Resenha: O Último dos Canalhas, da Loretta Chase

18:31 0 Comments A+ a-


Vere Mallory é um conquistador de carteirinha e agora ele quer a jornalista Lydia Grenville. Alvo de de uma chacota criada por Lydia, Vere tem seu ego atingido e sente que só há uma forma de se vingar dela: a fazendo se apaixonar por ele e destruindo reputação dela. Feminista ao extremo, Lydia vive por conta própria, sem família ou amigos, ela se dedica 100% ao seu trabalho de escritora para um periódico, onde além de fazer matérias, ela assume um Pseudônimo e escreve uma das novelas mais amadas pela sociedade londrina. Porém, mesmo satisfeita com sua vida, Lydia ainda nutre lá no fundo um desejo enorme de encontrar o príncipe encantado, e ela sabe que Vere, o Duque de Ainswood, não é nem de longe esse príncipe que ela sonha. Mas quando uma brincadeira une o caminho dos dois e os forçam a se conhecer melhor, eles descobrem que nenhum era o que o outro esperava, mas eram tudo que eles queriam e precisavam.

Alguém me dá mais livros dessa autora que eu estou em abstinência! Loretta Chase é o achado do século. Achei que seria bem difícil superar minhas expectativas para os próximos livros da série, visto que o Príncipe dos canalhas foi uma das melhores leituras que fiz o ano passado, porém Chase mostra que nem só de um sucesso vive uma grande autora. Com uma pegada muito mais divertida, O último dos canalhas me arrancou várias risadas e muitos suspiros, pois os mocinhos são personagens que têm tudo a ver um com o outro e, a medida que vão descobrindo isso, o leitor vai se apaixonando junto com eles. Apesar de ser engraçado, Chase tem uma sensualidade que é de causar inveja as pessoas que desejam escrever assim e só desejam, porque escrever igual é bem difícil. Sabe aquele 'sexy, sem ser vulgar'? Pois é, ela domina como ninguém e me deixa apenas querendo mais, mas isso vocês já sabem.

CLIQUE AQUI e confira as ofertas para O último dos canalhas
Sobre os personagens só queria dizer uma coisa: como sofreram! Não só os protagonistas, mas todos os outros que estão na trama. A maioria não teve uma vida muito fácil, então se prepare para chorar um pouquinho no começo. E por falar em começo, confesso que em relação ao livro anterior demorei um pouco a me engajar com a leitura, porém quando aconteceu, o livro foi com tudo e só ficava melhor e melhor. Não tenho muito para falar dos personagens principais, pois são apenas maravilhosos. Achei Lydia muito independente, forte e destemida, o que a faz ser muito a frente do seu tempo. Ela é daquelas personagens que não tem como você não desejar ser. Já Vere se mostra desde o principio tudo, menos um canalha. Ele sofre bastante por causa da família e isso faz com que ele se feche para o mundo, mas nada que uma mulher engenhosa não conserte.

No geral, o livro é excelente e leitura obrigatória para os amantes de Romances Históricos, assim como eu! São 5 estrelas maravilhosas e deliciosas de serem lidas, e eu super recomendo. Sobre a diagramação: é o padrão normal da Arqueiro. No decorrer do livro peguei alguns errinhos que deve ter escapado durante a revisão, mas nada que seja agressivo ou que atrapalhe a leitura. Então, só desejo a vocês uma coisa: se deliciem com O último dos canalhas e boa(s) leitura(s)!

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

0 Comentários
Comentários