Resenha | A lista, de Cecelia Aherne

08:00 3 Comments A+ a-


Uma lista com 100 nomes, uma carreira destruída e um único objetivo: escrever uma matéria que salve tanto a carreira quanto a reputação de Kitty Logan, mas para isso é necessário compreender a relação do que as pessoas da lista têm a dizer. Uma história comovente e que com certeza nos fará refletir acerca de algo muito importante: nós mesmos.


Kitty Logan aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente. Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira. Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.


Por um descuido, Kitty Logan havia caluniado uma pessoa em rede pública e isso trouxera-lhe consequências graves, como, por exemplo, a sua reputação e profissão arruinadas. Ela acabou perdendo tudo o que considerava importante, inclusive namorado e amigos. Mas tinha uma pessoa que Kitty tinha certeza de que estaria sempre ao seu lado, o nome dessa pessoa é Constance, amiga, mentora e fundadora da revista Etcetera. Constance era uma daquelas mulheres fortes que enfrentam quaisquer obstáculos, mas, infelizmente, ela não conseguiu vencer o câncer. 

Antes de morrer, Constance pediu para Kitty achar em seu apartamento  uma pasta intitulada "A lista", pois esta seria a próxima matéria a ser publicada na revista. O pior havia acontecido antes de Kitty reencontra-la no hospital. Pois é, pessoal! Constance tinha falecido e deixado a jornalista sem saber o que fazer com "A lista". Todos ficaram deprimidos e tristes com a morte da chefe e fundadora da Etcetera e por isso a edição seguinte da revista seria uma homenagem à Constance.


"Constance propusera algo magnífico, maravilhoso, tão repleto de seus ensinamentos que fizera Kitty se sentir entusiasmada e, ao mesmo tempo, comovida. Era quase como se aquilo fosse a mensagem de despedida dela, as suas últimas palavras perfeitas para deixar aos que ficaram."
E para homenagear a amiga, Kitty tinha um grande desafio a cumprir: encontrar as pessoas da lista e estabelecer e compreender a relação de suas histórias. Pois Constance NUNCA entrou em contato com nenhuma, ou seja, o desafio ia ser começado do 0, sem pistas, sem nenhum norte. Apenas a lista e o desejo homenagear à amiga.


"Alguns dizem que não devemos agir com base nos nossos medos, mas se não houver medo, onde estará o desafio? Muitas vezes, foi com o medo que realizei o melhor do meu trabalho, porque o abracei e desafiei a mim mesma."
Uma foto publicada por Porre de Livros (@porredelivros) em

Kitty focou em 6 pessoas da lista, pois só tinha algumas semanas para entregar a matéria pronta. Mas será que ela encontrará uma relação em histórias tão diferentes? Um desafio para a jornalista resolver. E um dos livros que estará na minha lista de favoritos, com certeza.

O Editora Novo Conceito não poderia trazer aos seus leitores livro melhor que esse. Sério mesmo! A capa está linda, os detalhes do capítulo nem preciso falar. Sobre os personagens: Kitty não poderia ser mais perfeita, né? Ela é gente como a gente. E em meio a correria em que ela se encontra, você acaba torcendo para que tudo dê certo e o melhor: a curiosidade de saber a relação das histórias prende o leitor do inicio ao fim. Mesmo ela sendo uma das personagens principais, em alguns momentos, ela acaba virando uma personagem secundária para dar o papel principal às pessoas que contaram suas histórias. Não tem como se decepcionar com a relação das histórias. Afinal, cada uma das 6 pessoas tem algo único pra contar que difere um do outro. Podendo ser algo comovente, como, por exemplo, a Eva que tinha o dom de devolver a esperança à vida de outras pessoas, ou algo meio incomum, como Archie que tinha a capacidade de ajudar as pessoas ao ouvir as suas preces. É impossível não se emocionar ou ficar com os olhos marejados, pelo menos. 

"A lista", de Cecelia Ahern, deixa uma ótima reflexão: Todo mundo tem algo maravilhoso para contar. Somos heróis anônimos, você é um herói! Temos uma vida tão importante quando aquelas pessoas famosas que vivem aparecendo em jornais, revistas e afins. Nós fazemos coisas maravilhosas sem ao menos perceber, e não é necessário que nossos atos parem na mídia ou que sejamos famosos para nos sentir orgulhosos deles e de nós mesmos.


"Todo indivíduo em qualquer parte do mundo tem uma história extraordinária para contar."

Perfil do blog Porre de Livros. Se gosta de ler, você está no lugar certo. 

Acompanhe-nos em nossas redes sociais: 
Twitter: @_raypereira / Instagram: @PorreDeLivros / Facebook: Porre de Livros

3 Comentários
Comentários

3 comentários

Write comentários
Helana Ohara
AUTHOR
8 de junho de 2015 18:31 delete

Estou lendo este livro no momento e ai caramba!!!!!!!!!!!!!!!!!! Amo os livros da Cecelia, ela é ótima em contar histórias..

Beijinhos, Helana ♥
In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

Reply
avatar
Naiara Aimeé
AUTHOR
9 de junho de 2015 14:20 delete

Amei a resenha! Confesso que nunca tive muito interesse em ler nada da Cecilia, mas com essa resenha fiquei curiosa. Acho que vou dar uma chance a ela.

Beijos
www.seja-cult.com

Reply
avatar
Ju LiteRata
AUTHOR
18 de junho de 2015 15:46 delete

Vou ter que discordar de você, mas só em partes: Achei a Kit insuportável! ok, entendo que os personagens de Cecelia são sempre muito humanos, mas Kitty é egoísta ao extremo por boa parte do livro, contudo não poderia odiá-la totalmente pq sim essa história é maravilhosa! A narrativa da autora continua excelente e e o fato dela dar espaço para os coadjuvantes também é maravilhoso, eu amo as histórias dessa mulher!

Reply
avatar