Resenha: A linguagem das flores, da autora Vanessa Diffenbaugh

09:10 32 Comments A+ a-

CLIQUE AQUI e confira as ofertas para adquirir A linguagem das flores
Para você que curte uma história envolvente e cheia de autoconhecimento, perdão, aceitação e afins, não deixe de ler A linguagem das flores, publicado pela Editora Arqueiro. O que falar desse livro que faz você se apaixonar logo de cara por motivos de: uma capa perfeita? Falo tudo o que achei do livro a seguir...

Victória Jones foi rejeitada quando ainda era bebê. Órfã, ela cresceu em um abrigo e viveu em diversos lares adotivos, sem conseguir se adaptar a nenhum deles. Victória não era uma criança fácil de lidar, introspectiva e arredia, não deixava que ninguém se aproximasse, nem Meredith, sua assistente social, que estava sempre em busca de um novo lar para ela.

Quando encontra Elizabeth, toda a mágoa que se encontra dentro dela parece se dissipar. Elizabeth foi a única mãe adotiva de Victória que pareceu não se importar com as suas birras e malcriações, que lhe educou, deu amor, impôs respeito e conseguiu desenvolver sua adoração pelas flores. A história de adoções e agressões de Victória deveria acabar por aí, até que ela se vê novamente em um abrigo, dessa vez, considerada inapta para adoção.

Ao completar dezoito anos, e agora emancipada, Victória é enviada para uma casa de apoio a adolescentes que viviam sob custódia do Estado com um ultimato: três meses para conseguir um emprego e começar a pagar o aluguel do seu quarto ou seria despejada e teria que se sustentar da forma como conseguisse. Sem saber o que fazer (e nem se preocupar muito com isso), ela passa os três meses se empenhando em um jardim que começou a cultivar dentro do próprio quarto.

Fim do prazo imposto pela assistente social e sem ter onde morar ou como se manter, Victória passa a viver numa praça, rodeada de flores que ela mesma plantou, até que um dia, ela conhece Renata, a dona de uma floricultura, e consegue um emprego temporário. 

Quando Victória reencontra Grant, ela não imagina que precisará enfrentar um passado do qual ela não gostaria de lembrar...

A edição da Editora Arqueiro está muito legal. A capa é linda e remete ao conteúdo do livro. A diagramação também, por causa dos arabescos em flores no início da cada capítulo, onde são apresentados  o passado e o presente da personagem principal. As páginas amareladas facilitam a leitura, e o tamanho da fonte é o toque final. Não encontrei erros ortográficos. (Melhor parte!)

A linguagem das flores é um romance que consegue prender a nossa atenção. Primeiro porque o passado de Victoria esconde um segredo terrível que aguça a curiosidade do leitor e, segundo, por conta das adversidades que ela tem que enfrentar durante a vida inteira. Em determinado momento você pensa: Uma hora isso vai mudar!

Diferentemente dos livros que costumo ler, não consegui criar nenhuma empatia com a personagem principal. Na minha opinião, por mais que ela tenha tido problemas (e foram muitos), ela teve oportunidades e não soube (ou não quis) aproveitá-las. Não consegui vê-la como uma vítima das circunstâncias, a vi como uma menina egoísta, tremendamente mal educada e violenta. Não encontrei justificativas para isso.

Com relação aos personagens secundários, achei o Grant um cara muito, pra não dizer totalmente, passivo, que aceitava as “estranhezas” de Victoria sem questionar. Em determinado momento, senti pena dele. Diferentemente dele, Elizabeth foi maravilhosa em suas atitudes do início ao fim. Ela foi maternal, compreensiva e verdadeira. Esses seriam os adjetivos perfeitos para ela.

Infelizmente, chegamos ao fim da história sem perceber uma mudança palpável em Victória. Parece que as coisas melhoram, mas, dentro dela, aquela menina desconfiada ainda sobrevive, e isso me deixou frustrada. Nesse caso eu realmente esperava aquela reviravolta clichê.

O mais interessante lendo a nota sobre o autor foi saber do empenho que foi empregado pela autora na construção do livro. Ela catalogou os significados das flores, teve ajuda de biólogos, e realmente se inteirou da situação das garotas que vivem em lares adotivos e casas de passagem. No final, ela disponibiliza o dicionário das flores de Victoria, com o significado de cada uma.

A linguagem das flores é um livro sobre família, perdão, autoconhecimento e sentimentos muito conflitantes. É uma leitura sensível e envolvente sem sombra de dúvidas, mas não vai ocupar lugar na lista dos meus favoritos pela minha falta de afinidade com a protagonista!

"O musgo é o símbolo do amor materno, porque, como esse amor, ele alegra nosso coração quando o inverno da adversidade nos atinge e nossos amigos de verão nos abandonam" (Henrietta Dumont, The Floral Offering)

Pisciana, 2.6, humor de 60, dramática, apaixonada por livros e animais.

Instagram: @deebritoo

32 Comentários
Comentários

32 comentários

Write comentários
18 de setembro de 2015 14:15 delete

Interessante, é um livro diferente dos que estou acostumada a ler, já quero!
Estou passando por uma ressaca literária e preciso de novos horizontes...
Parabéns pela resenha ^^
Abçs

http://citacoesdeumleitor.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Dani V
AUTHOR
18 de setembro de 2015 17:48 delete

Gostei muito da sua resenha, mas o livro não chamou muito a minha atenção, passei por um livro meio assim não faz muito tempo, onde o personagem só pensa em si e não faz nada para evoluir e ainda posa com 'vitima do sistema', acho que ainda não arejei minha cabeça o suficiente para encarar outro do tipo.

www.poyozodance.blogspot.com.br

Reply
avatar
19 de setembro de 2015 00:17 delete

Oi querida,
Gostei da dica apesar de não ser meu tipo de livro. Se puder dar uma passadinha lá no blog tem post mega especial sobre a Bienal com direito a sorteio.
Beijos
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com.br/2015/09/bienal-do-rio-2015-parte-i.html

Reply
avatar
19 de setembro de 2015 03:05 delete

Olá! É uma pena que a protagonista não tenha te agradado, é ruim quando lemos um livro e nos sentimos assim. Mas poxa, ela não mudar nada no final? Aí é quase que uma sacanagem por parte da autora. Mas as vezes depende do desenrolar da historia, e neste caso eu teria que ler para opinar melhor. Acho que a sua resenha foi a primeira negativa sobre este livro e acabei ficando um pouco curiosa.
Beijos
SIL | Estilhaçando Livros

Reply
avatar
Daiane
AUTHOR
19 de setembro de 2015 12:37 delete

Oie!
Já estou com esse livro na linha listinha de desejados, mas ainda não tive oportunidade de adquiri-lo. Curti bastante a sua resenha.

Beijos,
Dai | www.cheirodelivronacional.com.br

Reply
avatar
Rafaella Lima
AUTHOR
19 de setembro de 2015 15:12 delete

Oi Diana, tudo bem?

Gostei bastante da sua resenha e tenho até certa curiosidade em ler o livro, mas nada muito urgente. É ruim quando não conseguimos criar empatia pela protagonista, e pior ainda quando não conseguimos ver um amadurecimento real em suas atitudes. Entretanto, fiquei curiosa para saber o motivo dela ter voltado para o abrigo mesmo depois de ter estado com e Elizabeth e esse segredo terrível, também acho interessante a parte sobre o glossário com os significados das flores, acho muito legal ver que cada flor significa algo específico.

Beijinhos,

Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

Reply
avatar
19 de setembro de 2015 15:45 delete

Oláá :D
O livro não faz muito meu gosto literário mas achei bem interessante e a capa é bem bonita.
Ótima resenha
Abraço
http://interessantedeler.blogspot.com.br/

Reply
avatar
19 de setembro de 2015 16:47 delete

Oiii!

Eu não conhecia esse livro mas achei o enredo muuuito bom. A personagem sofreu bastante na infancia, mas pelo o que pude perceber ela também não fez muita coisa para mudar e crescer certo?
Uma pena que a autora não conseguiu mostrar a evolução da pesonagem no enredo, acho que essa é uma das melhores coisas que pode ter em um enredo.
Só leria para conhecer a Elisabeth ;)

Beijinhos,
www.entrechocolatesemusicas.com

Reply
avatar
19 de setembro de 2015 21:59 delete

Olá!

Se eu fosse ler, ficaria com raiva da Victoria, com certeza! Me pareceu ser uma egocêntrica, apesar de tudo que viveu e sofreu. Pra ficar bom mesmo, a personagem principal precisaria de uma incrível reviravolta. Pode ser que eu o leria depois de consumir uma trama mais pesada.

resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

Reply
avatar
19 de setembro de 2015 23:48 delete

Olá!!

O livro parece ser triste, mas interessante.
Já anotei na minha lista!!

beijos

Reply
avatar
20 de setembro de 2015 10:53 delete

Oi Diana, sua linda, tudo bem
Eu tenho esse livro, mas ainda não consegui ler. Fiquei encantada com a lista de significados que a autora acrescentou à história e com a possibilidade de fazermos um arranjo misturando algumas flores de acordo com o que desejamos para a pessoa. Nunca vi isso em livro nenhum, achei o máximo. Que pena que a personagem não evoluiu, não aprendeu a sua lição no final. Mas ainda sim, eu tenho muita vontade de ler. Gostei muito da sua resenha.
beijinhos.
cila.
http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Reply
avatar
20 de setembro de 2015 11:01 delete

Adorei a história do livro! E achei bem estruturada sua resenha... Já coloquei na lista dos desejados!

Abraços, Miguel do Demasiadamente Lendo

Reply
avatar
Suzi
AUTHOR
20 de setembro de 2015 16:14 delete

Olá!!
Já conhecia o livro, mas essa é a primeira resenha que leio sobre, concordo com vc em relação a capa está maravilhosa!!
Achei interessante o enredo e gosto de historias sensíveis e dramáticas que aborda pontos cotidianos e envolventes!!
É difícil quando não nos apaixonamos pela protagonista né, ai mesmo que os nossos sentimentos em relação ao livro ficam confusos, ainda mais quanto eles abordam autoconhecimento e perdão!!
Nada com um bom livro sem erros ortográficos.. rsrsrs
Parabéns pela resenha!!
Beijos

Reply
avatar
20 de setembro de 2015 16:46 delete

Olá, tudo bom? Não conhecia o livro e gostei bastante da sua resenha. Gosto de histórias assim, com enredos diferentes do que sou habituada a ler. Acho muito legal quando um autor escreve uma história em temas como esse. Parabéns pela resenha, beijos!

http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

Reply
avatar
20 de setembro de 2015 17:03 delete

Olá... Diana, tudo bem??
Eu já li uma resenha sobre esse livro, mas já faz um tempão rs... eu curti muito a premissa, apesar da personagem não muito cheia de atrativos... a ideia das flores é excelente, porque eu curto muito saber sobre elas e as coisas boas ou ruins que possam representar... mesmo com as suas ressalvas eu ainda quero dar uma chance para a leitura do livro, nada muito urgente, mas a qualquer hora dessas... xero!!!

http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

Reply
avatar
20 de setembro de 2015 17:12 delete

Eu tenho um problema com personagens não cativantes e/ou passivos demais. Não é o meu tipo favorito de protagonistas, porque me irrito sabe? A capa pouco me chamou a atenção e a história também não me empolgou. Parabéns pela resenha!

Reply
avatar
20 de setembro de 2015 17:31 delete

Oi Diana, tudo bem?
Sempre tive vontade de ler esse livro e acho essa capa antiga linda. Gosto de livros que me prendem a atenção e uma leitura sensível, só uma pena que não tenha sentido uma afinidade com a protagonista (isso realmente muito ruim), mas mesmo assim ainda tenho vontade de ler o livro e pretendo ler ele algum dia.
Parabéns pela resenha :D

Beijos,
www.leitorasempre.com

Reply
avatar
Tahis
AUTHOR
20 de setembro de 2015 20:35 delete

Oii...
Estou querendo esse livro a um bom tempo mas sempre adio a compra. E agora lendo a sua resenha acho que irei adiar mais um pouco rs'
A história é boa, mas só em saber desse lado da protagonista me desanima um pouco. Deve ser um livro bem triste, imagina ser inapta para adoção, coitada dela. Talvez eu leia mas para frente. Adorei a resenha!

Beijos!
http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

Reply
avatar
Matheus Braga
AUTHOR
20 de setembro de 2015 20:57 delete

Olá, tudo bem?

A premissa do livro parece ser bem interessante, meu estilo favorito de leitura. Uma pena não perceber mudanças palpáveis na Victória.

Abraços,
Matheus Braga
Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Ju
AUTHOR
20 de setembro de 2015 23:32 delete

Pena que você ficou frustrada com a falta de mudança na Victória, acho que isso vai me frustrar um pouco quando ler também, ainda bem que a leitura conseguiu te prender mesmo assim. Acho a capa linda. Que bom que não encontrou erros ortográficos, praticamente um milagre. É uma história que quero muito conhecer.

Beijo.

Ju
Entre Palcos e Livros

Reply
avatar
Telemaco
AUTHOR
21 de setembro de 2015 10:32 delete

Oi tudo bom?
Esse tipo de livro pra mim não rola, já tentei mas não entendo o encanto que veem nele kkkk
Minha mãe adora mas eu nao kkk

Beijos

http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Kah
AUTHOR
21 de setembro de 2015 11:23 delete

Olá!
Que história forte, não esperaria isso pela capa, mas pela sua sinopse deu para perceber que não é nenhum romancezinho água como imaginei ao ler o nome haha.
Beijos.

Reply
avatar
21 de setembro de 2015 12:58 delete

Ola lindona não gosto de ler livros onde os personagens permanecem passíveis demais e sem mudanças para melhor, fico com a impressão que tudo o que passou não serviu para nada. A capa está linda, mas confesso que a premissa não me chamou tanta atenção assim. Dica anotada para ler em outro momento quem sabe. beijos

Joyce
www.livrosencantos.com

Reply
avatar
21 de setembro de 2015 18:32 delete

Quando eu não me dou com os protagonistas também raramente o livro entra nos favoritos, mesmo se eu adorei a narrativa: personagens mimizentos não colam mais! hehehe
Adorei sua resenha! Fiquei bem interessada na leitura, mas não será uma das próximas. Adoro essa capa!! Não entendo por que trocaram!
Beijos!
http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Jéssica Melo
AUTHOR
21 de setembro de 2015 23:29 delete

Olá, a historia do livro é bem legal trazendo essa trajetória da protagonista e suas dificuldades, mas fiquei um pouco com um pé atrás por você não ter percebido grandes evoluções da personagem ao longo da historia, enfim espero poder lê-lo e descobrir o mistério do passado da protagonista *-*

Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

Reply
avatar
Nina Tavares
AUTHOR
22 de setembro de 2015 07:45 delete

Oi Diana!
Sempre tive muita vontade de ler esse livro, adoro dramas familiares e sempre me emociono muito. Mas é complicado quando a personagem não cresce durante a história, e pior ainda é quando não criamos laços com eles. Acho que esse motivos já são fortes o suficiente para me fazer passar a leitura, kkkk

B-jussss!
http://www.quemlesabeporque.com/

Reply
avatar
Kelly Alves
AUTHOR
22 de setembro de 2015 12:00 delete

Ola Diana!
A capa do livro é realmente muito bonita, apesar de ao meu ver não passar o contexto da história gerando curiosidade.
Gostei muito da sua resenha, e fiquei conquistada pelo livro, já faz algum tempo que venho me encantando cada vez mais pelos livros da arqueiro!

Beijokas

Reply
avatar
22 de setembro de 2015 19:16 delete Este comentário foi removido pelo autor.
avatar
22 de setembro de 2015 19:17 delete

Livros bons de personagens principais ruins são a prova de que é necessário desenvolver muito bem os secundários Rs
Bom, gostei muito da resenha, de como você separa etapas e vai conversando com o livro...
Bjs
Tay do Let it Shine

Reply
avatar
25 de setembro de 2015 09:48 delete

Eu tenho esse livro na minha estante com a capa nova
eu ainda não li, mas estou bastante curiosa, porque dizem que a estória é maravilhosa.
Mas quando eu tiver um tempinho, com certeza irei ler.
Adorei tudo que abordou em sua resenha e o melhor ainda o seu ponto de vista.
Meus parabéns =]

http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resenha-o-legado-da-caca-vampiro.html

Reply
avatar
Glaucia
AUTHOR
25 de setembro de 2015 23:14 delete

Oi Diana, tudo bem?
Ainda não tinha lido nada sobre esse livro, e confesso que adorei tudo o que li, principalmente o fato da autora ter feito esse estudo sobre as flores, fiquei curiosa para saber o significado de cada uma. Pena não haver tanta identificação sua com a protagonista. É tão chato quando isso acontece.

Bjs, Glaucia.
www.maisquelivros.com

Reply
avatar
1 de novembro de 2015 23:46 delete

Oie, tudo bem? Que capa mais linda, fiquei completamente apaixonada. Sou daquelas que começam a leitura pela capa, pois se ela não nos chama a atenção, fica um pouco mais difícil nos prender à leitura, você concorda? Ainda não conhecia o livro, mas gostei muito da sua resenha, está excelente. Beijos, Érika

~www.queroseralice.com.br~

Reply
avatar