Resenha: Black para sempre, da autora Sandi Lynn

10:20 3 Comments A+ a-


Um amor salvou a vida de Ellery e Connor. Agora, só um milagre pode salvar o amor deles. Conheça Black para sempre, da autora Sandi Lynn, publicado pela nossa querida Editora Valentina. Prepare-se para conhecer essa maravilhosa trilogia! 

A história começa quando Kyle, namorado de Ellery, decide deixá-la porque “precisava de espaço”. A partir daí começamos a conhecer a história da nossa mocinha tão guerreira e teimosa. Ellery Lane, 23 anos, jovem, linda, pintora e agora solteira. A nossa mocinha passou por muitos problemas durante a vida: a morte da mãe, bebedeira do pai e posteriormente a morte deste também. E por tudo isso que teve que viver, acabou tendo que amadurecer muito jovem, o que acabou ajudando a superar muito bem o término de um relacionamento de quatro anos. Mesmo sendo algo bastante complicado de superar.

Pela forma como eu via as coisas, eu tinha duas escolhas: eu poderia me sentar no meu minúsculo apartamento e deixar a minha vida morrer, ou eu poderia absorver o que aconteceu e sair para o mundo e viver. Optei por sair e viver. Eu não estava pronta para morrer ainda, eu ainda tinha muitas coisas que queria fazer.

Apesar disso, Elle continuava triste em seu apartamento, até que, decidida a ajudar sua amiga a superar esse término, Peyton, sua melhor amiga, a chama para uma das baladas mais frequentadas da cidade. Lá, Elle acaba ajudando um rapaz que estava totalmente fora de si por ter bebido demais, mas não imaginava ela que esse rapaz era Connor Black, um CEO milionário, jovem, bonito e com uma fama não muito boa. (Nessa hora, eu pensei: êta sorte, viu!)

Elle é uma mulher altruísta e muito bondosa, por isso, quando se depara com Connor bêbado e totalmente vulnerável no chão, ela fica sensibilizada e preocupada imaginando se ele iria chegar em casa em segurança, por isso ela decide  levá-lo para casa. Enquanto Elle é esse poço de bondade, Connor é um homem difícil, autoritário e que rejeita todo e qualquer tipo de compromisso, além de guardar alguns segredos.

Depois de Elle levar Connor para seu apartamento e ajudá-lo a deitar na cama, ela acaba dormindo também. E no dia seguinte, para seu espanto, Connor não fica nada satisfeita em ver uma mulher desconhecida preparando o café em sua cozinha. Acaba repreendendo-a, mas, para sua surpresa, Elle rebate e o coloca em seu devido lugar. Ele fica totalmente boquiaberto e interessado naquela mulher que ousara lhe desafiar e tivera a audácia de lhe responder sem nenhum medo ou pudor.

A partir daí o caminho dos dois se entrelaçará de uma forma mágica e complicada. Ambos são difíceis de lidar, teimosos e bem cabeças duras. Connor, mandão e misteriosos; Elle, difícil e sentimental. No começo tentam levar tudo apenas como uma simples amizade, mas é claro que não ficam por aí, né? Mas não é só Connor que esconde segredos, Ellery também têm e isso pode acabar com a relação entre eles.

Finalmente tivemos o nosso momento, e agora eu terei que encarar um novo problema. Eu tinha um segredo que poderia destruir este homem que finalmente deu a si mesmo para mim.

Gostei do primeiro livro, porém no começo tive a impressão de já conhecer essa história... pois é, me lembrou bastante Cinquenta Tons de Cinza! Lógico que fiquei bem decepcionada quando percebi essas semelhanças, mas optei por continuar a leitura e ver onde isso iria terminar, e não me arrependo. Black Para Sempre tem, sim. semelhanças com Cinquenta Tons de Cinza, mas o grande diferencial é a protagonista. Enquanto Anastasia Steele era uma mosca morta, Ellery Lane tem atitude para dar e vender e é bem decidida em sua vida. Essa é minha opinião. Não me julguem! 

A leitura fluiu bem. A história traz questões tristes, mas que é inevitável em nossas vidas, e achei o modo como trataram isso bem bacana. É uma história melosa, mas é bonito ver o modo como os dois se conectam e como ao mesmo tempo parecem ser totalmente opostos um do outro. Enfim, só lendo para saber.

CLIQUE AQUI e adquira Black para sempre, da autora Sandi Lynn
SINOPSE: O primeiro livro gira em torno de Ellery, que sempre imaginou que seu futuro estaria ao lado de seu namorado perfeito e seus felizes para sempre estava garantido. Entretanto, quando ele faz suas malas e pede espaço, ela vê seu mundo ruir e decide focar somente em suas pinturas e desistir de relacionamentos, até que em uma noite ajuda um homem completamente bêbado a chegar a sua casa em segurança. Um homem que logo estará disposto a brigar por um futuro ao lado de Ellery e apoiá-la quando seu mundo estilhaçar novamente.  

Pernambucano, blogueiro e bailarino nas horas vagas. Para ficar mais próximos dos livros, escolheu ser revisor textual. Instagram/Twitter: @Jadsongomees

3 Comentários
Comentários

3 comentários

Write comentários
19 de agosto de 2015 11:24 delete

Confesso que o livro não me chama muito a atenção, mesmo após a sua boa resenha. O gênero não me agrada muito e essas semelhanças com 50 tons certamente me desanimariam.

Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

Reply
avatar
Alice Duarte
AUTHOR
19 de agosto de 2015 17:38 delete

Ray, tudo bom?

A resenha ficou ótima, de novo, eita equipe boa que arrasa Mas apesar da resenha não me interessei pelo livro. 50 Tons de Cinza é o tipo de livro do qual eu fujo, e qualquer semelhança com 50 Tons de Cinza já me faz dar uns 3 passos pra trás. No momento este realmente não é meu gênero, não direi nunca porque com o tempo a gente muda muito, mas por agora vou deixar passar.

Beijokas, Alice

naprateleiradealice.blogspot.com.ar

Reply
avatar
27 de agosto de 2015 08:14 delete

Oi,
Nao conhecia o livro mas fiquei interessada. E aliviada por ele nao ter muito a ver com os 50 tons pois não vai dar certo.
Beijos
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

Reply
avatar