Resenha: Prometo falhar, do autor Pedro Chagas Freitas

08:05 12 Comments A+ a-


"... há tanto frio em mim quando você não está, já fechei as janelas e os olhos e não há maneira de adormecer, ouve-se a cidade cheia de pessoas e nenhuma é você." Um pedaço das inúmeras crônicas que te farão ficar apaixonado(a) por esse autor maravilhoso que é o Pedro Chagas. Conheça Prometo Falhar, livro publicado pela Editora Novo Conceito.

O grande diferencial desse livro é a forma como foi escrito. Prometo falhar é descrito em crônicas, no qual o autor revela várias histórias sobre amor de mãe, pai, irmão, amor de amantes, amores impossíveis e possíveis, morte, vida e descreve também a essência do viver na sua mais crua realidade. É uma reunião de várias histórias sobre relacionamentos, histórias da vida real, etc.

"– Tenho de entender o que eu sou. Mesmo que doa. Só quem treme entende o que é. Os outros não são: vão sendo. E nunca tremem. Tenho uma pena tão grande de quem nunca tremeu. O que eles estão fazendo aqui? Nada do que me faz tremer foi inesquecível.

– A vida serve para viver momentos inesquecíveis.
– Nunca se esqueça disso. Só existe vida se algo em você estiver bambo. Só o que te faz tremer te impede de esquecer.
– Eu te faço tremer.
– Sempre.
– E quando parar?
– Teremos de encontrar outros caminhos. Outras formas.
– Outras pessoas?..."

Prometo falhar é um livro recheado de "tapas na cara", pois são várias lições que você aprende a cada nova crônica. Algumas vão te tocar tão profundamente que você irá se perguntar se isso não foi escrito para você, haha. Confesso que tive várias passagens favoritas nesse livro e poderia citá-las todas de uma vez, mas, não, prefiro deixar que vocês tenham as suas próprias citações favoritas. O livro é uma verdade que precisamos ler em forma de poesia. O autor Pedro Chagas nos cativa com seu jeito doce, real, cativante, e sucinto em cada página lida.

"O amor serve para muitas coisas, mas nunca para receber. Amar é uma felicidade – mas amar também é uma calamidade. Mas para que serve o mundo se não houver calamidades? Hoje te amei com tudo o que tinha, como sempre te amo com tudo o que tenho. Te dei o sexo todo, o suor todo, as lágrimas todas, as veias todas a palpitarem, os beijos todos por dentro dos lábios, toda a minha vida em segundos, em minutos, todo o sentido da vida estendido numa cama."

O livro é muito bem escrito e consegue prender o leitor do começo ao fim. Faz-nos emocionar, pensar na vida, se imaginar no texto. E para pessoas sensíveis como eu, o livro pode até fazer chorar. É muito lindo, de verdade. (Sem puxação de saco!)


"– O que está desenhando?
– Deus.
– Mas ninguém sabe o aspecto de Deus.
– Esperem uns segundos que já ficam sabendo."

"– O que você quer ser quando for grande?
– Pequeno outra vez."

Convido vocês a curtirem essa obra magnífica, para não dizer perfeita, do autor Pedro Chagas Freitas. São crônicas para você se apaixonar, refletir, amar, lembrar do passado, desejar o futuro, se envolver e muito mais. Não espere deste livro um 'começo, meio e fim', mas, sim, uma inconstante realidade sobre a vida onde não há começo, nem meio e muito menos um fim.

CLIQUE AQUI e adquira Prometo Falhar, do autor Pedro Chagas

Pernambucano, blogueiro e bailarino nas horas vagas. Para ficar mais próximos dos livros, escolheu ser revisor textual. Instagram/Twitter: @Jadsongomees

12 Comentários
Comentários

12 comentários

Write comentários
12 de setembro de 2015 20:27 delete

Eu to com esse livro aqui, mas ainda não peguei pra ler.
Não sou muito acostumada com crônicas e dá um medinho de começar a leitura.
Mas mesmo assim, acho que vai ser interessante, pois parece ter várias coisas interessantes a acrescentar.

Beeijo
http://resenhandosonhos.com

Reply
avatar
Suzi
AUTHOR
14 de setembro de 2015 15:35 delete

Oieee!!
Amo a capa desse livro, é tão inspiradora ♥
Confesso que cronicas não costuma ser uma leitura que gosto de fazer, geralmente não consigo me prender exatamente por saber que será curtinho e talvez eu fique frustrada querendo mais..
Ao ler sua resenha consegui sentir toda sua emoção em ler esse livro e conseguiu me fazer ficar arrependida em recusar o livro para resenha =/
Os quotes são tão tocantes e com belíssimas mensagens, acho que teria realmente gostado!!
Fica a dica para mim tentar inovar mais e sair da minha zona de conforto sem medo!!
Beijos

Reply
avatar
14 de setembro de 2015 18:04 delete

Olá! Confesso que não sou acostumada a ler crônicas. Mas, a resenha foi tão linda ao falar do livro que é impossível não sentir vontade de ler. Beijos!
http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br

Reply
avatar
15 de setembro de 2015 15:18 delete

Oiii!

Eu não vi nenhuma resenha negativa para essa obra ainda! Acho isso maravilhoso. Gosto de cronicas e achei legal o trabalho de escrita do autor.
Acho que ele é um mar de quotes né?
A NC arrasou na divulgação e o autor parece ser um querido.
Espero conseguir ler em breve.


Beijinhos,
www.entrechocolatesemusicas.com

Reply
avatar
15 de setembro de 2015 18:53 delete

Oii
Adorei a capa desse livro, me chamou muita atenção. Também amo ler crônicas e gostei da proposta desse autor.Sua ressenha está bem completa, você conseguiu transmitir todas as emoções da história e eu fiquei morrendo de vontade de ler e ja esta na minha listinha de leitura das ferias.
beijos
www.marichic.com

Reply
avatar
16 de setembro de 2015 10:40 delete

Ola a capa desse livro está linda e tenho lido tantos elogios a crônicas que nos fazem refletir do livro que estou doida para ler, está na minha lista de compras. Eu adoro crônicas especialmente aquelas que que nos levam a grandes reflexões . beijos

Joyce
www.livrosencantos.com

Reply
avatar
Jéssica Melo
AUTHOR
16 de setembro de 2015 19:05 delete

Olá Jadson, esse livro desde seu lançamento vem sendo bem comentado e mesmo que eu não curta muito ler crônicas fiquei morrendo de vontade de lê-lo *-*

Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

Reply
avatar
Matheus Braga
AUTHOR
16 de setembro de 2015 20:15 delete

Olá, tudo bem?

Quando vi a capa e título desse livro, fiquei babando e morrendo de vontade de ler. Contudo, fiquei com um pé atrás após terminar de ler sua resenha. Já sabia que o livro prometia muito e que continha histórias que realmente iriam dar um "tapa na cara" do leitor, mas o que me fez ficar na dúvida se realmente irei ler ou não, é o fato dele ser escrito em crônicas. O único livro nesse estilo que gostei até o momento foi o Put Some Farofa!, fora ele nunca dei sorte com crônicas. Muito bacana sua resenha.

Abraços,
Matheus Braga
Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

Reply
avatar
16 de setembro de 2015 23:21 delete

Mas gente.... como assim crônicas??? Nossa... eu não li a sinopse do livro, porque me apaixonei pela capa e pronto.. e desde então venho desejando, mas não curto esse tipo de escrita, mas ainda estou tão curiosa para ler... na verdade vai ficar em stand by... pra eu ver se realmente vou conseguir ler... vou passar na livraria e dar uma bisbilhotada nas páginas... os quotes ficaram excelente, somente por esse motivo que eu não ainda não desisti... Xero!!

http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

Reply
avatar
Ju
AUTHOR
17 de setembro de 2015 08:50 delete

Não sou muito chegada em crônicas, mas achei legal o livro dar um tapa na cara do leitor e transmitir tantas lições. Também achei o máximo você ter se envolvido a ponto de chorar... adoro livros que me fazem chorar, mas mesmo assim não sei se vou ler. Acho a capa linda demais!

Beijo!

Ju
Entre Palcos e Livros

Reply
avatar
17 de setembro de 2015 10:11 delete

Olá.
Devo confessar que não coloquei muita fé nesse livro hahaha
Embora costume fujir de livros reflexivos, esse chamou minha atenção e vai para minha listinha.
Fiquei super curiosa, achei essas citações muito interessantes, em especial, a última *-*

Beijinhos ;*
http://www.guardiadebibliotecas.com.br/

Reply
avatar
Rafaella Lima
AUTHOR
18 de setembro de 2015 13:33 delete

Oi Jadson, tudo bem?

Que resenha mais linda, parabéns!! Eu estava doida para ir no lançamento do livro que teve aqui no Rio, mas estava bem sem dinheiro e depois teria a bienal... e acabei não conhecendo. Estou numa vibe de crônicas e a premissa desse livro me interessou bastante, mostrando as diferentes formas de amor, sua importância, suas consequências. Gosto desses livros que nos fazer identificarmos com o que está escrito, e imagino que tenha mesmo muitos quotes bons.

Beijinhos,

Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

Reply
avatar