Resenha: Peter Pan tem que morrer, do autor Jhon Verdon

15:22 13 Comments A+ a-

CLIQUE AQUI e adquira Peter Pan tem que morrer, do autor Jhon Verdon

Um crime. Uma culpada. Um policial corrupto. Um assassino profissional. Como resolver um quebra cabeças que não faz sentido? Embarque com o Detetive Gurney nesse suspense recheado de intrigas e reviravoltas!

David Gurney é um detetive aposentado do Departamento de Polícia de Nova York que mora com a sua esposa, Madeleine, em uma propriedade, no interior da cidade. Há três anos, eles levavam uma vida tranquila, longe dos perigosos casos envolvendo assassinatos brutais e seriais killers (até agora). Quando Jack Hardwick, seu antigo parceiro, aparece na sua casa de surpresa, Dave sabe que sua rotina está prestes a mudar.

“Se Dave fosse o tipo de homem que acreditava em presságios, talvez considerasse a imagem despedaçada um sinal da destruição que viria”.

Jack foi forçado a se aposentar por complicações no último caso em que participou, e agora havia resolvido trabalhar com investigações particulares. Ele procura Dave para cobrar um antigo favor e pede que se junte a ele e o advogado Lex Bincher para reverter a condenação de Katherine Spalter, acusada de matar o seu marido, Carl, um político rico e ambicioso.

Jack acredita que as provas que condenaram Kay foram corrompidas do início ao fim pelo corrupto Investigador conhecido como Mick Klemper. A motivação de Jack, no entanto, não era louvável. Ele desejava reverter a condenação provando que Mick havia omitido e manipulado provas cruciais para o julgamento, dessa forma, vingando-se do sistema que (injustamente) o afastou.

Dave aceita participar do caso com o argumento de que tinha uma dívida a ser paga para com Hardwick. No fundo, ele sabia que o que o levara a aceitar o caso era o seu único objetivo de uma vida inteira: descobrir a verdade! Após começar uma análise minuciosa do processo, ele encontra inúmeras desconformidades de testemunhas que não foram mencionadas e vídeos que desapareceram sem deixar rastro.

Com ajuda de Esti Moreno, investigadora do Departamento de polícia que mantém um relacionamento com Jack, eles conseguem algumas informações que apontam para vários suspeitos e lugar nenhum. Várias pessoas tinham motivos mais do que suficientes para querer Carl morto. O chefe da máfia, o irmão religioso e até mesmo a sua própria filha poderiam ter contratado um assassino perigoso e no mínimo imprevisível: um homenzinho de baixa estatura e aparência infantil, que atende pelo apelido de Peter Pan.

“Mas e se ele estivesse ligando os pontos errados, criando uma imagem totalmente equivocada? E se os supostos pontos fossem apenas ocorrências aleatórias? [ ...] Ele vira evidências desse fenômeno repetidamente: os padrões que percebemos são determinados pelas histórias em que desejamos acreditar”.
Peter Pan tem que morrer é a continuação da série do Detetive Dave Gurney. O quarto da sequência de Eu sei o que você está pensando, Feche bem os olhos e Não brinque com fogo. E o melhor, todos os livros trazem uma história que pode ser lida independentemente das outras. Nunca havia lido nada do autor Jhon Verdon, mas assim que vi a capa do livro, soube que iria gostar.

O personagem principal é o típico detetive aposentado e obcecado pelo que faz, mas podemos dizer que o conjunto da obra supera as expectativas. Os personagens secundários, como, por exemplo, Madeleine, a esposa super zen que só pensa em suas galinhas, o Jack boca suja, o filho Kyle que está sempre disposto a ajudar e se sentir útil, a investigadora Esti, sempre dividida entre a praticidade de Jack e os pensamentos superelaborados de Dave, foram bem desenvolvidos e deram um toque especial a cada passagem do livro.

Entre o suspense, encontramos aspectos emocionais do próprio protagonista que luta para enfrentar problemas do passado e tranquilizar a sua mulher sobre a sua mania de viver sob o risco constante dos casos que lidera.

A narrativa é feita em terceira pessoa, facilitando a compreensão da construção dos pensamentos de cada personagem e cada detalhe que vai aparecendo no decorrer da trama. Em alguns momentos, achei que perdi o fio da meada numa sequência de ações que ficou difícil de visualizar, mas nada que comprometesse o desfecho da história. A edição da Arqueiro, como sempre, traz uma diagramação super legal, com páginas amareladas e fonte do tamanho certo para não deixar a leitura cansativa.

A história não é mais um clichê do romance policial, segue uma linha diferente onde você sabe quem é o assassino, mas passa o livro inteiro para descobrir quem foi o mandante do crime e o porquê. A cada página, menos coisa faz sentido! Peter Pan tem que morrer é uma leitura inteligente do início ao fim, como todo thriller tem que ser. Super recomendo!!

Pisciana, 2.6, humor de 60, dramática, apaixonada por livros e animais.

Instagram: @deebritoo

13 Comentários
Comentários

13 comentários

Write comentários
8 de setembro de 2015 21:58 delete

Olá! Parabéns pela resenha, está muito boma mesmo! Já tinha visto esse livro, mas não havia me interessado pelo mesmo. MAs, depois desta resenha, vou compra-lo sim. Beijos!

Reply
avatar
9 de setembro de 2015 12:56 delete

Olá, Diana.
Eu tenho os três primeiros livros do autor, mas ainda não li. Isso eu pretendo fazer em breve para conferir Peter Pan tem que morrer.
Quanto à esse livro, a premissa é muito boa e é bom encontrar livros que não seguem o padrão dos romances policiais. Parece ser uma boa pedida.

Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro. Serão dois vencedores.

Reply
avatar
Diana Brito
AUTHOR
9 de setembro de 2015 14:51 delete Este comentário foi removido pelo autor.
avatar
Diana Brito
AUTHOR
9 de setembro de 2015 14:56 delete

Obrigadaaa Suzana eu garanto que você não vai se arrepender! Bjoss

Reply
avatar
Diana Brito
AUTHOR
9 de setembro de 2015 15:06 delete

Eu só li esse, mas já quero os três primeiros!!! Bjosss

Reply
avatar
9 de setembro de 2015 15:24 delete

Ola lindona gosto de livros que nos fazem pensam e são inteligentes fugindo do clichê, ainda não li nada do autor, mas gostei muito da premissa do livro, dica mais que anotada. beijos

Joyce
www.livrosencantos.com

Reply
avatar
9 de setembro de 2015 22:09 delete

Oi, Diana. Tudo bem? Sempre vi imagens sobre esse livro por aí e achava que a narrativa poderia acabar me interessando, mas conforme fui lendo a sua resenha me senti meio "bléh" para a história, entende? Também não sabia que era uma sequencia, mas parece ser dessas que são fechadinhas e não há grande influencia na continuação (ou nas anteriores), né? De qualquer forma o protagonista parece ser interessante de acompanhar e por causa dele fiquei com uma pontinha de vontade de ler.

Beijos.
Blog Estilhaçando Livros

Reply
avatar
Arthur Dias
AUTHOR
9 de setembro de 2015 23:57 delete

Olá, Diana!
Tenho o "Eu sei o que você está pensando" aqui, nunca li, mas já ouvi comentários muito bons acerca. Também me interessei por "Peter Pan tem que morrer", principalmente porque o livro consegue trabalhar bem os personagens secundários; mas, claro, vou ler o que tenho aqui primeiro.

http://discodivinil.blogspot.com.br/

Abraço!

Reply
avatar
10 de setembro de 2015 11:08 delete

Oi Diana, tudo bem?
Eu me lembro desse lançamento, mas quando vi pela primeira vez não fiquei tão interessada.
Não sabia que era continuação, mas fiquei feliz que pode ler de forma independente. Na maioria dos romances policiais tentamos descobrir que é o assassino, por isso achei diferente que nesse sabemos que é, mas não sabemos quem mandou.
Depois de ler sua resenha eu fiquei interessada, quem sabe leio no futuro. Parabéns pela resenha.

Beijos
Leitora Sempre

Reply
avatar
Ju
AUTHOR
11 de setembro de 2015 00:08 delete

Não é muito meu estilo de livro, mas gostei de saber que é um livro inteligente e que tem esse diferencial da gente saber quem é o assassino, mas levar o livro inteiro para descobrir o mandante e seus motivos. Mesmo assim, não se se leria. Apesar dos livros poderem ser lidos individualmente, deve ter uma sequência de fatos na vida do protagonista que se perde quando isso é feito, e isso não me agrada.

Beijo!

Ju
Entre Palcos e Livros

Reply
avatar
11 de setembro de 2015 00:54 delete

Olá...
Super feliz aqui com a leitura de sua resenha, porque foi a primeira que li de um livro que desejo demais... quando vi o lançamento imaginei que seria uma continuação... porque tenho o primeiro livro... por mais que eu queira ler esse por todo o enredo proposto, prefiro seguir a ordem, mas já devo dizer que está muito difícil suprir isso dentro de uma leitora viciada como eu rs.... Adoro um Thriller policial, cheio de mistério e investigações e sei que irei gostar de todos... Xero!

http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

Reply
avatar
11 de setembro de 2015 07:35 delete

Oi Diana, sua linda, tudo bem
Adoro tramas policiais, estou sempre atrás de um novo autor, uma nova indicação. Já tinha visto essa capa antes, não sabia que era uma série. Sabe, essa fórmula de já sabermos quem é o assassino, funciona também, pois nos deixa nervosos, pois os personagens não sabem, e a gente vê o perigo se aproximando deles e não podemos fazer nada, risos... Gostei muito da dica, vou colocar na lista. Sua resenha ficou ótima!!!!
beijinhos.
cila.
http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Reply
avatar
11 de setembro de 2015 13:32 delete

Ai que demaaaais! nunca imaginei que seria sequencia de uma série KKK
Adoro essas narrativas cheias de mistérios, estou aqui super curiosa!!!
Quem será que foi o mandante e porque???? Que loucura!! Arqueiro sempre arrasando nas artes *-*
Vou anotar a dica ;D

Beijinhos ;*
http://www.guardiadebibliotecas.com.br/

Reply
avatar