[Resenha] Cretino Irresistível - Christina Lauren

21:38 12 Comments A+ a-


Tirem as crianças da sala, porque é hora de conhecer um livro tão 'hot' que poderia até queimar enquanto você o lê. Cretino Irresistível é mais um livro que surgiu a partir de uma fanfic, e que eu achei que ficaria do mesmo modo, mas quando peguei o livro para ler ontem fui notando que muitas partes foram editadas, apagas e criadas novas cenas. A fanfic já era muito divertida de ler, mas o livro, ah o livro é muito, muito melhor. Narrado em primeira pessoa, o primeiro volume da série conta a estória de Chloe e Bennett, um casal explosivo que têm uma química arrebatadora, mas ele é um Cretino, e ela uma cabeça dura, então eles ficam se batendo, até que a luxúria toma conta e o negócio pega fogo. Ao contrário de 50 Tons de Cinza, Cretino Irresistível tem cenas picantes do início, e quando digo início pode levar ao pé da letra, até o fim. Mas ele tem uma divertida estória que consegue sustentar e não cansar o leitor com tudo isso.


"Você me faz sentir convencido. É o jeito como você reage que me faz sentir um maldito deus."

Chloe é uma estagiária na empresa Ryan Media, que pertence a família de Bennett, que por sua vez é o mentor dela em sua tese do MBA. Ela é uma mulher decidida, forte e sabe o que quer, isso até conhecer todo o poderio sexual de seu chefe. Com sua mania de rasgar as calcinhas de sua estagiária, o Sr. Ryan, nos faz suspirar do início ao fim de cada cena onde ele, e sua boca suja, aparecem. Nenhum
dos dois é aquele tipo de personagem imaturo que fica esperando o próximo passo do outro. Até porque, a narrativa do livro não permite isso, eles são dois adultos, e têm noção que a atração entre eles não pode mais ser negada.

Quero muito comentar aqui como é hilário a mania de Bennett de rasgar as calcinhas, muito caras, da Chloe. E esse fato engraçado é um dos muitos que fazem a leitura desse livro ser leve, divertida e um maravilhoso passatempo. Os xingamentos mutuos são outra parte que vale uma ressalva, pois quando começam a brigar você se prepara, olha para os lados e volta a leitura compenetrada, por saber que vai começar uma cena quente. E deixe-me dizer: as cenas são muito quentes. O Sr. Ryan é quase uma maquina do sexo. Quando esse homem abre a boca pra falar só sai coisas que te fazem queimar, ou cair na risada. Essa mescla entre comédia e erotismo foi muito bem colocada pelas autoras.


"Ele tinha o rosto que qualquer modelo gostaria de ter e o cabelo mais incrível que eu já vi em um homem. Cabelo de quem acabou de transar. Era assim que as garotas do andar de baixo chamavam aquele cabelo e, de acordo com elas, o título era bem merecido."

Como falei anteriormente, a fanfic que gerou o livro foi muito editada, então se você já a leu e acha que não precisa mais ler o livro, está totalmente enganado, pois o final está totalmente diferente, o que, na minha opinião, consolidou melhor a estória. Agora ela tem um respaldo para maior para um 'fim'. Uma parte da edição que não gostei foi a retirada das cenas onde o Bennett falava em francês para a Chloe (Mas gente, logo agora que eu estou arranhando no francês!). Apenas uma cena permaneceu, mas é muito fofo, e eu fiquei imaginando direitinho aquele homem maravilhoso falando o que ele falou em francês pra ela. E aqui entra mais uma das qualidades do livro: ele é fofo na medida certa para uma obra erótica!


“Sabia que, quando tudo terminasse, eu odiaria a nós dois. Ela, por me enfraquecer, e eu, por permitir que a luxúria tomasse conta do meu bom senso. Mas também sabia que não seria possível parar. Eu me transformara em um viciado, vivendo apenas para a próxima dose. Minha vida perfeitamente construída estava desmoronando ao meu redor, e tudo que eu queria era senti-la por dentro.”

Não vou me estender muito, pois como vocês viram, só tenho coisas boas para falar, pois a edição fez um trabalho excelente. Só tenho um conselho: Se deliciem nos espaços do escritório da Ryan Media, pois esse casal vai te levar para lugares onde você será imcapaz de sair até que vire a última página do livro!

Já leu? O que achou? Está curiosa? Para garantir seu exemplar é só clicar AQUI.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

12 Comentários
Comentários

12 comentários

Write comentários
Livroterapias
AUTHOR
4 de setembro de 2013 11:16 delete

Esse é um livro que está na milha lista!
Adorei a forma como você mostrou ele, me deu ainda mais vontade de ler!
Beijinhos
Rizia - Livroterapias

Reply
avatar
4 de setembro de 2013 14:48 delete

Olá Ray! Sabia que tenho notado um certo tipo de preconceito com os livros Hots na blogosfera? Pelo menos quando posto resenha de algum no meu blog vejo comentário tipo...ai não gosto dessas coisa e tal. Cá entre nós eu amoooooooooooooo livro quentes! kkk Gostoo demais, já li uns 5 e não me arrependi (só de 1, mas é o de menos). Muito bom essa de surgir um livro de uma Fanfic e vejo isso acontecendo com muita frequência nos dias de hoje. Gostei demais do que você escreveu sobre o livro e queroo ler...ainda mais que tem essa pitada de humor.
Beijos!
Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

Reply
avatar
Eduarda Mello
AUTHOR
4 de setembro de 2013 19:55 delete

Eu estou lendo esse livro e não imaginei que vinha de uma fanfic de Crepúsculo, não é por nada, mas quando eu li isso broxei totalmente com o livro porque me vem na cabeça o Robert Pattison e ele é totalmente o oposto do que eu imagino esses caras 'hot e poderosos' entende? KKKK
HUMMMMM então sei lá, prefiro apagar isso da minha mente e continuar sem saber que era uma fanfic kkkk
Beijos, Duda

Reply
avatar
4 de setembro de 2013 22:24 delete

De cara já amei o livro, começando pelo titulo e pela capa
Gostei da resenha e vou colocar na lista

Beijos
@pocketlibro
http://pocketlibro.blogspot.com

Reply
avatar
5 de setembro de 2013 08:57 delete

Conhecia o livro, mas até então não sabia do que se tratava. E é muito bom saber que o livro saiu da "mesmice", se é que posso chamar assim, desse gênero literário. O bacana é ver esse humor contido na obra.
Aliás, preciso concordar com a Paloma em relação ao preconceito com o gênero, mas provavelmente é apenas uma "fase".
Parabéns pela resenha :D Espero!

Beijos.
Ricardo - www.overshockblog.com.br

Reply
avatar
Sheila Nunes
AUTHOR
5 de setembro de 2013 10:50 delete


Sheila


Eu já li o livro e, posso falar é tudo isso e mais um pouco, gente maravilhosoo qdo comecei não parei mais, adoro 50 tons e depois de todos que li não havia encontrado um que me tirasse o fôlego como esse... leiam não vão se arrepender.


Reply
avatar
Sheila Nunes
AUTHOR
5 de setembro de 2013 10:51 delete


Sheila


Eu já li o livro e, posso falar é tudo isso e mais um pouco, gente maravilhosoo qdo comecei não parei mais, adoro 50 tons e depois de todos que li não havia encontrado um que me tirasse o fôlego como esse... leiam não vão se arrepender.


Reply
avatar
Sheila Nunes
AUTHOR
5 de setembro de 2013 10:51 delete


Sheila


Eu já li o livro e, posso falar é tudo isso e mais um pouco, gente maravilhosoo qdo comecei não parei mais, adoro 50 tons e depois de todos que li não havia encontrado um que me tirasse o fôlego como esse... leiam não vão se arrepender.


Reply
avatar
Kel Costa
AUTHOR
5 de setembro de 2013 23:58 delete

Estou morrendo de vontade de ler, de pular o livro na pilha imensa de leitura rsrs
Consegui comprar na Bienal *-*

Bjs,
Kel
www.itcultura.com.br

Reply
avatar
7 de setembro de 2013 13:32 delete

Quero muito ler esse livro, ta nos desejados e espero gostar também. Como não li a fanfic, tudo para mim vai ser novo. Só não sei quando lerei.

Bjs, @dnisin
www.seja-cult.com

Reply
avatar
Dê Xavier
AUTHOR
13 de setembro de 2013 22:56 delete

Eu o li. adorei. me diverti muito com as cenas das calcinhas rasgadas. Fiquei imaginando a cara dela depois disso a coleção na gaveta. Parabéns pela otima resenha

Reply
avatar
18 de setembro de 2013 10:19 delete

Nossa mãe do céu! 'Uma máquina de fazer sexo'?! e eu aqui ingenuamente pensando que o Sr. Gray que era o incrível galante da vez. rs' Muito boa a resenha.

Att,
V. I. Neves

Reply
avatar