[Resenha] A teoria de tudo - Jane Hawking

07:50 2 Comments A+ a-


A história de Stephen Hawking é contada pela luz da genialidade e do amor que não vê obstáculos. Quando Jane conhece Stephen, percebe que está entrando para uma família que é pelo menos diferente. Com grande sede de conhecimento, os Hawking possuíam o hábito de levar material de leitura para o jantar, ir a óperas e concertos e estimular o brilhantismo em seus filhos entre eles aquele que seria conhecido como um dos maiores gênios da humanidade, Stephen.
A teoria de tudo é um livro biográfico que conta a história de Stephen Hawking, o gênio/homem que é muitas vezes comparado à grandes gênios da ciência, como, por exemplo, Einstein ou Newton, mas também conta a história de como o amor mudou a vida dele. Disso vocês sabiam, mas a própria autora foi a mulher dele durante 25 anos.O livro é narrado por Jane Hawking e nele podemos encontrar o respeito, o amor, o cuidado e as dificuldades que eles tiveram enquanto estavam juntos.


O livro é iniciado a partir do primeiro encontro dos dois. Tudo começou no verão de 1962, Jane Hawking narra com detalhes como conheceu Stephen e logo se sentiu atraída por ele, mesmo ele já tendo suas dificuldades como portador de Ella (esclerose lateral amiotrófica). Gostei muito de saber que ela já conheceu ele desse jeito. Afinal, não foi uma escolha feita por ela já no relacionamento, mas foi algo escolhido antes da relação fluir. Após o primeiro encontro, Jane recebeu um convite para participar do aniversário de 21 anos de Stephen e a partir daí a relação fluiu, namoraram, noivaram, construíram uma vida juntos e, consequentemente, uma família. O amor pareceu pegar Jane e Stephen de jeito e mesmo sabendo da dificuldade que teriam, eles resolveram arriscar.
"Por causa da sua doença, qualquer relação com ele seria, sem dúvidas nenhuma, precária, de curta duração e, provavelmente, de partir o coração. Poderia eu ajudá-lo a realizar-se e encontrar a felicidade, ainda que breve?"
É difícil resenhar um livro que narra fatos, pois não podemos dizer que não gostamos daquilo que o personagem fez e que deveria fazer de outro jeito, pois ele fez, isso é um fato. A única coisa que podemos dizer é que eles não eram perfeitos. Stephen não foi um herói absoluto e as várias reclamações da autora e ex-esposa do físico me fizeram perceber a insegurança dela. Algumas vezes, eu percebi que ela achava o marido incapaz de fazer algo, mas depois vejo que isso é um tanto normal na vida deles. Afinal, ele era uma pessoa com esclerose lateral. É claro que isso não o faz incapaz de nada, mas era só o cuidado que ela tinha com o marido.

Outro ponto de extrema relevância é que o leitor pode acompanhar como a doença agiu na vida dele(s) e como ele(s) enfrentou/enfrentaram todas as dificuldades, desde o namoro até a construção de uma família. 

A história é linda, gente. Eu não gostei muito da Jane. Às vezes, tinha impressão que ela preocupava-se consigo mesma, mas em outras não. Talvez, eu achei isso pelo modo de escrita da autora, que também era a personagem do livro. Jane Hawking poderia ser mais sucinta, ajudaria bastante na leitura e na compreensão. Em relação aos detalhes, também acho que poderia ser menos, pois havia coisas que realmente não achei tão importante. A história é linda e antes de julgar os personagem, lembrem-se de que são pessoas reais. Logo, pessoas não são perfeitas e não pensem que com eles seria diferente. Há imperfeição, mas também há uma linda história de amor.

Pernambucano, blogueiro e bailarino nas horas vagas. Para ficar mais próximos dos livros, escolheu ser revisor textual. Instagram/Twitter: @Jadsongomees

2 Comentários
Comentários

2 comentários

Write comentários
27 de abril de 2015 07:59 delete

também curti muito a história, foi bom conhecer um outro lado e também as dificuldades do casal
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Josiele Lopes
AUTHOR
3 de maio de 2015 17:16 delete Este comentário foi removido pelo autor.
avatar