[Resenha] Desafio - C. J. Redwine

16:30 14 Comments A+ a-


Não foram os homens que destruíram a Terra, mas sim o Maldito. Um terrível monstro descoberto e libertado em uma escavação. Com um formato de dragão sem asas, esse monstro cospe fogo e destrói tudo que vê pela frente. As pessoas foram obrigadas a viver em cidades-estados cercadas do mundo e sob o comando de um único governador. Sob a tirania desse 'Comandante' encontra-se a cidade de Baalboden, cercada de muralhas com moradores aterrorizado por esse brutal homem. Como toda revolução precisa de um ponto de explosão, está ocorre quando Jared Adams, pai de Rachel não volta de uma de suas missões fora das muralhas de Baalboden, e o Comandante o declara morto, passando sua guarda para o aprendiz de seu pai, Logan. Enquanto todos acham que Jared morreu, Rachel precisa acreditar que ele ainda está vivo e que o comandante tem sérios motivos para não querer que ela descubra o motivo do seu pai não ter retornado de sua missão. Por tanto, junto com Logan, Rachel vai fazer de tudo para descobrir os segredos que o Comandante esconde, e livrar Baalboden de sua total tirania.

Uau, esse é um livro que com certeza vai manter muitos leitores loucos, curiosos e animados por mais. Num mundo medieval, no qual a autora não informa exatamente o ano que a estória passa, o leitor é engolfado por ação, aventura, mistério e romance, tudo na medida certa para ser um sucesso. Cheio de personagens marcantes, decisivos e com muita atitude, Desafio, é narrado em primeira pessoa e alterna narrações entre os dois personagens principais, Logan e Rachel. Apesar do ponto de vista ser em primeira pessoa, algo que não dá total domínio ao leitor de tudo que está acontecendo, os dois pontos de vista muito mais que suprem as necessidades do leitor na questão saber o que se passa ao redor. Oposto ao que imaginei, o livro não se trata de um romance que tem um fundo de guerra, mas exatamente o contrário. A Guerra, ação, é muito mais presente na obra que o romance em si. E isso fica muito claro logo nas primeiras páginas, e vai ficando mais e mais claro no decorrer da trama.
" -Rachel? Do que você precisa?
- Vingança. Preciso de vingança."
Os personagens são bem construídos, desenvolvidos e fácil de gostar. Rachel é diferente do que estamos acostumados no mundo literário atual, ela é forte, determinada, não tem medo, luta pelo que quer e muito raramente espera que alguém a salve. Seu pai à ensinou a ser assim, e ela tem orgulho de ser independente. Apesar de ter sido rejeitada por Logan dois anos atrás, ela seguiu a vida
 e não se deixou abater por sua rejeição. A interação dela com o Logan, na verdade é muito pequena nesse primeiro livro, por tanto, o leitor não fica tão convencido do 'amor' do casal facilmente, para mim, isso foi uma das falhas na narrativa do livro. Algo que me deixou em dúvida, visto que, Rachel passa quase o livro todo interagindo com Mikell, um dos soldados do Comandante. Achei e esperei que um romance entre eles se desenvolvesse e se formasse um triangulo amoroso, porém estava errada.
"O vermelho já está entranhado em minha pele. Já penetrou em minhas veias e se tornou parte do que resta de mim. Ele pode esfregar o quanto quiser, mas nunca vai conseguir apagar isso."
Já sobre Logan, não tem como não se apaixonar por ele. Um rapaz tímido, inteligente e cheio de ideias maravilhosas que tem um passado sombrio. A verdade é que a origem de Logan é uma grande incógnita que não é desvendada durante toda a trama desse livro, nos deixando mortos de curiosidade. A mãe dele foi morta pelo comandante por infringir uma das regras dessa nova sociedade, e ele não sabe quem é seu pai. A única coisa que ele sabe é que o Comandante o odeia com todas as forças. Muitos outros personagens desempenham papel de grande importância no livro, como por exemplo, Oliver, um senhor que faz as vezes de avô da Rachel. A autora tem, C. J. Rewine tem um domínio sobre a estória que chega a ser assustador para o leitor, e ela, como a maioria dos autores, tem uma mão solta para matar personagens, por tanto um aviso vale a pena ser dito: 'não se apega demais'. Essa é apenas um dos detalhes que faz com que o leitor não queira largar o livro, já que, é impossível, prever o que ela fará em seguida. Ao mesmo tempo que é assustador, é instigante.
"- As coisas precisam mudar. Alguém precisa liderar a mudança. Achamos que será você."
O desfecho do livro deixa em aberto várias questões a serem resolvidas no próximo volume. O que o leitor percebe até o final do livro é que este foi apenas uma introdução em tudo que está por vir, foi uma apresentação dessa sociedade, para que seja compreendido que essas cidades-estados travam uma luta entre si e que na verdade ninguém está seguro. Classifiquei o livro com 4,4 estrelas, por ter me irritado um pouco com as atitudes da Rachel nas últimas páginas do livro e por deixar MUITAS incógnitas para o leitor sem que nenhuma pergunta fosse respondida. Apesar da curiosidade sobre o próximo volume, não tenho a mínima ideia do que a autora fará com a estória, pois como falei, ela tem atitudes extremas e não tem medo de ousar.

A diagramação do livro está boa, porém a fonte interna ficou um pouco pequena, nada que atrapalhe, ao menos para mim. Talvez algumas pessoas tenha certa dificuldade. A capa ficou muito, muito bonita, mas o nome 'Desafio' tem um detalhe em prateado que saí com muita facilidade durante o manuseio. Alguns erros de digitação também foram detectados, mas a não ser isso, o livro está muito bom.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

14 Comentários
Comentários

14 comentários

Write comentários
5 de julho de 2014 20:52 delete

Oi Ray,
Já tinha um forte interesse pelo livro, só pela capa. Agora após ler sua resenha cheia de elogios sobre a obra me vejo com vontade a mil de ler o mesmo.
Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

Reply
avatar
6 de julho de 2014 08:24 delete

Oi Ray, sou novo aqui nop blog.

So de olhar para capa do livro, ja sei que vai ser uma boa leitura, e lendo suas resenha então com todos esses elogios, ai que a vontade aumenta ainda mais. Boa dica!

Mixacao | Um blog teen para quem pensa mix.

Reply
avatar
6 de julho de 2014 12:00 delete

Gosto de fantasias medievais, gosto de aventuras e de protagonistas fortes, de forma que corro o sério risco de ler esse livro. Só fico com medo pela mão leve da autora para matar personagens, já sofro tanto com "As crônicas do Gelo e Fogo" que nem sei se consigo sofrer mais.

Pandora.

Reply
avatar
Flávia
AUTHOR
6 de julho de 2014 13:54 delete

Concordo a capa é bonita, e pelo que você descreveu na resenha essa parece ser o tipo de estória que me agradaria.

Thoughts-little-princess.blogspot.com

Reply
avatar
Agathangel
AUTHOR
6 de julho de 2014 14:37 delete

Não conhecia esse livro, mas é do estilo que gosto, fantasia e com personagens fortes, adoro muito isso e agora fiquei louca para ler tb... E que capa linda!!!

Pri ;*
closettgarden.blogspot.com.br

Reply
avatar
6 de julho de 2014 14:38 delete

Nossa! Diferente esse livro, assim, nunca tinha ouvido falar de nenhum que parecesse com ele. Adorei sua resenha porque explicitou um clima de Idade Média, fantasia. O único problema é que tem cara de que muita gente morre e eu sou maravilhosa na questão "me apegar a personagens". Mas vou procurar saber desse livro. Mas eu tenho sério problema de apagar as inscrições prateadas de livros por causa do suor, então, e-book!

Beijinhos, Um Blog Qualquer

Reply
avatar
6 de julho de 2014 15:33 delete

Também gosto de histórias que se passam na era medieval, cheio de perigo, paixões, desafios etc. Dá um ritmo alucinante para a história, se o autor souber desenvolver bem. Achei interessante.

Beijos,
Cenas do meu livro de memórias | Fanpage do Blog

Reply
avatar
Kel Araujo
AUTHOR
6 de julho de 2014 15:40 delete

Esse é um desses livros que eu simplesmente não dava nada. Não curti mt a sinopse e tal mas sua resenha me animou. O livro parece ser bem original e se tem personagens marcantes, isso é meio caminho andado para mim =P.

beijos
Kel
www.porumaboaleitura.com.br

Reply
avatar
6 de julho de 2014 17:57 delete

Olá =).
Estou com esse livro aqui pra ler. A capa é linda e a história parece ser bacana.
Beijos.

memorias-de-leitura.blogspot.com

Reply
avatar
6 de julho de 2014 18:59 delete

Não estava muito interessada em Desafio, mas depois da sua resenha quero largar tudo para ler ele o mais rápido possível! Por tudo o que você disse sinto que não tem como não gostar da estória! Espero poder ler em breve.
Beijos,
http://rehabliteraria.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Larissa
AUTHOR
7 de julho de 2014 00:37 delete

Estava com esse livro aqui e apesar da vontade de o ler, não estava colocando muita fé nele não, ao menos não até agora. Acho que terminando a leitura atual, será o próximo na fila *-* kkkkkk adorei a resenha e já vi que esperarei um romance mesmo sabendo que nesse livro ele não vai surgir e como falou que a Rachel é bem diferente, sinto que vou gostar dela, mas vou acalmar minhas expectativas rs

Beijos,
Larissa♥

- Vitamina de Pimenta -

Reply
avatar
Ivana Montiel
AUTHOR
9 de julho de 2014 14:00 delete

Oi Ray
Nossa, a capa desse livro é simplesmente maravilhosa e sabe que eu achava que ele era meio sobre sobrenatural, nen ideia de que era mais pra distopia. Que bom que vc curtiu. pena que tem que ficar esperando lançar a continuação pra saber o que a gente gostaria de saber já né, fazer o que
Curti a resenha !

Beijos
Ivana
http://omundinhoderebecca.blogspot.com.br

Reply
avatar
10 de julho de 2014 23:04 delete

A Rachel também me irritou muito!!! Mas apesar disso, foi um livro que eu adorei, cheio de ação como você disse e não tão focado no romance. To empolgada com a continuação e espero que a NC não demore para lançar por aqui.

*Logan é amor!!

Bjs, @dnisin
www.seja-cult.com

Reply
avatar
11 de setembro de 2014 20:22 delete

Oi, Ray :) Sou o tradutor do livro Desafio, e curti bastante a sua resenha. Acho muito interessante isso que você detectou sobre o Desafio ser um livro de ação com um romance de fundo (e não o contrário). E também achei que a autora optou por não se aprofundar muito em determinados aspectos neste volume, deixando algumas pontas soltas para ter material suficiente para os próximos livros. Parabéns pelo blog e sucesso :)

Abraços,

Ivar P. Junior -- http://www.ivar.net.br

Reply
avatar