Eleita imortal pela Academia Brasileira de Letras Rosiska Darcy

20:48 0 Comments A+ a-

Foto: (Fabio Motta/AE)

Ocupando a 10 cadeira, a autora fica no lugar do falecido autor Lêdo Ivo, alagoano morto em dezembro. Rosiska foi eleita nesta quinta-feira (11), carioca, jornalista e ensaísta, ela foi escolhida no primeiro escrutínio, obtendo 23 votos deixando seus concorrentes muito para trás.

O segundo lugar, o poeta Antonio Cícero com seis votos. O poeta pernambucano Marcus Accioly ficou em terceiro lugar obteve cinco votos. Rosiska é bacharel em direito pela PUC-Rio e sua obra é dedicada à reflexão do espaço ocupado pelas mulheres na sociedade. Seus dois primeiros livros Le Féminin Ambigu e La Culture dês Femme, foram publicados na Europa, piríodo em que estava exilada na Suíça.

Ela também estudou durante 10 anos na Universidade de Genebra. Suas obras publicadas no Brasil são na maioria pela editora Rocco, que conta com 6 dos 9 títulos publicados pela escritora. As obras dela são: Elogio da Diferença, In Praise of Difference,Reengenharia do Tempo, seu último ensaio, propõe uma nova relação entre vida privada e mundo do trabalho, além de A Dama e o Unicórnio, Outono de Ouro e Sangue, A Natureza do Escorpião e Chão de Terra.

A Academia Brasileira de Letras planeja também uma nova votação para eleger um novo ocupante da cadeira de número 36. A mês está vaga desde 22 de março, após a morte do Jornalista João de Scantimburgo.

Jornalista, taurina, viciada em livros, filmes, seriado e em conhecer novos lugares. Adora estudar inglês e acha que essa deveria ter sido sua língua mãe.

0 Comentários
Comentários