[Resenha] Paixão Sem Limites - Abbi Glines

15:39 8 Comments A+ a-



Posso começar dizendo apenas uma coisa: Não deixe de ler esse livro! Poderia também afirmar apenas isso, porque o livro é tão legal, que tenho certeza que apenas isso iria funcionar, porém sou uma pessoa muito argumentativa, e não vou terminar essa resenha sem te convencer de que ler este livro vai ser bom! Então, também apresentar a estória. Blaire Wynn é uma típica garota tímida e solitária que acabou de perder sua mãe para um câncer que consumiu o últimos três anos de sua vida. Quando Blaire se vê sem mãe, casa e emprego ela pede ajuda a última pessoa que deseja, seu pai, que a 'acolhe' em sua casa. Ao chegar em sua nova residência Blaire percebe que há algo de errado, pois seu pai está viajando com sua nova esposa e seu irmão postiço na verdade é o maior mala. Mas, ele também é lindo! Além de lindo, sexy e maravilhoso, Rush Finlay é filho de um astro do Rock que sempre teve tudo que quis, até conhecer Blaire.
"- Porque agora que prove não vou querer dividir. Isto aqui não é só diversão. Acho que estou ficando viciado."
O casal do livro é bastante clichê, e eu até poderia afirmar, banal, mas o enredo tem algo que te prende de tal forma que você não consegue ir ao banheiro sem querer ler o livro com você. Eu não sosseguei até que finalizei tudo, e ainda devorei o primeiro capítulo do próximo livro, coisa que eu NUNCA faço. Apesar de, como falei, o livro ter uma estória muito boba, os personagens são cativantes. Nas primeiras
 páginas do livro, notamos que a Blaire não é o tipo de mocinha que fica calada se remoendo por dentro achando que deve guardar segredo de tudo. Ela fala mesmo, é desbocada mesmo, no bom sentindo, e não guarda nada. E o legal, é que ela faz isso mostrando que não vai fazer ela ser menos orgulhosa de si mesma, ou algo assim. Ela sabe quem é e tem total propriedade disso, por tanto, ela não tem medo de falar o que pensa.
"- Ué, Rush, pensei que você não ficasse abraçadinho.
- Não ficava, mesmo. Só com você, Blaire. É a minha exceção."
Blaire é diferente das personagens que costumamos encontrar nos livros, parafraseando o Rush, ela pega o que a vida a oferece e dá o melhor, independente do que tenha recebido anteriormente. Ela é batalhadora, esforçada e quase nunca dá uma de mulherzinha. Pra falar bem a verdade, me afeiçoei a ela por reconhecer nela, muitas características minhas. Enquanto a Blaire é totalmente inocente, o Rush é totalmente galinha, o que é mais um clichê. Ele pega geral, come geral mesmo. Entretanto, ele é um daqueles personagens que está gritando internamente para ser resgatado dessa vida desregrada e cheia de vazio. Ele só não esperava que alguém fosse ouvir seus pensamentos e o resgatasse. Muito menos que essa pessoa fosse a filha do Abe.
"- Eu avisei ontem a noite quando você chegou implorando e tirando a roupa... A única coisa que iria acontecer seria uma noite de sexo. Só isso."
Vamos comentar o que todos querem ultimamente: cenas hot! Nossa senhora das calcinhas molhadas, o que é o Rush? Aquelas coisas safadas que ele fica falando, meu Deus. As cenas de sexo são muito bem escritas, a autora conseguiu passar toda a inocência da Blaire e toda a safadeza do Rush apenas com algumas palavras ou gestos. Claro que, estão longe de ser um pornozão, mas acho que atinge muito bem a categoria de New Adult. Tem sexo na medida certa, quente, sexy, sem ser excessivamente vulgar, algo que é raro hoje em dia.

Acho que o que segura mesmo o enredo do livro é o grande segredo que ronda Nan, a irmã de Rush, e Blaire, que parece ser a única pessoa daquela cidade que não sabe o que aconteceu em seu passado que assusta todo mundo. Particularmente achei o segredo bastante bobo. E ai, é onde está a beleza de tudo, porque a autora conseguiu pegar algo muito pequeno, e bastante trivial e transformou em algo que segurou a trama de um livro todo. Alias, de toda uma trilogia, pois tudo que se sucede nos próximos livros, ainda vai estar diretamente ligado aos acontecimentos deste primeiro volume. Um adicional em todo o transcorrer do livro, é que apesar do romance ser basicamente centrado no casal principal, os personagens secundários também têm seus momentos de fama. Um personagem que eu daria tudo para ler a estória é o Grant. Ele é um 'ex-irmão' do Rush. Ele simplesmente é filho de um dos ex-maridos da mãe de Rush, e eles são amigos inseparáveis. Esse personagem tem uma veia cômica maravilhosa, renderia um bom livro!
"Aquilo parecia certo. Bem lá no fundo, eu sabia que ele devia ser o cara a me ensinar as coisas da vida, mesmo que no final acabasse partindo meu coração."
Ainda falando de personagens secundários, Bethy, que se torna a melhor amiga de Blaire, também me cativou. O jeito louco dela de ser me lembrou algumas amigas, então não me julgue, porque com certeza, você também tem alguma amiga louca. Chegamos a mais um ponto que gostaria de frisar nesta resenha: a capacidade da autora de criar personagens que você sempre vai ter um parâmetro para comparar. Os dois exemplos que citei anteriormente é apenas o começo. No livro existem vários outros que, eu tenho certeza, se você o ler, irá achar rapidinho alguém para comparar.

O livro é uma leitura leve, que dependendo da pessoa, será concluída em um dia. É aquele enredo fofinho, cativante, que te prende do início ao fim, e quando este chega, o desespero bate, e a curiosidade fica mais e mais aguçada, porque sim, a autora foi bastante malvada com o final. Eu estou irremediavelmente apaixonada por essa estória, porque é uma daquelas coisas que quando você está em um ritmo muito acelerado de leitura, te traz um prazer imenso. Apenas sentar, relaxar e curtir um amor que te faz suspirar. Haja suspiros pra essa série! Dou cinco estrelas para ele, desejando poder dar bem mais.

Outras Quotes:



Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

8 Comentários
Comentários

8 comentários

Write comentários
1 de fevereiro de 2014 16:41 delete

A paixão que eles vivem é bem sensual e deliciosa, a narrativa prende de tal forma, que a gente nem chega a piscar. O final do livro me deixou arrepiada, louca para saber o que vai acontecer, agora é esperar pelos demais livros.

Beijos
http://pocketlibro.blogspot.com

Reply
avatar
1 de fevereiro de 2014 21:55 delete

Sinceramente não estou gostando muito de coisas clichês, mas você me empolgou quando disse que pode ser uma leitura concluída em um dia. É bom quando gostamos também de personagens secundárias, né? Eu adorei esse marcador selecionador de Quotes.
Bloody Kisses
Monólogo de Julieta

Reply
avatar
2 de fevereiro de 2014 11:06 delete

Olá Ray!
Já li esse livro e simplesmente me apaixonei! O segundo é tão bom quanto <3
Amei os quotes que você escolheu!
Ótima resenha.
Beijos,
Ana M.
http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Luara Cardoso
AUTHOR
2 de fevereiro de 2014 20:47 delete

Estou precisando de um livro assim, bem levinho, para ler em um dia ou menos. Vi algumas pessoas que não gostaram tanto desse livro, o que me deixou receosa. Mas agora estou mais tranquila em relação a ele. :)

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Reply
avatar
3 de fevereiro de 2014 15:18 delete

Completamente apaixonada por Rush e Blaire.
Ansiosa pra reler Paixão sem limites, é uma das minhas séries queridinhas rs.
Adorei os quotes (odeio resenha sem quotes!) e sua resenha ficou ótima! :)
Resenha #132 - De Repente, O Destino - Wild Ride To Love - Livro 01 - Susan Fox.
Confere lá!
Manuscrito de Cabeceira
Bjs.

Reply
avatar
erika
AUTHOR
3 de fevereiro de 2014 20:48 delete

Ola, primeira vez aqui no blog!
Eu sinceramente acho que em se tratando de romance, é impossível não ser clichê hoje em dia, o que não podemos é impedir que isso nos impeça de dar chance a um bom romance, que as vezes pode ser mais envolvente do que algo original!
Minha opniao sobre o livro não mudou, acho a historia, mesmo sendo muito banalizada, bastante atrativa!
amei sua resenha, parabéns pelo texto!
seguindo...bjs

thereasonwebnovela.blogspot.com.br

Reply
avatar
Mariana Gomes
AUTHOR
5 de fevereiro de 2014 17:17 delete

Apesar de ser clichê e ser um romance, eu tenho muita vontade de ler esse livro. Parece ser tão sexy hahaha
E quando você falou que os personagens são cativantes, isso aumentou minha vontade de ler, pois é o que impulsiona a leitura. Preciso dele aqui na minha estante!

Beijos,
biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

Reply
avatar
6 de fevereiro de 2014 22:50 delete

Era o que eu tava comentando com você, por mais clichê que esse livro seja, ele me pegou de um jeito que eu não conseguia parar de ler. Amei e não vejo a hora de ter o segundo em mãos.

Bjs, @dnisin
www.seja-cult.com

Reply
avatar