar, Sangue na Neve e Esconda-se, porém não foram publicados na ordem.

Os capítulos são alternados em primeira pessoa, na visão de Tessa Leoni, e em terceira pessoa, narrando os fatos do cotidiano da detetive como D. D. Warren. Dessa forma, a leitura se torna mais fluída, e podemos conhecer um pouco mais sobre as duas personagens, seus conflitos internos e a forma como pensam diante da mesma situação. A capa do livro tem tudo a ver com a história, em uma passagem do livro podemos entender a relação. A diagramação é simples e a revisão está impecável. A autora consegue nos prender na leitura do início ao fim. Eu, como boa viciada em romances policiais, desvendei o final antes de terminar, mas não encaro isso como um ponto negativo, porque acho que foi proposital. Os personagens foram bem elaborados e me cativaram.

Para entender esse crime você vai precisar entrar na cabeça de Tessa Leoni, acreditar e duvidar dela e torcer para que ela tenha feito a escolha correta.

Pisciana, 2.6, humor de 60, dramática, apaixonada por livros e animais.

Instagram: @deebritoo

8 Comentários
Comentários

8 comentários

Write comentários
Thatyane
AUTHOR
17 de abril de 2016 12:15 delete

Oi, achei a sinopse desse livro bem intrigante e sua resenha me instigou e achei o livro eletrizante e cheio de suspense, já que não sabemos se o que Tessa fez foi realmente o certo e o que aconteceu de verdade para ela chegar a matar o marido, e também fiquei curiosa para saber o que aconteceu com sua filha desaparecida. Achei bem interessante e com certeza leria.
bjus

Reply
avatar
Ana Clara
AUTHOR
17 de abril de 2016 13:46 delete

Oi Diana!

Ahhh, eu ganhei esse livro de presente de uma amiga há uns anos atrás e gostei muito da leitura, mas me arrependi um pouco de ter lido fora da ordem. Okay que são histórias independentes, mas alguns fatos sobre os personagens ficam no ar, fiquei me perguntando o que aconteceu para chegarem àquele ponto e tal. Eu gosto bastante desse tipo de narração que intercala enter dois personagens e essa ainda tem um diferencial né. Ah, e a investigação é coisa de louco, dá aquela agonia maravilhosa de saber o que vai acontecer.

Beijo!
http://www.roendolivros.com/

Reply
avatar
Tahis
AUTHOR
17 de abril de 2016 18:43 delete

Oi Diana!
Eu já li esse livro e fi meu livro de estreia da autora. Gostei demais de como a história foi desenvolvida e a criação de cada personagem. Adoro romances policiais e quero muito ler mais livros da autora. Esse livro prende mesmo, e faz você desconfiar de todos, pelo menos que fiquei rs'

Beijos!
http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

Reply
avatar
D e s s a
AUTHOR
17 de abril de 2016 19:43 delete

Mesmo sendo livros independentes, me dá uma agonia quando as editoras lançam fora de ordem sabia? Porque sempre tem alguns detalhe do personagem principal que se perde. Ou algum relacionamento. Odeio ter que ler assim, mas às vezes não tem jeito, já que não lançam nunca o primeiro e tal.
Essa série eu quero ler, mas vou esperar para ver se a editora vai lançar mais algum volume dela. Eu adoro livros de suspense, e já fiquei mirabolando mil teorias aqui. rsrs
beijos
www.apenasumvicio.com

Reply
avatar
17 de abril de 2016 23:57 delete

Oi Diana, sua linda, tudo bem?
Todo mundo esta me indicando essa autora, também sou fã de romances policias, e lendo sua resenha já fiquei muito curiosa, tentando criar uma teoria. Realmente, tudo indica que o jogo se virou contra ela, mas mesmo assim, será ela a culpada? OMG!!! Não vejo a hora de ler. Adorei sua resenha!!!
beijinhos.
cila.
http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Reply
avatar
18 de abril de 2016 17:51 delete

Oi, Diana!
Já tem um tempo que comecei a dar mais atenção a livros policiais e pela sua resenha agora, esse já me chamou muito a atenção por parecer ser desenvolvido de uma forma tão intrínseca e cheia e pontas para serem ligadas até chegar ao veredito final do caso. Intrigante mesmo, e espero poder ler algo da autora assim que possível; só gostaria que, ainda que de forma independente, tivessem publicado os livros em sequência por aqui, porque, querendo ou não, se ler o terceiro, vez ou outra vai surgir alguma menção a algo ocorrido no primeiro ou no segundo o qual não se leu ainda, de repente.
Beijos!

♥ Sâmmy ♥
♥ SammySacional ♥

Reply
avatar
Neyla Suzart
AUTHOR
19 de abril de 2016 20:33 delete

Oi Diana!
Esse livro é ótimo! Li já faz algum tempinho (quando a NC lançou, portanto é muito tempo mesmo - hahaha) e me apaixonei! A Lisa Gardner é uma autora espetacular e a D.D é uma personagem incrível! Esse não foi o meu livro preferido por causa da Trooper Leoni, não consegui me conectar com ela. Mas achei o livro excelente!
Infelizmente a NC não trouxe o primeiro e o terceiro livro da série, mas espero que revejam isso pq assim como eu tem muita gente mega ansiosa por eles.
Beijos
Coisas de Meninas

Reply
avatar
20 de abril de 2016 19:30 delete

Oie, tudo bem?
Que história intrigante hein!!! Já estava torcendo aqui pela Tessa kkkkkkkkkkkk, aquele que se envolve demais com os personagens. Mas confesso que fico meio perturbado quando não publicam todos os livros da série, apesar de serem independentes.

Reply
avatar