Destaques

CRÍTICA| The Outsider (2020)

Por Porre de Livros •
20 de junho de 2020


Baseado no livro The Outsider, do Stephen King, vamos conhecer uma pacata cidade que é surpreendida pela morte brutal de um garoto. Evidências comprovam que o culpado pelo assassinato é Terry Maitland (Jason Bateman), treinador da Liga Infantil de beisebol. O detetive Ralph Anderson (Ben Mendelsohn) não demora em sua decisão, afinal digitais e testemunhas comprovam quem é o verdadeiro culpado. O verdadeiro problema começa quando Terry consegue provar que não estava na cidade no dia e na hora em que as testemunhas alegam tê-lo visto. 

Enquanto as evidências de que Terry Maitland ficam mais sólidas, o álibi do treinador também parece ser verdadeiro. E em meio a isso a investigação fica mais confusa e cheia de interrogações. Quem será o verdadeiro culpado por este ato? Será que há alguma explicação para que o Terry esteja em 2 lugares ao mesmo tempo?


Como sempre a HBO tem o poder de adaptar boas histórias. O interessante da série é que todos os personagem são apegados à realidade e não pensam numa explicação plausível para o que está acontecendo. Apesar de céticos (o que traz um pouco de realidade à trama), a equipe que faz parte da investigação convida Holy Gibney (Cynthia Erivo) para participar do caso e, consequentemente, recebe a notícia de que há algo sobrenatural no assassinato. E toda essa discussão só acontece no meio da série, um dos motivos para justificar os 10 episódios. Inclusive, entre esses 10 episódios, há diversos momentos que deixam a narrativa bastante arrastada. 😴


Se erraram no ritmo de alguns episódios, acertaram na decisão de trazer a Holy Gibney mais cedo para a produção, afinal ela só aparece mais para o final do livro. E apesar de pouco carismática, Cynthia Erivo é um dos pontos centrais da narrativa e consegue nos entregar uma personagem estranha, mas não diferente do que o leitor de King esperava. Além de ser a responsável por juntar todas as peças do quebra-cabeça e descobrir o verdadeiro culpado pelo assassinato. A personagem também traz um pouco de representatividade à série. Afinal, é a única em meio a uma equipe de homens.

Apesar da história interessante e da ansiedade para o confronto final, os últimos momentos da adaptação podem ser anticlimáticos, mesmo os últimos episódios tendo ritmos mais acelerados e pegando o espectador de surpresa em diversos momentos. Durante o desenvolvimento dos arcos narrativos e da investigação, The Outsider se mostra como uma série de suspense investigativo e no fim percebemos que a semente do horror clássico está presente na produção. Apesar do acerto, o erro pode estar em deixar o final aberto para uma segunda temporada. 
Leia mais

Livro que menciona vírus criado em Wuhan chega ao Brasil

Por Porre de Livros •
8 de junho de 2020
Recentemente foi divulgado na internet que um livro previu a pandemia do COVID-19, mas logo foi identificado que tratava-se de uma fake news. Na notícia fake, segundo o G1, a foto divulgada do livro descrevia um arma biológica desenvolvida em laboratórios localizados perto de uma cidade chinesa. 

Na verdade, a foto era do livro The eyes of darkness (Os olhos da escuridão), escrito em 1981 pelo autor americano Dean Koontz. No livro, Koontz descreve uma arma biológica que causa graves problemas respiratórios e mata em até 24 horas. O vírus foi chamado de Wuhan-400 e desenvolvido pelo cientista Li Chen em um laboratório secreto nas proximidades de Wuhan, na China. Inclusive, foi em Wuhan que começou a pandemia do COVID-19. Por causa da semelhança da narrativa com o momento atual, algumas pessoas começaram a criar notícias falsas acerca do livro. Apesar da grande coincidência, o vírus abordado no livro é totalmente diferente do COVID-19. 

Segundo o jornal Correio Braziliense, na 1º edição do livro, o vírus era chamado de Gorki-400. Após a Guerra Fria, período do lançamento do livro, o autor mudou o nome do vírus para Wuhan-400. No livro, o vírus foi criado para dizimar a população e nada comprove que o COVID-19 é uma arma biológica criada pelo governo. Então, nada de criar pânico. É apenas uma grande coincidência!

Os olhos da escuridão será publicado no Brasil pela Editora Citadel. O livro já pode ser encontrado nos formatos físico e digital. Confira o booktrailer:

Leia mais

J.K. Rowling publicará conto para crianças

Por Porre de Livros •
6 de junho de 2020
Olha só quem resolveu publicar algo neste período de isolamento social! A J.K. Rowling, autora da saga Harry Potter, informou que irá publicar um conto escrito há 10 anos. Segundo ela, a obra tem o objetivo de entreter as crianças neste período de isolamento social, situação provocada pela pandemia do COVID-19, e salientou que o conto foi escrito como uma história de ninar para os seus filhos mais novos. E adivinha: tudo isso estará gratuito!


O conto tem o título de The Ickabog, um conto de fadas ambientado num mundo imaginário e não tem nenhuma relação com Harry Potter - é não foi dessa vez, pessoal! Mas a ideia de escrever este conto veio quando ela ainda escrevia a saga do bruxo mais famoso do mundo. Segundo Rowling, o conto é indicado para crianças de 7 a 9 anos e deve ser lido em voz alta. Várias traduções do conto será disponibilizada posteriormente e os lucros serão doados para projetos e organizações que ajudam grupos mais afetados pela pandemia do COVID-19. 

O conto contará com 34 capítulos e será publicado diariamente em seu site a partir de 10 de junho. A Editora Rocco irá traduzir o conto. Para ler os capítulos traduzidos, basta CLICAR AQUI.
Leia mais

RESENHA| Os garotos corvos #1

Por Porre de Livros •
4 de junho de 2020
No livro, vamos conhecer Blue Sargent, uma garota que vive numa família de videntes. O único problema é que a garota não é vidente, ela apenas intensifica o poder de outras pessoas - e esse dom paranormal é raro e valioso. Desde sempre, suas familiares avisam que ela precisa se manter longe de garotos, pois se Blue beijar seu verdadeiro amor, ele morrerá. Esse é um dos arcos narrativos de Os Garotos Corvos (The Raven Boys #1). 

"Todas elas concordavam num ponto, entre as muitas linguagens de clarividência diferentes: se Blue beijasse seu verdadeiro amor, ele morreria." 💏
Todo ano, na véspera do Dia de São Marcos, Blue e sua mãe visitam uma igreja abandonada para visualizar as almas das pessoas que morrerão. Por não ter poder, a garota nunca conseguiu ver essas almas, mas dessa vez foi diferente... Neste ano, Blue não só conseguiu ver alguém, como também falou com essa alma, o seu nome era Gansey. Não demorou muito para que a garota descobrisse quem era Gansey, um garoto rico da Anglionby, uma tradicional escola da cidade. Mas Gansey vai muito além de um garoto rico que tem tudo, ele tem uma difícil missão e contará com o apoio de Blue para realizá-la. E eles não estarão sozinhos, contarão com a ajuda de Adam, o garoto que tem um crush pela Blue. Ronan Noah também farão do time.


Apesar das diversas críticas positivas para este livro, confesso que não foi o que esperávamos... O livro é confuso, um pouco clichê e não resolve todos os mistérios neste primeiro livro, o leitor tem poucas informações sobre as Linhas Ley, o assunto pelo qual o Gansey é obcecado. Além do mais, a profecia (?) da Blue fica meio perdida, percebemos  o clima entre os dois, mas isso é abordado somente pouquíssimas vezes neste livro. E, de verdade, decidir beijar alguém e matá-lo ou não matá-lo não é uma decisão difícil, talvez só um pouco dramática... E para somar a isso tudo, ainda há uma lentidão no ritmo da narrativa. 

CLASSIFICAÇÃO:
⭐⭐
Em relação aos personagens: houve alguns acertos, mas não ajudaram muito a engatar a leitura. Entre todos, Blue e a sua relação com a família é um dos poucos pontos positivos. O lado ruim? É o fato de não conhecermos tanto a família da garota, com certeza seria mais interessante que os Garotos Corvos. Entre os garotos, Noah é o mais interessante, só é bastante apagado e tem um segredo. Acredito que haverá outros livros e deve focar mais na vida de Noah. Apesar de Blue ser uma boa protagonista, ela tem coisas que podem incomodar. Falta um pouco de verossimilhança em relação aos arcos narrativos quando falamos das relações entre os personagens. Em contrapartida, o que não falta é clichê quando falamos dessas relações, risos.

Se esperávamos mais de Os garotos Corvos? Sem dúvida! Por ser o primeiro livro, deveria, no mínimo, ter prendido o leitor e não deixar os arcos narrativos tão soltos. Em diversos momentos, a perspectiva fica difícil de ser identificada, acreditamos que um narrador-personagem (narrador em 1º pessoa) seria bem mais interessante. E o clichê presente no livro é a cereja do bolo - não de uma forma positiva.
Leia mais

HBO divulga trailer de Território Lovecraft

Por Porre de Livros •
3 de maio de 2020
HBO traz mais uma adaptação em 2020! Dessa vez, para falar de temas relevantes e atuais. Depois de Fronteiras do Universo e Pequenos Incêndios por toda a parte, agora é a vez da adaptação Território Lovecraft, do Matt Ruff, publicado pela Intrínseca



Na história, conheceremos Atticus que descobre o desaparecimento do seu pai e, com a ajuda de familiares, decide partir numa missão de resgate. E a grande surpresa é quando ele descobre onde o seu pai está... O universo criado por Ruff está repleto de segredos e elementos sobrenaturais, além de trazer o tema do racismo, que é tão discutido atualmente. 

O diretor da série será o Jordan Peele. Quem lembra dele? Ele ficou bastante conhecido depois de Corra!, onde usou a ficção científica para falar sobre o racismo estrutural do EUA. Inclusive, o contexto político e social em que Território Lovecraft acontecerá será a segregação racial do EUA. Quem aí também está com as expectativas altíssimas para essa adaptação? 🙋

A adaptação estreia em agosto. Chega logo, Agosto! 😅

Leia mais

Autora de "As Crônicas Lunares" lançará novo livro

Por Porre de Livros •
30 de abril de 2020

Quem já leu Cinder, primeiro livro da série As Crônicas Lunares? Ou Renegados? Depois de recontar um famoso conto de fadas e escrever ficção científica, Marissa Meyer escreverá comédia romântica e sairá totalmente de sua zona de conforto. Será que o próximo livro será tão bom quanto os primeiros? 🤔

Divulgação: EW
O seu próximo livro será Instant Karma e tem previsão de lançamento ainda para esse ano. Para Mayer, a história desse livro está na sua mente desde a adolescência, há quase uma década. Haja tempo, hein!

"Há muitos elementos deste livro que me chamavam: ambientalismo e reabilitação de animais marinhos, as áreas cinzentas entre boas ações e motivos pessoais e, é claro, um romance insano. [...] espero seja uma fuga divertida e emocionante para os leitores quando o livro for lançado ainda este ano", disse Meyer à EW.

Em Instant Karma, vamos conhecer Prudence Daniels, um garota que é rápida em julgar o outro. Após uma noitada com os amigos, ela acorda com a capacidade de lançar karma instantâneo naqueles que estão em sua volta. E a garota começa a se aproveitar desse "poder" e pune a todos, mas isso não funciona muito com o Quint Erickson, seu inimigo mortal e parceiro de laboratório irritantemente fofo. Assim, ela começa a descobrir verdades sobre Quinn, seus colegas e sobre si mesma que revelam quão tênue é a linha que separa virtude e vaidade, generosidade e ganância... e amor e ódio.

Instant Karma tem previsão de lançamento para outubro de 2020.
Leia mais

© Porre de Livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in