[Resenha] Olhos nos olhos - Raine Miller

14:30 6 Comments A+ a-

OLHOS_NOS_OLHOS_1394500994P
Brynne e Ethan Blackstone estão de volta! Depois de uma difícil separação, uma calorosa reconciliação e muitos obstáculos transpostos, em Olhos nos olhos Brynne e seu amor têm uma maravilhosa surpresa, mas que parece não ser tão maravilhosa assim. Ambos vêm lutando para esquecer seus passados e seguir a vida, já que ela foi boa o suficiente para os dar um ao outro, porém quem passou por traumas pesados sempre tem seu disparador para um surto e parece que esses dois têm vários disparadores. Ethan ainda está preocupado com a pessoa que vem caçando Brynne e comprometendo sua segurança, além disso, ele precisa lidar com seus próprios demônios sem se abrir para a mulher que ama. Já ela precisa lidar com essa surpresa sem surtar devido ao seu passado. Entre memórias que não vão embora, a força do amor e muitos mistérios esse casal precisa conseguir ficar juntos mais que nunca, mas parece que o stalker da Brynne não vai deixar. No terceiro livro da série O Caso Blackstone o leitor é confrontado com várias informações já conhecidas e que são repetidas o tempo todo para ele, quase como se a autora achasse que estávamos perdendo algum detalhe e quisesse deixar tudo muito claro, porém seu objetivo chegou a deixar o livro um pouco cansativo. Ethan e Brynne começam o livro exatamente onde seu anterior parou, e na narração temos o padrão de primeira pessoa mais capítulos alternados entre ele e ela, o que consegue dar uma maior riqueza de detalhes
ao leitor. Apesar de ter todos esses pontos extras, infelizmente a Raine Miller me desapontou bastante neste livro. Todo mundo aqui sabe que eu adoro essa série, e sinceramente estava esperando MUITO deste terceiro livro, visto que sabia mais ou menos o que iria acontecer e esperava que ela fosse dar muito mais aos leitores do que no final ela terminou mostrando. O fato é que quase nada novo é realmente falado neste livro.
A parte de ir devagar não foi, de jeito nenhum, como combinado. Mas, se realmente fôssemos devagar, duvido muito que agora estivesse nua na mesma cama que ele, numa mansão digna de reis na costa de Somerset, (...) Uma garota tem que aceitar as oportunidades que a vida dá.
O Ethan é um personagem que cativa o leitor, ele é poderoso, rico, bonito e tem uma áurea de mistério que vem desde o primeiro livro. Dizer que esperava que a autora iria focar mais nele neste livro seria um eufemismo, contudo temos mais um livro focado totalmente na Brynne e em sua segurança tão instável. Deixando assim, o passado do Ethan em aberto novamente. O que me surpreendeu mesmo foi que a autora conseguiu passar a carroça na frente dos bois, pois não consigo me imaginar com um homem tão perseguido pelos demônios como o Ethan e ele não compartilhar isso comigo. Querer casar comigo e não me achar digna desse nível de confiança. Isso me frustrou demais, pois eu esperava que finalmente a autora fosse terminar com esse mistério e revelar logo tudo, visto tudo que está acontecendo na trama. Quem acompanha a série, não vai ter surpresa nenhuma com a 'surpresa' que acontece com o Ethan e a Brynne, pois no final de Entrega Total a estória já deixa isso bem aberto e bem claro, para os que entendem mensagens subliminares. Algo que deixou a desejar foi mesmo a repetição de informações velhas durante toda a trama. Os personagens continuam numa maré de mesmice incrível e a estória parece não correr, ela na verdade, parece centrada em apenas um acontecimento o que deixa a leitura um pouco cansativa e frustrante. Outro detalhe que não me agradou muito foi que a autora deu a louca em certo momento do livro para encerrar o assunto 'stalker da Brynne' e deixou muito a desejar neste sentindo. Não me convenceu com relação a isso tudo. Fora que ela ainda matou uma pessoa que sinceramente, não precisava ser morta. Fiquei em choque quando isso ocorreu, mas é a partir deste fato que a leitura se torna mais rápida e mais típica da Raine Miller que estou acostumada.
Sempre me espantava em ver como era fácil carregá-la. Eu sabia por quê. Era porque Brynne sempre levava meu coração com ela, aonde quer que fosse.
Sendo um pouco maior que seus dois livros antecessores, estaria mentindo se dissesse que o livro só tem partes ruins, minha resenha ficou muito crítica, pois esperava muito, muuuuito mais deste livro, mas é claro que o livro é bom e uma leitura obrigatória para quem é fã da série. E outro ponto que é bem visível nesta narração é que não há tantas cenas hot quanto nos dois livros anteriores, o que é bom, pois mostra que a relação da Brynne e do Ethan está começando a evoluir da carnal. No final do livro a autora faz um agradinho ao leitor, e para quem é fã, foi uma delícia!

 Classifico como 3 estrelas, por causa de tudo que numerei acima, mas claro que estou curiosa para o desfecho da série e para o livro da Elaina e do Neil, que parece ter um potencial enorme. Como sempre a diagramação está impecável, com uma boa fonte e a diagramação externa segue as dos livros anteriores com as capas originais.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

6 Comentários
Comentários

6 comentários

Write comentários
2 de agosto de 2014 15:25 delete

oie Ray
odeio quando uma continuação me decepciona. Dá a sensação de que a autora perdeu a mão, e não criou algo instigante como nos livros anteriores.
Tenho vontade de ler essa série, mas diminui a expectativa.
bjos
www.mybooklit.com

Reply
avatar
Flávia
AUTHOR
3 de agosto de 2014 13:53 delete

É realmente ruim quando uma história que gostamos tem uma continuação que deixa muito a desejar né? Isso já aconteceu comigo algumas vezes e é sempre meio decepcionante.

Thoughts-little-princess.blogspot.com (mudei o nome do blog, mas a url continua a mesma por enquanto)

Reply
avatar
Sil
AUTHOR
4 de agosto de 2014 16:20 delete

Eu te entendo. As vezes ficamos tão decepcionados por não suprir as nossas expectativas, que ao escrever a resenha acabamos por passar a impressão que o livro não presta. Já aconteceu isso comigo. Essa é uma serie que não pretendo ler.

Blog Prefácio

Reply
avatar
Luciana Silva
AUTHOR
4 de agosto de 2014 21:08 delete

Me senti assim como você quando li Réquiem, último livro da trilogia Delírio. Esperei demais do livro e o retorno foi pouco. É inevitável criar expectativas para uma série e péssimo quando nos decepcionamos.
Beijoo
Lu
http://sem-spoiler.blogspot.com.br

Reply
avatar
5 de agosto de 2014 22:48 delete

Gostei da resenha Flávia, mas essa série não me despertou interesse, Parece ser o típico mais do mesmo, cheio de clichês. Beijo!

www.newsnessa.com

Reply
avatar
6 de agosto de 2014 18:25 delete

Eu não conhecia essa série, mas ela também não me chamou muito a atenção. E é realmente chato quando a gente vem lendo e gostando de uma série, mas de repente surge um livro que despenca no nosso conceito. Já passei por isso várias vezes, infelizmente essas coisas acontecem de vez em quando.

Beijos,
Livro de Memórias | Fanpage do Blog

Reply
avatar