Resenha: Chamas na Escuridão - Sadie Matthews

14:18 4 Comments A+ a-


Romance erótico | 384 páginas | Editora Companhia Nacional | Classificação: 3/5 | Ofertas
Então, depois de muito tempo com essa trilogia, eu finalmente comecei a lê-la. O primeiro livro, Chamas na Escuridão, nos apresenta os personagens Beth e Dominic em uma trama que, sinceramente, mostra-se pouco original e bastante repetitiva. Tudo atualmente é BDSM em romances eróticos, portanto aqui não poderia ser diferente. 

Beth é uma mulher que viveu toda a adolescência enrolada em um relacionamento com Adam, e, mesmo quando estava na Universidade, ela só pensava em voltar pra sua cidadezinha e viver feliz para sempre com ele. Apesar do seu sonho de "felizes para sempre", Beth sempre quis aventura, sempre quis algo a mais, mas estava satisfeita em abrir mão de tudo isso por uma vida confortável ao lado do homem que ela ama. Tudo muito lindo, entretanto Adam a traí, e ela se vê alvo de piedade de todos na cidade, onde trabalha em um pequeno café, até que Célia, a madrinha de seu pai, requisita sua ajuda para tomar conta de seu gato, De Havilland, enquanto ela viaja. Desejando mais que tudo fugir dali, ela embarca em um trem com destino a Londres, e lá ela descobre outros Tons de Cinza.

"- É difícil entender por que algo como o que acabamos de ter não é o bastante para você. Você quer mais. Quer aquele mundo estranho que a Vanessa lhe mostrou."

A história do Dominic e da Beth é bem simples: no apartamento de Célia, existe uma parede totalmente de vidro que dá de frente para um outro apartamento, e é lá que vive o misterioso Dominic. As noites de Beth se resumem a espionar o vizinho da frente e rezar para ele não fechar as cortinas, até que eles se encontram e uma química inexplicável acontece. Não pude evitar a brincadeirinha e comparação, pois, veja bem, sem tirar nem por, Chamas na Escuridão é basicamente a mesma coisa que 50 Tons de Cinza, e não, eu não quero dizer que um seja melhor que o outro, apenas são iguais. 

Beth é uma personagem que deixa menos a desejar que a Ana, porém, no sentido de personalidade, Beth saí um pouquinho na frente, afinal ela realmente dá um basta ao Adam. Voltemos ao casal: após ter o melhor sexo de sua vida com Dominic, Beth decide o quer, mas ele não pode a querer, porque seu universo é muito sombrio, e ela é muito inocente para que ele a traga para algo assim. Pois é, mais um daqueles pontos em comum com 50 Tons, porque Beth simplesmente não aceita o não como resposta!

"Amor, minha cara. Muitas pessoas preferem fugir do amor. Acabam optando por algo mais fácil. menos desgastante, menos perigoso. Porque, como Shakespeare observou, encantos violentos acabam de forma violenta."

O.K., parei as comparações, e, agora, começo falando o que realmente achei. Dominic é um personagem não tão misterioso quanto todos acham, ele tem um lado dominante bem estranho, pois às vezes esse lado sai de controle e, ele fica louco de verdade. Beth é uma mocinha bem inteligente, estudou História da Arte e os diálogos que ela tem sobre isso são bem interessantes e sagazes. O livro é totalmente centrado no casal, com algumas exceções, como quando aparece uma amiga do Dominic e o chefe da Beth, além disso nada acontece com personagens secundários, que, por sinal, são pouquíssimos. 

O livro é narrado em primeira pessoa pela protagonista, que, talvez, por ser formada em História da Arte, tem um olhar bem descritivo e realista do que a cerca. A autora foi muito feliz nas passagens que narra a arquitetura e pontos turísticos de Londres, conseguindo mostrar ao leitor um pouco da rotina londrina e até do clima. 

"- Fico feliz que tenha gostado. É tudo para você. Este lugar é nossas para fazer o que quisermos aqui. E amanhã a coisa vai começar a ficar séria."

Algo que gostaria de ressaltar durante o desenvolver da trama é o jogo de cintura da autora para explicar o universo BDSM, pois ela explica muito bem, ela desenrola muito bem o assunto, e o leitor não se sente perdido como em outros livros que tem BDSM. Ela deixa muito claro o que é, como faz e tudo o mais. Essa parte do livro é simplesmente impecável, nada do que reclamar.

O que eu realmente gostei foi o final do livro, que apesar de ter suas semelhanças com outros livros de trilogia, tem uma pitada diferente. Foram nas últimas páginas que comecei a notar uma grande diferença na história, que espero, vá mudar todo o curso durante os outros livros da trilogia. Apesar da leitura ser muito simples e bastante rápida, foi apenas nos últimos capítulos que me vi realmente instigada a prosseguir sem parar para nada. Acho que foi porque consegui perceber as personalidades dos personagens. Eles pareciam mais fortes e um pouco mais decididos. Apesar de tudo isso, não estou tão curiosa sobre o que acontece com o casal, pois, no final das contas, já tenho uma noção básica devido ao modo de escrita da autora. Esse o denuncia sobre o rumo que a história vai tomar.

"Não fique satisfeita com uma vida tranquila. A juventude foge mais rápido do que você imagina."

Com certeza, esse não foi o pior livro que li, porém, nem de longe é o que eu esperava para um livro de abertura de trilogia. Os personagens não são tão cativantes, apesar de serem bem independentes. Para quem curte leitura erótica, é um prato cheio, mas se você já tá cheio desse tipo de leitura e irá se arriscar com essa trilogia, não sei se é uma boa pedida. Irei terminar de ler a história completa e trago as resenhas de Segredos na Escuridão e Promessas na Escuridão, porque apesar de não ter gostado tanto assim do livro, acho válido ver o que a autora reservou, e se ela surpreende o leitor dando novos rumos aos personagens e a obra. No total, dou três estrelas ao livro por apresentar uma Londres muito bacana a cada virada de página.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

4 Comentários
Comentários

4 comentários

Write comentários
D e s s a
AUTHOR
16 de janeiro de 2014 18:08 delete

Realmente, quando o primeiro livro já não começa muito bem.. :/
Tinha muita vontade de ler, até desanimei agora, rs. Mas ainda estou com vontade. *-* Quero saber o que vou achar da leitura, até porque a história me chamou atenção.
beijos
apenas-um-vicio.blogspot.com.br

Reply
avatar
16 de janeiro de 2014 22:42 delete

Ansiosa pra começar a ler essa trilogia. *-*
Consegui de troca os dois primeiros e realmente não vejo a hora de começar a leitura.
Li a resenha por cima, mas o que eu li me deixou bem curiosa.
Adorei!
Resenha #127 - Jardim de Inverno – Kristin Hannah.
Confere lá!
Manuscrito de Cabeceira
Bjs.

Reply
avatar
16 de janeiro de 2014 22:45 delete

Eu já não estava muito animada para ler, agora acho que não vou ler mesmo.. kk
Mas a sua resenha ficou muito legal!

Beijo :*
www.tainahrodrigues.com
fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

Reply
avatar
Mariela Brus
AUTHOR
14 de abril de 2014 14:13 delete

Saga perfeita para aqueles que amaram 50 Tons de Cinza, mas ficaram querendo mais...! Para quem não leu ainda, aqui fica um link para o primeiro livro:

http://portugues.free-ebooks.net/ebook/Chamas-na-Escuridao-After-Dark-Livro-01

que disfrutem!! (:

Reply
avatar