Devaneios: Discutindo a ética de trabalhar e ser parceria de uma Editora

17:07 12 Comments A+ a-



Esses dias, estava eu 'passeando' pelos blogs e dei de cara com uma bio muito interessante, de um jornalista, muito novinho com um blog super visitado e bem recomendado. Porém, eu nunca tinha lido, ou ouvido falar sobre aquela pessoa ser a administradora daquele blog. Ao chegar no final da bio tomei um susto sem tamanho, porque minha surpresa foi ler que aquela pessoa, além de dona de um blog de livros, Jornalista e outras milhares de coisas, é funcionária de uma das maiores editoras do Brasil.

Tal foi minha surpresa, que fechei o site sem querer saber mais sobre aquilo, porém o destino é algo tão louco que esses dias veio para na minha time line um outro link desse dito blog. E lá fui eu reler a bio, porque, né, vai que eu tivesse bêbada e tivesse lido errado da outra vez? E ali continuava a mesma descrição. Agora, vocês me perguntam: Mas Ray, o que você quer mostrar com isso? Não interfere em nada na minha vida, nem na sua. Bem, ai meus queridos vou começar uma estorinha bem bonitinha.

Faço parte do meio jornalístico e todos que fazem parte desse meio não podem negar, que, sempre houve e sempre haverá, aqueles que recebem 'brindes' para publicar uma notinha que seja, porém isso eu via apenas no meio jornalístico impresso. Meu choque foi confirmar que isso existe dentro de blogs também. Fiquei sim, com algo remoendo dentro de mim, porque hoje eu sou uma blogueira e sei como é difícil para alguém que esta começando conseguir uma parceria. E mais difícil ainda uma com algumas editoras de grande porte.

A lógica usada por grandes editoras é que os maiores blogs vencem, entretanto essa lógica não funciona na minha cabeça. Pois para se tornar muito acessado o blog precisa de promoções, que são uma consequência de parcerias. Então como blogs menores irão crescer sem essas parcerias? Isso é assunto para ser mais debatido em outro devaneio, mas essa lógica, ou deveria dizer falta de lógica?, precisava ser explicada para prosseguir com o que tenho a dizer.

Como jornalista, blogueira e tudo mais que sou, me sinto no dever de expressar meu sentimento de estupefação com relação a essa pessoa divulgar na maior cara dura que faz parte de uma editora e a mesma não se prestar a regular isso. Não entendo do sistema editorial, contudo entendo muito bem de outros sistemas e no meu ver, uma opinião muito pessoal, é que isso deveria ser algo terminantemente proibido.

Porém, como falei também acima, não sei o que se passa no universo literário dentro das editoras e talvez isso seja apenas um modo exaltado de minha parte de refletir, mas como o blog é para vocês, eu gostaria mesmo era de saber o que vocês acham de funcionários de editoras terem blogs literários, e ainda por cima ser parceira da editora onde trabalha? Por essa pessoa ser desse meio, tudo não seria mais fácil para ela?

Meu devaneio termina aqui e eu não irei divulgar nomes, nem da editora, nem do funcionário e também prefiro que vocês não debatam isso aqui, quero apenas levantar essa questão ética. Quero ler os argumentos de vocês sobre esta situação.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

12 Comentários
Comentários

12 comentários

Write comentários
Alessandra
AUTHOR
5 de agosto de 2013 17:16 delete

Essa prática não se restringe à área do jornalismo, ela acontece também em outros meios onde os profissionais prestadores de serviço fazem parcerias com fornecedores, nas quais induzem seus clientes a comprarem daquele fornecedor [que geralmente é o mais caro] em troca de algum benefício (cõmissão, etc.) Considero a prática extremamente anti ética, pois sempre quem sai perdendo é o consumidor, que é enganado. Lamentável.

Reply
avatar
Karen Costa
AUTHOR
5 de agosto de 2013 19:03 delete

Interessantíssimo esse post, Ray! Concordo com o comentário da Alessandra, acho anti ético. Por que os leitores desse blog, PODEM não estar lendo resenhas sinceras sobre os livros da editora em que ela trabalha... hahaha pelo menos, ela é sincera ao dizer que trabalha na editora, podem ter várias situações iguais e a gente nem sabe! rsrs
Beijos!

Karen Costa
http://viajandonaestante.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Bruna
AUTHOR
5 de agosto de 2013 19:12 delete

Não entendi o seu problema. Sério. A pessoa não pode ter um blog porque ela trabalha numa editora? Que coisa sem sentido...

Acho que seu problema é com haver uma espécie de Nepotismo envolvido, ele ser parceiro da editora porque trabalha lá e não por ter passado pela seleção de outros blogs. Mas você não sabe isso. E mesmo que tenha sido assim, continuo sem ver nenhum problema, se ele está oferecendo um conteúdo de qualidade. Talvez (talvez) seja um pouco injusto, mas nada é inteiramente justo e se você tem uma oportunidade de algo bom, então tem de agarrar, tanto nas pequenas quanto nas grandes coisas. Tenho um blog, e meu sonho é publicar meu livro, quando (se) um dia eu conseguir, seguindo seu raciocínio, então não poderei ter uma parceria com a editora que publicou o livro?

Talvez eu não tenha lhe entendido muito bem, ou talvez nossas opiniões simplesmente sejam diferentes. Espero não ter lhe ofendido (porém, não mudo nada do que disse, não me desculpo pela minha opinião, afinal)

Té mais...
http://bmelo42.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Alessandra
AUTHOR
5 de agosto de 2013 19:41 delete

Acho que a Ray se refere ao fato de o blogueiro se sentir 'obrigado' a falar bem dos livros de determinada editora por estar recebendo benefícios dela. Sendo funcionário então? Se o cara falar algo desfavorável no blog, quem garante que ele não será penalizado de alguma forma no trabalho? É complicado traçar um limite nisso... Mas qualquer pessoa tem direito a ter um blog, e se o blog é de qualidade, ótimo. Mas como o leitor vai saber se o cara está sendo imparcial em suas opiniões se há outros interesses envolvidos?

Reply
avatar
Vivika
AUTHOR
5 de agosto de 2013 19:50 delete

Pois é, Ray! Como blogueira e alguem que trabalha na area editorial vejo toda essa situação como uma verdadeira faca de dois gumes.
Você pode sim trabalhar em uma editora e manter um blog sem problema algum - DESDE QUE isso não atinja a sua ética profissional. Vamos colocar em uma situação hipotética isso daqui: você trabalha na editora 'A', uma editora de classe alta, com uma tiragem de exemplares de dar inveja a qualquer Cristão. Ae você vai e abre um bloguinho pra falar de livros (porque, afinal, você ama literatura!). O problema acontece quando você, blogueira, perde a linha da ética e do bom trabalho e passa a dar um tratamento especial as obras da tua editora ao invés de dar o devido confeti a quem realmente merece.
Eu passei por isso na pele - atuava em uma certa editora e mantia o blog. Por uma questão ética eu evitava falar dos livros daquela determinada editora, pois eu sabia que isso poderia ser levado de uma forma errada. Mesmo que, em todos os anos que mantive a minha 'coisinha'funcionando, eu nunca quis fazer parceria com editora nenhuma (nem mesmo esta a qual eu trabalhava) por uma questão pessoal: e se eu não curtisse aquele livro? Como iria questioná-lo em frente a todos e em frente a própria editora? E se a tradução estivesse um verdadeiro lixo? Sei que nenhuma editora te cobra resenhas 100% positivas mas mesmo assim eu não me sentiria em paz comigo mesma. Houveram livros que eu odiei porque não gostei da história, da mesma forma que houveram livros que eu odiei pelo mero fato que eu tinha em minhas mãos uma tradução extremamente mal feita. Por isso, a minha saída foi resenhar livros estrangeiros na época. E assim fui até sair daquela editora e seguir o meu caminho próprio na area editorial. *putz... escrevi pacas, né? Eu hein.... o.O *
Bom, mas trocando em miudos, a minha posição é a seguinte: o mundo das blogueiras hoje no Brasil é, infelizmente, um universo de subcelebridades. Ganha aquele que tem mais followers, aquele que conseguiu uma brechinha num podcast de sucesso e por ae vai. De tantos blogs badalados por ae, conto nos dedos de uma única mão do Lula quantos deles fizeram resenhas negativas merecidas (entenderam a piada.... Lula... 4 dedos! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA #okayparei).
Desde que você não perca a sua ética e não se venda por alguns followers a mais na sua contagem mensal, não vejo mal em ser uma blogueira/profissional da area editorial.

Reply
avatar
Vivika
AUTHOR
5 de agosto de 2013 19:55 delete

E só pra complementar, Ray, parabens pela coragem em trazer um assunto tão delicado a público.
Blogueiro de verdade não apenas resenha e faz S2 com as mãos pra todo santo livro que aparece - Blogueiro de verdade gera conteúdo e discussão de uma forma coerente e inteligente como você fez!
Que o Porre de Livros se torne não apenas um blog de livros, mas sim um blog de pessoas inteligentes! <3

Reply
avatar
Eu Leitora
AUTHOR
5 de agosto de 2013 19:56 delete

Oi Ray!
Acho que é um assunto delicado a se abordar dessa forma, mas vamos lá.
O fato do jornalista ser blogueiro e nisso criar parceria com editoras é a coisa mais comum hoje em dia, já que a internet é um dos meios mais eficaz hoje em dia.
Outra, não entendi o problema dele trabalhar em uma editora e ainda ter parceria, são coisas separadas, uma pode ter levado a outra. Ele poderia ser blogueiro antes e conseguido emprego depois (você pesquisou sobre isso?)
E para ser um blog grande eu acredito que leve tempo e não é necessariamente só promoções não, viu? Um blog pode se manter com posts excelentes e atualizados. É uma postura do blogueiro em dedicação ao blog e assim consequentemente virão as parcerias, que a propósito esta muito superestimada. Só porque o blog não tem parcerias não faz dele inferior. O conteúdo é a diferença.
Enfim, é bom opinar um pouco né? rs Faz tempo que eu não falava disso!

Beijos

Ana
ww.euleitora.com.br

Reply
avatar
Ray Pereira
AUTHOR
5 de agosto de 2013 20:06 delete

Gente, eu to amando a opinião de vocês. Acho MUITO importante isso. Como falei acima o blog é feito para vocês. O meu motivo para fazer isso não foi polemizar, mas sim comentar.
Esse tema é um tema muito delicado, realmente, mas nem tudo que é delicado deve ser jogado para de baixo do tapete e esquecido. Obrigada pelos comentários e pelo proveitoso 'debate'.

Reply
avatar
5 de agosto de 2013 20:36 delete

Ray parabéns pela questão levantada.
Que bom ler inquietações como essas, que bom ler comentários, como o da Vivika, que são repletos de argumentos e não de tiradas nervosinhas.

Minha opinião, ninguém é neutro. Não acredito em neutralidade. Nossas opiniões são repletas do que somos e das nossas experiências.
Qdo uma resenhista começa dizendo que vai ser neutra paro de ler na hora...
Nesse caso específico que vc citou já li resenhas negativas de livros que o blog era parceiro.
Como a Vivika disse, depende da intenção do blogueiro/resenhista e da ética.
:)

Reply
avatar
5 de agosto de 2013 22:06 delete

Olá! Excelente o seu posicionamento! Realmente é um assunto que merece ser discutido!

Abraços!

www.universodosleitores.blogspot.com.br

Reply
avatar
7 de agosto de 2013 16:07 delete

Sinceramente? Eu acho antiético da parte da pessoa que tem o blog e da editora em permitir a parceria. Na minha opinião tem choque de valores.

Penso nas seguintes perguntas: até onde as resenhas de livros da editora que ela trabalha são sinceras? ela desfavorece o das outras editora para favorecer a que ela trabalha?

Se a pessoa trabalha em uma editora, mas ainda sim, quer ter um blog literário, ótimo, mas então seja neutro. Esse tipo de coisa sempre da margem pra discussão e coloca em cheque a autenticidade do que a pessoa faz.

E outra, se eu fosse da equipe das outras editoras que escolhessem as parcerias, ficaria com o pé atrás já que os parceiros ficam sabendo de várias novidades ANTES do que todo mundo. Vazamento de informação ta ai pra todo ver.

Como disse, minha opinião gente.

Bjs, @dnisin
www.seja-cult.com

Reply
avatar
9 de agosto de 2013 23:00 delete

Oi Ray. Achei um absurdo essa informação que você nos passou. Já conheço toda a história de que os blogs maiores são favorecidos e de que há alguns que vendem uma postagem para promover algo, porém, saber que alguém que trabalha na própria editora tem um blog literário, é da área de jornalismo e ainda por cima parceiro da mesma é um disparate sem igual (risos) para não dizer anti-ético. Enfim, essas irregularidades sempre vão existir mas temos sempre, como proprietários de um blog, visar por um material de qualidade e verdadeiro aos nossos leitores.

De Frente com os Livros

Reply
avatar