[Resenha] Ao meu ídolo, com amor - Mariana Pereira

10:21 3 Comments A+ a-

Adquira este livro por apenas R$ 9.99 na Livraria Saraiva: CLIQUE AQUI
Ao meu ídolo, com amor conta a história eletrizante e apaixonante da investigação de um misterioso assassino em série. Bernardo Monteiro é um jovem ator queridinho de todas as meninas do país. Sua vida parecia perfeita, até que, misteriosamente, suas namoradas começam a ser assassinadas. A experiente investigadora de polícia Ana Maria Paviani, que já solucionou casos praticamente impossíveis, tem o desafio de desvendar esse mistério, que parece não ter solução! Essa história envolvente vai abalar as estruturas da vida de Bernardo e Ana Maria, principalmente quando alguém começar a se apaixonar...

“Ao meu ídolo, com amor” fala sobre a estória de Ana Maria Paviani, investigadora policial, e Bernardo Monteiro que é o ator queridinho das adolescentes, uma espécie de Justin Bieber brasileiro. Entre esses dois personagens há uma caso policial. Coincidentemente, todas as namoradas de Bernado Monteiro são assassinadas e o assassino sempre deixa sua marca, ou seja, um bilhete com os dizeres: “Ao meu ídolo, com amor.”

Além deles, também existiam os personagens secundários. São eles: Ian, policial e amigo colorido de Ana Maria, Ágatha, melhor amiga da investigadora, Fernando, diretor/chefe de Bernado, Clara, maior fã do ator, entre outros.

Há 2 anos Ana Maria tenta solucionar o caso Bernado, mas não conseguia sucesso na busca pelo assassino. Ian cria uma estratégia para que ela seja a namorada do ator, mas eles se odeiam e a principio não daria certo. A principio.
“- Bernado é um ogro velho. Se acha a última bolacha do pacote. É arrogante e adora mandar nas pessoas.” 
Com um tempo, eles acabaram tornando-se amigos. Era evidente que sentiam algo que não era somente a amizade e a vontade de solucionar o caso, mas para Ana Maria pensar em algo mais que isso era assustador, pois foi dessa forma que ela perdera seus pais e era óbvio que ela não queria ter nada com alguém, além de uma amizade colorida. Afinal, para ela, sua profissão indicava riscos a quem estivesse ao seu lado. 
“- O amor é apenas uma droga que corrói o coração das pessoas, que mata, que machuca. Quem precisa dessa porcaria?”
No desenrolar da estória, o assassino começou a procurá-la e no lançamento do filme em que Bernado estava atuando, o assassino apareceu para Ana Maria nos dando boas páginas de muita ação. Paro por aqui. Estou evitando spoilers. 

O enredo da estória é muito bom. Só de ler a sinopse, o leitor já fica na expectativa do ler o livro. Acho que a autora poderia ter trabalhado mais os outros personagem, ter se aprofundado no assassino e não somente no relacionamento entre Ana Maria e Bernado, mesmo eles sendo os personagens principais. A linguagem muito simples e fácil de entender. Achei o fim bem viajado. Mas pelo menos nos deixou na dúvida se Ana Maria escolheria ficar com seus pais no outro plano astral ou com Bernado no nosso mundo. A leitura é boa, mas esperava mais aprofundamento por parte da autora. Espera mais ação no livro e mais dúvidas para os leitores se perguntarem quem era o verdadeiro assassino. Acho divertido quando o autor nos faz criar "trocentas" hipóteses. Era isso que eu espera. 

Pernambucano, blogueiro e bailarino nas horas vagas. Para ficar mais próximos dos livros, escolheu ser revisor textual. Instagram/Twitter: @Jadsongomees

3 Comentários
Comentários

3 comentários

Write comentários
20 de março de 2015 09:57 delete

Nossa, gosto muito de casais que se odeiam a principio e depois vão se entendendo, como aconteceu com Ian e Ana Maria. Aliás, alguns dos meus romances preferidos são assim. Também gosto quando a conecção entre os parceiros acontece instantaneamente, mas sinceramente acho inverossil isso!

Nossaaaaaa acho que, ao longo da sua resenha, me apaixonei pela Ana Maria, eu tenho muito haver com ela kkk costumo dizer que "O amor é uma flor roxa que nasce no coração do trouxa." o que casa muito bem com a frase: "O amor é apenas uma droga que corrói o coração das pessoas, que mata, que machuca. Quem precisa dessa porcaria?”. Quem sabe um dia eu encontre alguém que mude essa minhas visão kkk

Que pena que faltou amadurecimento da autora, que o livro deixou de ser policial com ação para ser romance com toques misticos! Mas ainda assim pelos outros elementos da história e pela Ana Maria decidi colocar ele na minha lista!

Ótima resenha, me instigou e acho que tagarelei demais aqui ein kkk #FoiMal



Pandora
O que tem na nossa estante

Reply
avatar
Camila Cruz
AUTHOR
21 de março de 2015 14:19 delete

Eu amo esse livro, é um dos meus favoritos <3 Sua resenha está muito top, vai deixar muitos leitores curiosos porque tipo--> Todo mundo precisa conhecer o Bê :3
Beijosss
http://proximapagina-pp.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Mell Almeida
AUTHOR
23 de dezembro de 2015 09:42 delete

Me apaixonei pela obra.... sensacional li o livro em um dia... é literalmente apaixonante. Parabenizo a autora e recomendo.

Reply
avatar