[Resenha] O Feitiço Azul - Richelle Mead

14:30 15 Comments A+ a-

Sidney, Adrian e sua trupe estão de volta. Em O Feitiço Azul, mais que tudo, a alquimista Sidney precisa combater a forte atração que Adrian exerce sobre ela. Além disso, ela vai ter que lidar com uma bruxa que anda a solta roubando a juventude e os poderes de algumas meninas que têm inclinação para a magia. Junto ao Adrian e aos seus companheiros ela ainda precisa descobrir se um grupo louco que caça vampiros está unido aos alquimistas e o que este grupo quer procurando uma 'moroi muito importante que está desaparecida', vulgo Jill. Com a pressão da Sra. Terwillinger, sua professora de história na escola preparatória de Amberwood, para que ela domine cada vez mais rápido sua força para conjurar feitiços, Sidney pode descobrir segredos do seu mundo que vão muito além da superfície rasa a qual ela teve acesso todos estes anos.
" - Mas cada vez que você usa o espírito, tem mais chances de ficar louco.
- Já sou louco por você, Sage."
Simplesmente sem palavras para começar está resenha que não seja: F*da! O Lírio Dourado, livro antecessor a este, já tinha me deixado empolgadíssima com esta série, que diga-se de passagem eu nem queria ler. Mas O Feitiço Azul...é simplesmente perfeito. Vários dos questionamentos que o leitor vem tendo desde o começo da série começam a ser respondidos aqui. O grupo de
 alquimistas passa a ser mais um mistério que algo muito simples, o leitor começa a entender que não são apenas humanos tentando proteger outros humanos. Há toda uma trama de mentiras, enganações e segredos por trás deste grupo. Sidney se destacou infinitamente, se eu já a achava uma das mocinhas para serem marcadas como independentes, aqui a Richelle Mead mostrou que seus personagens são todos muito bem construídos, sem brecha alguma, mas que melhorar é sempre possível.
"- Bem, pense que quiser. Mas saiba que, por mais que as coisas pareçam normais entre a gente eu ainda estarei aqui, apaixonado por você, e eu vou me importar mais com você do que qualquer outro cara, seja ele maligno ou não."
O maior mistério dentro deste livro é a razão da Sidney poder conjurar feitiços, o que ainda não sabemos ao certo. Os personagens secundários: Jill, Eddie e Angeline passam a não ter tanto destaque, e este se vira totalmente para a Sra. Terwillinger, que é simplesmente uma incognita para todo mundo. De dia professora, a noite bruxa, é mais ou menos isso que o leitor conhece dela. Apesar de conhecer apenas isto, a estória dela vai sendo desenvolvida em O Feitiço Azul, e pelo menos, parte de sua vida vai sendo explicada e a razão pela qual ela vem investindo em Sidney desde que a encontrou. Adrian já é algo a parte, pois se você já o amava até aqui, após este livro tudo vira um divisor de águas, e todas pendem para a correteza dele! Nunca imaginei que iria dizer isto, mas o Adrian apaixonado é fofo. 

Quem leu o segundo livro sabe o que aconteceu no final, e quis morrer, porém acalmem os seus corações, pois temos toda uma reviravolta aqui. Outro fato que vale salientar aqui é que apesar de envolver o mundo Moroi, o leitor começa a ter maior noção de que o foco dessa série não é o mundo deles, mas sim o dos alquimistas. Por estar envolvida com tantos moroi, dampiros e afins, leva o leitor a acreditar que tudo é sobre o universo vampiro, mas não é! Richelle Mead cortou todas as dúvidas do leitor acerca disto nest elivro, pois aqui todos os holofotes se viram para os Alquimistas, seu modo de viver, comemorações, segredos e tudo mais. Temos uma provinha que nada é perfeito e que a vida da Sidney está por um fio de ser totalmente mudada e questionada. Com certeza, é o livro das reviravoltas e das descobertas. Pelo menos até aqui.
"Bem, eu sentia falta dele. Antes daquele desastre, eramos amigos e passávamos muito tempo juntos. Tinha me acostumado com o sorriso sarcástico dele e com as piadas que sempre fazíamos com o outro."
Se você gostou de Vampire Academy, você simplesmente vai amar Bloodlines. A escrita da Richelle Mead parece que melhora com o tempo, a sua propriedade dos personagens nessa série é muito maior que nos de VA. E é incrível ver como ela consegue mesclar e misturar esses dois universos, como ela consegue tecer tramas que você não identifica o ponto chave e passa a achar que no final tudo vai dar errado e que ela vai, finalmente pecar em algum ponto. Aí, ela vem, resolve tudo com coisas simples e deixa o leitor mais instigado do que nunca para continuar a leitura. Porém nada, nem ninguém, consegue terminar um livro tão bem como Richelle Mead. E eu acho que nem preciso dizer que estou morrendo pelo quarto livro, né mesmo?

Desde a capa até a diagramação interna, é a perfeição em forma de livro. A lombada dessa série, com certeza, é a mais bonita de toda a minha estante. Conteúdo, beleza e qualidade, estes livros são a prova de que é possível encontrar tudo isso dentro de uma unica série. Cinco estrelas sem nem pensar.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

15 Comentários
Comentários

15 comentários

Write comentários
8 de junho de 2014 13:00 delete

Oiee Ray tudo bem?? :D
Menina vc me deixou muito curiosa huashusahusahuas nunca tinha visto esse livro mas me parece o estilo que eu gosto, com suspense e fantasia! O importante em uma série na minha opinião, e a história continuar boa ao longo dos livros, o que às vezes infelizmente a escritora ñ consegue fazer. Mas vejo que essa série conseguiu isso e muito bem!
Estou seguindo aqui seu blog, achei super fofo! adoro rosa kkkkk
Bjinhos
/closettgarden.blogspot.com.br

Reply
avatar
Alan Calvin
AUTHOR
8 de junho de 2014 13:08 delete

Primeira vez que vejo esse livro, mas por suas características, o livro mostra ser bem atrativo.

http://www.fluxoperfeito.tk/

Reply
avatar
Flávia
AUTHOR
8 de junho de 2014 14:20 delete

Depois dessa resenha acho que vou procurar os primeiros livros dessa série para ler, fiquei bem curiosa.

thoughts-little-princess.blogspot.com

Reply
avatar
Gabriela
AUTHOR
8 de junho de 2014 18:28 delete

Oi, obrigada por visitar meu blog e comentar. Ótimo texto, porém não gosto muito desse estilo de livro. Se pudesse me seguir ;)

umaoverdoseliteraria.blogspot.com

Reply
avatar
Mari Alves
AUTHOR
8 de junho de 2014 19:35 delete

Adorei a resenha, nunca tinha ouvido falar dessa série, sem dúvida vou procurar.

bombrildoce.blogspot.com

Reply
avatar
TOM MORAIS
AUTHOR
8 de junho de 2014 21:50 delete

Conheço muito pouco da série, mas ela me dá um pouco de curiosidade. Gostei da sua resenha, um dia talvez, eu leia.
cronicasdeumlunatico.blogspot.com

Reply
avatar
9 de junho de 2014 00:19 delete

Enquanto todo mundo se derrete em elogios para Richelle eu ainda não li nenhum livro dela. Preciso corrigir isso urgentemente, né? Adoro quando autores conseguem criar essas reviravoltas no final do livro e deixar o leitor roendo as unhas esperando pelo próximo.
Beijos
alemdacontracapa.blogspot.com

Reply
avatar
10 de junho de 2014 15:31 delete

Tenho muita curiosidade para ler essa trilogia. não li academia de vampiros, mas gostei do filme. Tenho um dúvida se eu preciso ler AV, para saber o que acontece nessa nova trilogia. :B

abraços,
muchachoonline.blogspot.com

Reply
avatar
10 de junho de 2014 17:18 delete Este comentário foi removido pelo autor.
avatar
10 de junho de 2014 17:19 delete

Oie! Quero muito ler esta segunda " série" mas pretendo terminar antes AdV ^^ Eu acho as capas lindissimas e acredito eu que a Richelle tem se consolidado cada vez mais com o mundo que criou!

Beijos Joi Cardoso
Estante Diagonal

Reply
avatar
Agathangel
AUTHOR
10 de junho de 2014 18:50 delete

Eu conheço a Richelle Mead da série de Academia de Vampiros e adoro, só que agora fiquei com muita vontade de ler esse outro livro e vc afirmando que a escrita dela melhorou, já me empolgou tb hehehe

Pri ;*
http://closettgarden.blogspot.com.br/

Reply
avatar
10 de junho de 2014 21:36 delete

Sou suspeita para falar de Bloodlines por que sou muito apaixonada pela série. Eu tinha um certo receio de começar a ler essa série por que depois de ler VA fiquei com aquela sensação que nenhuma história da autora conseguiria ser tão boa quanto. Mas a saudade dos personagens foi mais forte e acabei começando a ler BL. Foi a melhor decisão que tomei, a história é bem mais divertida, instigante e os personagens mais carismáticos do que os de VA (mesmo amando VA!). Recomendo demais a leitura dessa série, mas acho que para compreender melhor o mundo de Bloodlines é necessário ler VA antes, pois a trama começa basicamente onde VA termina.
Excelente resenha Ray, como sempre!
Beijão

Reply
avatar
10 de junho de 2014 23:05 delete

Com toda a sinceridade não me interesso muito por essa série. kkkk Mas enfim, fico feliz que tenha curtido.
Beijos!
Monólogo de Julieta.

Reply
avatar
11 de junho de 2014 21:14 delete

Oie
li o primeiro livro e achei bem mediano, até desanimei em ler o restante. Li a resenha por alto com medo de pegar spoiler, mas só os elogios do inicio me deixaram arrependida por não ter dado continuidade à série.
Bjos
www.mybooklit.com

Reply
avatar
Anne Caroline
AUTHOR
12 de junho de 2014 09:22 delete

Minha amiga adoraaaaa Richelle rsrs
Eu tenho muita curiosidade, pois só tenho lido coisas positivas. Infelizmente ainda está longe na minha lista de prioridades, mas adorei a resenha.

Bjs!
Viciados Pela Leitura

Reply
avatar