[Resenha] Ordem de Extermínio - James Dashner

17:20 7 Comments A+ a-


Antes de o CRUEL existir, antes que houvesse o Labirinto e muito antes que Thomas ingressasse na Clareira, as chamas solares assolaram a Terra e destruíram o mundo que a humanidade considerava salvo... Mark e Trina estavam lá quando tudo aconteceu, e sobreviveram. Mas sobreviver às chamas foi fácil se comparado ao que viria depois. Agora, um vírus que toma conta da mente com violência e dor se espalha por todo lugar e existe algo muito suspeito sobre sua origem. Pior ainda: ele está em mutação e as evidências sugerem que a humanidade se ajoelhará diante do caos, prevendo uma morte inevitável e assustadora. Mark e Trina estão convencidos de que existe uma maneira de salvar os poucos que restaram. E estão certos de que podem encontrá-los. Porque neste novo e devastado mundo, cada vida tem um preço. A sua também. E para alguns, você vale muito mais morto do que vivo. Ordem de Extermínio é a origem da trilogia Maze Runner, best-seller do New York Times, sucesso internacional em vários idiomas. Aqui encontraremos a história da destruição do mundo e da civilização, e de como o Fulgor fez com que alguns planejassem soluções drásticas e cruéis para a sobrevivência dos seres humanos... e do planeta à beira do caos e da extinção.

Comecei a ler Ordem de Extermínio muito empolgada, pois apesar de não ter lido nenhum outro livro da série, me foi esclarecido que neste a estória zerava, ou seja, aqui e teria acesso a origem de tudo, então fiquei super animada, porque a sinopse já tinha me instigado fortemente, mas no prólogo do livro algumas coisas foram confundindo minha mente e eu achei que não iria gostar da leitura. Por essa razão, fui me fechando, apesar de querer muito curtir a leitura aquela ideia de que eu não iria entender a estória porque não tinha lido os anteriores estava me impedindo de seguir. Como sou brasileira e quase nunca desisto (rs), decidi esquecer que não tinha lido os livros anteriores e me entreguei a leitura. Isso foi  uma das decisões mais acertadas que já fiz, pois essa distopia é de tirar o folego, o raciocínio e a vontade de largar o livro vai a números negativos. Aqui não existem altos e baixos, apenas altos, altos picos de adrenalina, nervosismo e torcida pelos personagens que existem nesta trama de arrepiar. 
"A máquina iniciou seu trabalho, extraindo imagens da memória de Thomas. Apagou sua mãe, seu pai e toda sua vida. Apagou Teresa."
O prólogo do livro, creio eu, que seja uma das partes fundamentais no primeiro livro da série, Correr ou Morrer, por isso você fica um pouco perdido, isto é, se você como eu, for começar a série do final. Entretanto, já no primeiro capítulo o autor te prende com personagens que lutam bravamente para sobre viver após o episódio que foi nomeado de 'Chamas Solares'. Após o sol fritar tudo que existia na face da terra e inundar o que antes era solo, Mark, Trina, Alec, Lana e seus amigos ainda lutam para sobreviver a cada dia. A princípio eles vivem relativamente bem, se você considerar o fato de que o mundo foi devastado e que estão construindo tudo novamente. Mas como o bater rápido das asas de um beija-flor, tudo muda e eles estão lutando contra um vírus que ameça aniquilar o resto da população humana da face da terra. O que os intriga é que ninguém sabe de onde esse vírus veio, nem quem resolveu o disseminar ou o que ele realmente causa nas pessoas, pois cada um reage de uma forma. Então, com tudo isso, esse incrível grupo de amigos guerreiros vão em busca de respostas e quem sabe, talvez, uma cura para o mal que começa afligir a população. E é nesse meio tempo que eles encontram Didi, uma criança que pode ter as respostas para o que eles querem.

Como já citei anteriormente, o livro é de tirar o fôlego, e exceto pelos primeiros capítulos, ele não tem baixos na trama, pois sempre que você pensa 'não, agora eles vão poder respirar e seguir sem mais turbulências', vem um episódio que te faz querer virar logo as páginas para saber o que vai acontecer. De vez em quando, esse alto nível de adrenalina que livro nos passa fica tão cansativo que você só quer fechá-lo, sentar e chorar pelo desespero que aflige Mark e seus amigos, mas então, a curiosidade bate, e lá está você, abrindo o livro novamente. Claro que para ter uma trama enervante e elétrica assim, o autor precisou criar personagens muito fortes, marcantes e que sabem o que faz, pois nenhum movimento deles pode acabar em erro. O próprio Mark tem uma estória muito dura, assim como todos os outros que foram unidos pelo horrível desastre das Chamas Solares. Isso fica claro quando, em seus mai sombrios sonhos, Mark relembra de como eles se conheceram e porque são tão unidos. É desesperador não saber o que vai acontecer com os personagens.

Um ponto que me agoniou bastante no livro, foi o fato das características das pessoas que contraiam o vírus, irei fazer uma comparação que me foi muito vívida. O filme Guerra Mundial Z, vai entender quando eu falar que fiquei meio desesperada com essas características, pois é uma loucura total. As cenas de ação do livro, que deixe-me ressaltar, são muitas, dá um desespero em você, porque não quer que o Mark morra e ai no final de cada uma você libera aquele suspiro de 'ufa'. Cada personagem tem um papel importante na trama, mas Mark e Alec são os personagens chave aqui, e eu achei que a Trina seria mais ativa. Alec é um ex-soldado que salva o grupo desde sempre e quando ele se vê no meio de mais uma confusão não se nega em lutar pela sua vida e pela daqueles que o cercam mais uma vez. 
"O que é isso, algum tipo de piada? Alguém lá em cima está zombando de nós, jogando com a gente em algum tipo de videogame?"
Preciso comentar também sobre os sonhos do Mark, onde nos é narrado em primeira mão a sobrevivência do grupo logo após as Chamas Solares descerem sobre a terra. O leitor sente o desespero de Mark ao se dar conta que toda sua família morreu, mas que ele precisa lutar para sobreviver. É apresentado o caos de corpos queimados e as águas inundando a terra, o autor detalha um cenário tão bem, que rapidamente o leitor consegue construir tudo, assim como imaginar os odores e desespero. O livro é realista até demais neste sentido, e num mundo de caos no qual vivemos, como não se desesperar? Está visão de distopia sempre me faz pensar em qual é o verdadeiro futuro da terra, pois aqui, mais uma vez, nos é apresentado algo muito plausível de se suceder num futuro não muito distante. Mal posso esperar para ler os outros livros desta série e saber o que acontece após os fatos descritos em Ordem de Extermínio.
"Há uma senhora caída em outro canto, mas seu rosto desapareceu, substituído por pele derretida e sangue. Mark se sente como se estivessem no inferno."
Mais uma vez, a V&R Editoras me surpreende com um livro maravilhoso, e eu achando que depois de Insígnia isso não mais poderia acontecer. O livro é maravilhoso de muitas formas, mas em resumo afirmo que se você gosta de ação e distopia, essa é uma ótima pedida. Mais uma série que figura na minha lista de leituras favoritas do ano, mas leia bem me conselho: quando estiver pronto para começar este livro, fique ciente que seu nível de desespero e adrenalina vai te deixar acordado a noite toda.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

7 Comentários
Comentários

7 comentários

Write comentários
Kel Costa
AUTHOR
2 de novembro de 2013 21:42 delete

Não li a resenha direito pq fiquei com medo de pegar algum spoiler, mas pelo que li no início, vc não chegou a ler os outros livros. É isso? E não teve problema não?
Tenho o volume 1 aqui e pretendo ler assim que tiver um tempinho. Sempre fui fascinada por essa série!

Bjs,
Kel
www.itcultura.com.br

Reply
avatar
3 de novembro de 2013 01:09 delete

Amo distopias, mas não conhecia essa amei a dica
Já vai entrar para a lista

Já estou seguindo ;)

Beijos
@pocketlibro
http://pocketlibro.blogspot.com

Reply
avatar
3 de novembro de 2013 12:21 delete

Adoro distopia, e achei interessante a sinopse e sua resenha.
Hoje em dia esse gênero vem chegando com força total e eu simplesmente adoro! rs.
Não conhecia o livro nem o autor, mas pela sua resenha o livro deve ser muito bom. ^_^
Caixinha de Correios #31.
Confere lá!
Manuscrito de Cabeceira
Bjs.

Reply
avatar
D e s s a
AUTHOR
3 de novembro de 2013 16:10 delete

Não li o primeiro ainda, então li a resenha por cima.
Desde que vi um book trailer dessa série fiquei louca para ler!
Mas ainda não tive esta oportunidade. :/
beijos
apenas-um-vicio.blogspot.com.br

Reply
avatar
4 de novembro de 2013 13:58 delete

Olá Ray!
O final da sua resenha me deixou super ansiosa pela leitura! Como assim, um livro que me deixará acordada a noite para lê-lo? Faz tempo que isso não acontece... rs
Sou apaixonada por distopias e aventuras, e acho que amarei esse livro!
Espero lê-lo logo...
Beijos,
Ana M.
http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
16 de fevereiro de 2017 09:33 delete

Olá, uma dúvida pessoal...
Só foi lançada a versão econômica deste livro? Em todo lugar só acho ele assim 14x21 e sem orelhas.

Reply
avatar