[Resenha] Segredos na Escuridão - Sadie Matthews

19:24 6 Comments A+ a-


Agora vai! O primeiro livro dessa série, para mim, foi quase um martirio ser concluído e quando eu terminei, não queria ver nem tão cedo a sua continuação. Como não pude adiar mais, finalmente, resolvi continuar a série para ver no que dava, e né que o negócio melhorou? Enquanto no primeiro livro vemos uma estória totalmente focada nos mocinhos Dominic e Beth, no segundo livro da trilogia a autora inseriu personagens secundários, que de secundários não tem nada. Dominic foi embora após se desentender com Beth falando que iria voltar, apenas precisava resolver sua vida e seus pensamentos conflitantes. Porém o tempo passou, na verdade, 6 semanas passaram, e apesar da Beth estar arrasada a vida continua. Agora, ela divide um apartamento bem humilde com sua amiga de faculdade Laura, e trabalha para o Mark. Deixe-me ressaltar que a Beth trabalha para o Mark, pois é exatamente por esse trabalho que todo o cenário dessa estória muda, e graças a Deus, para melhor.

Enquanto Beth espera, e espera por Dominic, Mark precisa fazer uma viagem a França, afim de saber mais sobre uma nova obra de arte que seu cliente deseja comprar. Logo, sua ajudante, Beth, também vai. Entretanto, Beth não esperava que esse cliente de Mark fosse justamente o chefe de seu amado, aquele que 'teoricamente' a separou dele, Andrei Dubrovisk. Vamos abrir aspas aqui para falar sobre o Andrei: melhor personagem da trilogia. O cara, é lindo, rico, tem umas tiradas ótimas e sabe o que quer. Ele não deixa nada pela metade, forte e já falei que ele é super inteligente? Pois é, caros leitores, essa  blogueira se apaixonou pelo que parece, ser o vilão da estória. Andrei, logo se interessa pela Beth, que sinceramente, continua sendo uma tapada, egocêntrica, que faz besteira, mas não aceita que os outros também façam. O leitor logo se vê enredado por uma trama onde o Andrei se torna um personagem muito mais cativante, forte e apaixonante que a Beth e o Dominic.
"Meu Dominic. Sua escuridão não é tão sombria assim. Ele pode ter fantasias de dominação, mas é gentil, amoroso e compreensivo."
O que notei no Dominic nesse livro foi que ele deixou muito a desejar como Dominador. Na verdade o temperamento dele está mais para submisso que para dominante. Ele fica totalmente a merce da Beth, que como falei, é egoísta de carteirinha, e termina se perdendo na trama. A verdade é que, esse livro é salvo pelo Andrei e Anna, que apesar dos pesares é uma personagem forte. Anna é colega de trabalho de Dominic e tem um caso, muito louco, com o Andrei. O leitor vai descobrindo que esse caso, é literalmente, muito louco. Toda a trama do livro gira em torno de um acontecimento muito pequeno, mas que conseguiu sustentar a estória até a última página. Tal como confundir o leitor, que se questiono, ao ponto de ser irritante, quando tudo vai ser resolvido. Talvez por essa curiosidade, eu tenha terminado o livro tão rapidamente e achado a trama bem superior a do primeiro livro.
" - Mas, eu não me sinto atraída por você.
- Ah, sim, você se sente. Você pode pensar que não, mas você está. E acredite em mim... quando fizermos amor, vai ser explosivo."
Se eu achei Beth uma personagem legalzinha no livro anterior, aqui ela dá um show de como ser chata. Nossa senhora. Ela é indecisa, diz que ama o Dominic, mas no fundo, sempre fica balançada pelo Andrei, e ainda acha ruim que ele entenda os sinais dela e cai matando. Uma das partes que mais amei no livro todo, foram as citações de artes e descrições dos locais para os quais a Beth termina viajando. Pelo livro ser narrado por ela, terminamos ficando saturados com a sua chatice, mas suas discrições sobre as obras de arte são estarrecedoras. A autora consegue mergulhar o leitor no mundo de grandes pintores. A descrição das paisagens da Croacia e França, que são os locais para onde ela viaja, são perfeitas, parece que quem lê está lá, do lado deles vivendo a estória, compartilhando o momento.
" - Todos nós precisamos de amor, não importa quanto dinheiro temos."
Andrei passou a ser meu personagem favorito da estória e o Dominic passou a ser um fraco, a Beth pode sumir da jogada, que eu fico com o Andrei. Posso resumir assim minha experiência com esse livro. Ok, ok. Agora falando sério: dei 4 estrelas para ele, uma a mais que o livro anterior, porque a autora soube conduzir bem a trama e desfocou dos personagens principais, dando mais espaço para o desenvolvimento de outras estórias. As cenas de sexo ainda são muito descritivas e recheiam o livro, ou seja, faz jus ao título de livro erótico. Estou muito mais animada para ler a continuação desse, que estava. Espero que a autora saiba encerrar bem a trilogia e faça a Beth ser menos chata. E por favor, que o Dominic encontre um pouco mais de personalidade dentro de si mesmo.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

6 Comentários
Comentários

6 comentários

Write comentários
Luiza
AUTHOR
9 de março de 2014 04:46 delete

Interessante, primeira resenha que leio sobre o livro ;)
Bjs
http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Carol Vargas
AUTHOR
9 de março de 2014 18:34 delete

Lembro q vc não tinha gostado do livro anterior. ate desanimei, mais agora fiquei animada denovo com esse andrei.

Reply
avatar
Laura
AUTHOR
9 de março de 2014 18:36 delete

fico super feliz quando você atualiza o blog direitinho. Estou amando. Anotando todas as suas dicas, e juntando dinheiro.

Reply
avatar
Carla Moura
AUTHOR
9 de março de 2014 18:37 delete

As cenas eróticas são boas?

Reply
avatar
Prih
AUTHOR
9 de março de 2014 18:38 delete

Terminei de ler essa trilogia, gostei mas nao foi nada demais

Reply
avatar
18 de maio de 2015 19:43 delete

Nossaaaaa.... eu li o primeiro livro e abandonei esse segundo na metade. Simplesmente para não descobrir com quem Beth foi para cama na tal festa. Que pessoa mais louca, personagem totalmente disfuncional.

http://penteadeiradaqueli.com.br

Reply
avatar